Cerca de 2 mil cestas de alimentos serão entregues à famílias em vulnerabilidade social

Alimentos serão entregues a famílias de baixa renda que pertencem ao programa Bolsa Família, do Governo Federal, e têm filhos matriculados nas escolas da rede municipal de ensino

36

A Prefeitura iniciou a elaboração de 1.953 cestas de alimentos que serão distribuídas a famílias em vulnerabilidade social e que terão a situação agravada devido à crise econômica causada pelo novo coronavírus.

O prefeito Edinho e secretários municipais acompanharam o trabalho de montagem das cestas, no Centralizado Municipal, nesta terça-feira (7). Os pacotes contêm arroz, feijão, leite em pó, macarrão, molho de tomate, óleo de soja, açúcar, sal e biscoito.

O serviço está sendo feito pelas equipes do almoxarifado do Centralizado e das secretarias de Educação, por meio da Gerência de Abastecimento e Alimentação Escolar, e de Assistência e Desenvolvimento Social, por meio da Coordenadoria de Segurança Alimentar.

“Nós listamos todas as famílias que estão no Bolsa Família e precisam de apoio todos os meses. E verificamos, dessas famílias, quais as crianças que estão matriculadas na rede municipal de ensino. Chegamos a aproximadamente 1.950 famílias que precisam do apoio do poder público, inclusive apoio alimentar”, explicou o prefeito Edinho, que também agradeceu ao Ministério Público por ter apoiado a iniciativa.

“São alimentos que nós compramos para o programa de Segurança Alimentar, mais aquilo que estava estocado da Merenda Escolar. Nós fizemos uma junção para que essas quase 2 mil famílias recebam os alimentos. Agradeço aos servidores que estão separando os alimentos e formando as cestas para a entrega às famílias”, complementou Edinho. Vale lembrar que, devido ao decreto de calamidade pública por causa do coronavírus, as aulas nas escolas municipais estão suspensas.

Depois da montagem, os kits serão entregues nas escolas para serem distribuídos às famílias. As direções das escolas vão entrar em contato com os beneficiários para o agendamento da retirada, evitando aglomerações.

O prefeito também destacou que, por meio da Assistência Social, outras cestas estão sendo compradas para atender quem não está incluído no Bolsa Família.

Outra ação para superação da vulnerabilidade é a Rede de Solidariedade, onde a população pode fazer doações a quem mais precisa. A Rede de Solidariedade atende pelo telefone 0800 773 1145, das 8h às 18h, todos os dias, inclusive nos finais de semana.

Estiveram presentes na visita à montagem das cestas as secretárias Clélia Mara dos Santos (Educação) e Jacqueline Barbosa (Assistência e Desenvolvimento Social); o coordenador de Segurança Alimentar, Marcelo Mazeta; o coordenador de Suplementos e Logística, Reinaldo Lima; e Fernanda Nascimento, nutricionista e responsável técnica da Alimentação Escolar.