Com novecentos inscritos, 3DBB da Uniara tem participação de cerca de 1600 pessoas de 24 países, sendo a maioria mulheres

Evento online foi realizado entre os dias 26 e 28, com transmissão pelo YouTube

52
O “1º Congresso Internacional Digital em Biofabricação e Bioimpressão 3D – 3DBB”, promovido pelo Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia – PPGB da Universidade de Araraquara – Uniara, contou com a participação de 24 países e foi reconhecido por três sociedades científicas internacionais, de acordo com o professor do Programa e presidente do evento, Rodrigo Alvarenga Rezende. As atividades online, que contaram com novecentos inscritos e cerca de 1600 participantes – a maioria mulheres -, foram realizadas entre os dias 26 e 28 de agosto, com transmissão pelo YouTube do PPGB – https://bit.ly/uniara_biotec_youtube -, onde os vídeos estão disponíveis para visualização.

 

“Ao final, o 3DBB registrou, via site do evento, novecentos inscritos e, além disso, tivemos diretamente no YouTube o acesso de, pelo menos, outros setecentos participantes, o que nos credencia a dizer que tivemos participação de no mínimo de 1600 diferentes participantes. O público feminino correspondeu a 58%, registrado pelo canal. Houve participação de todas as faixas etárias, com predominância de 25 a 34 anos”, detalha Rezende.

 

Ele menciona que o último dia “contou com palestras interessantíssimas, entre elas, as de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, da Universidade Simón Bolívar e da empresa startup 3DBS,  encabeçadas pela apresentação de um dos keynote do evento, o professor Paulo Bártolo, da Universidade de Manchester”.

 

No Congresso, também foi realizado um painel ao vivo. “O ‘Quadro de Empreendedorismo’, conduzido pelos professores Hernane da Silva Barud e André Capaldo Amaral, contou com a participação de quatro empresas – três startups brasileiras da área de biofabricação e a multinacional HP do Brasil – e uma audiência de mais de 270 participantes. Esse painel trouxe uma conversa muito descontraída e informativa sobre o contexto de novas empresas na área de biofabricação e seus desafios, ainda mais neste momento de pandemia, e já visualizando o pós-momento pandêmico. O público participante teve a oportunidade de enviar em tempo real suas perguntas via chat do YouTube, o que ajudou a tornar o painel muito dinâmico e com grande interatividade entre as partes”, destaca Rezende.

 

Ao final, foi realizada a cerimônia de encerramento por meio de um vídeo gravado pelo presidente do 3DBB. “Além de um resumo do evento e dos agradecimentos a todos os envolvidos na organização e participantes, no vídeo revelei também, do total de setenta trabalhos submetidos, os três vencedores em cada umas das seguintes categorias – “Estudantes de Graduação”, “Mestrado”, “Doutorado” e “Pesquisador de Pós-Doutorado”, relata ele.

 

 

Painel Covid-19

 

“Uma galeria digital foi criada para a exibição de vídeos de grupos de pesquisa que desenvolveram e fabricaram soluções para o combate à pandemia de coronavírus – Covid-19. Essa vitrine continua disponível a todos os interessados. São vídeos curtos de cerca de três minutos – http://twixar.me/wvZm. E todo o conteúdo do Congresso, gratuito, continuará disponível livremente aos interessados por mais algumas semanas”, finaliza Rezende.

 

O CTI Renato Archer, parceiro há anos da Uniara, é coorganizador do “1º Congresso Internacional Digital em Biofabricação e Bioimpressão 3D – 3DBB”.

 

Informações sobre o PPGB-MRQM da universidade podem ser obtidas no endereço www.uniara.com.br/ppg, pelo telefone (16) 3301-7348 ou pelo e-mail secpgbio@uniara.com.br.