Concurso da Prefeitura é cancelado e candidatos seguem sem resposta após 1 ano

A prova para o cargo de Técnico de Enfermagem, aplicada em 15 de março, foi cancelada, devido a um erro na seleção das questões de conhecimentos específicos

33

Em janeiro de 2020, a Prefeitura de Araraquara abriu concurso público para contratação de pessoal para diversas áreas. No entanto, a prova para o cargo de Técnico de Enfermagem, aplicada em 15 de março, foi cancelada, devido a um erro na seleção das questões de conhecimentos específicos, conforme justificativa do Instituto Consulplan, responsável pelo certame. Após mais de um ano sem respostas, candidatos procuraram o vereador Marchese da Rádio (Patriota), que protocolou, no dia 20 de setembro, o Requerimento nº 897/2021, cobrando explicações da Prefeitura.

De acordo com a nota oficial emitida pela empresa contratada pela Prefeitura para a realização do concurso, uma nova prova seria reaplicada em data a ser definida. “Em virtude das orientações das autoridades da área da saúde para prevenção do contágio e disseminação do Coronavírus (Covid-19), a data para realização da reaplicação ficará em aberta até que as autoridades da saúde pública determinem novas orientações sobre realizações de eventos públicos”, diz o texto. A nota também afirma que manterá os candidatos atualizados o que, segundo eles, nunca ocorreu.

Vale ressaltar que o concurso previa a contratação de, ao menos, um técnico de enfermagem, com remuneração mensal de R$ 2.031,12 para jornada de 30 horas semanais, regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O concurso foi homologado em agosto de 2020 pelo prefeito Edinho Silva (PT) com a relação dos aprovados, sem menção ao cargo em questão.

Para Marchese, há tempos, a situação sanitária permite a realização de provas e os candidatos têm direito a uma resposta da Administração Municipal. “Nós até entramos em contato com o responsável, mas, não tivemos uma resposta sobre a data. Os candidatos querem um retorno oficial, por isso, fizemos o pedido formal”, disse.

No documento, o parlamentar questiona o número de candidatos inscritos para o concurso, a data e o local previstos para reaplicação da prova e se existe a possibilidade de devolução do valor da inscrição aos candidatos inscritos que não tenham mais interesse na realização do exame. A Prefeitura tem o prazo inicial de 15 dias para responder aos questionamentos, prorrogável por até 55 dias.