Coordenadoria conta com trabalho voluntário no acolhimento de animais

Programa ‘Amigo Bicho’ permite que maiores de 18 anos sejam voluntários e destinem tempo e carinho para cães e gatos abrigados pela Coordenadoria de Bem-Estar Animal

110

O canil municipal da Prefeitura, localizado na Coordenadoria de Bem-estar Animal, dentro do Parque Pinheirinho, acolhe e trata cães abandonados. E o trabalho voluntário é um importante aliado do Município na recuperação da autoestima dessa população canina, que, na maioria das vezes, chega ao canil debilitada e abalada.

A demanda pelo acolhimento é crescente. Neste mês, projeto de lei da Prefeitura, aprovado pela Câmara, instituiu o Programa Municipal de Voluntariado do Bem-Estar Animal “Amigo Bicho”.

Gerido pela Coordenadoria de Bem-Estar Animal, o programa tem objetivo de contribuir com a melhora da qualidade de vida e com a sociabilização dos animais abrigados pela Prefeitura até a adoção.

A divulgação da sugestão de ampliar o espaço de convivência dos cães com a natureza motivou a pedagoga Bruna Eduarda Viviani Rocha, de 33 anos, ao trabalho voluntário no Parque Pinherinho.

“Pensando no bem-estar dos animais, que necessitam de um espaço maior para convivência, eu decidi ser voluntária para passear com os cães pelo parque”, relatou Bruna durante ação nesta segunda-feira (26).

Entusiasmada, ela também convidou a amiga Bruna Alves Cardoso, que é cuidadora de idosos e topou a iniciativa. Ambas já atuam como voluntárias no canil há três semanas. “É compensador ver os cães felizes. A gente chega e eles ficam animados e até choram com nossa presença”, concluiu Bruna Cardoso, servidora municipal.

Sobre o programa

O programa “Amigo Bicho” possibilita iniciativas de voluntariado, por parte de pessoas físicas maiores de 18 anos ou de pessoas jurídicas, que doarão o seu tempo aos cães e gatos abrigados pela Coordenadoria de Bem-Estar Animal.

Os voluntários podem realizar caminhadas com os animais, além de adestramento e tratamento psicológico de cães e gatos acolhidos pelo Município e que estão à espera de adoção. Também será permitida a estadia dos animais, aos finais de semana, nas residências dos voluntários.

O interessado em prestar o serviço voluntário deverá preencher um termo de adesão, que será analisado pela Coordenadoria Executiva de Bem-Estar Animal.

Após a autorização, e antes de começarem as atividades, os voluntários receberão orientações de profissionais habilitados e qualificados, segundo diretrizes estabelecidas pelo Poder Público.

Mais informações podem ser obtidas na Coordenadoria de Bem-Estar Animal, pelo telefone (16) 3339-4441.