Ceagesp distribuiu 18 mil cestas de alimentos em Araraquara

Os 7 caminh√Ķes do Ex√©rcito trouxeram as 100 toneladas de alimentos que foram distribu√≠dos para a popula√ß√£o carente de Araraquara

242

A distribui√ß√£o de alimentos doados pela Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armaz√©ns Gerais de S√£o Paulo)¬†gerou uma enorme fila nas ruas do entorno dos barrac√Ķes da Companhia em Araraquara, que fica localizado na Vila Xavier, na manh√£ dessa quinta-feira (29). O objetivo da a√ß√£o foi ajudar no combate a fome por conta das dificuldades enfrentadas na pandemia, ajudando as pessoas mais necessitadas.
O comboio com os 7 caminh√Ķes do Ex√©rcito Brasileiro carregados com os alimentos saiu de S√£o Paulo por volta de 4h e chegou √† Araraquara, por volta de 8h. O in√≠cio da distribui√ß√£o estava marcado para acontecer as 12h, por√©m, por volta das 10h30, as primeiras pessoas que aguardavam em uma enorme fila j√° receberam a cesta de alimentos que contava com frutas, verduras, legumes, al√©m de sacos de arroz e litros de √≥leo de soja.

De acordo com um balan√ßo da organiza√ß√£o do evento, mais de 18 mil cestas com alimentos foram entregues na cidade, al√©m de doa√ß√Ķes para entidades assistenciais.
V√°rias entidades assistenciais e volunt√°rios participaram da a√ß√£o auxiliando na separa√ß√£o, montagem das cestas e entrega dos alimentos. Algumas empresas da cidade tamb√©m deram apoio √† a√ß√£o e enviaram caminh√Ķes e pessoal para ajudar.

Por meio de uma a√ß√£o conjunta entre a Ceagesp e o Ex√©rcito Brasileiro, Araraquara recebeu 100 toneladas de alimentos, que foram doados por empres√°rios de S√£o Paulo. Parte das doa√ß√Ķes seriam encaminhadas para entidades assistenciais da cidade e outra para fam√≠lias em vulnerabilidade social.

Apoio do Exército

O coronel Carlos Marcelo, do Comando Conjunto do Exército Brasileiro, coordenou o trabalho dos 23 militares que participaram da ação em Araraquara. Ele falou à reportagem do O Imparcial sobre o trabalho que o Exército Brasileiro vem fazendo para minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na população brasileira.

‚ÄúAs For√ßas Armadas em S√£o Paulo est√£o atuando h√° mais de um ano no esfor√ßo do combate da pandemia da Covid-19. Hoje, n√≥s estamos aqui com a nossa estrutura de transporte com 7 caminh√Ķes do Ex√©rcito Brasileiro que carregaram em S√£o Paulo, na Ceagesp, em torno de 100 toneladas de alimentos para trazer √† fam√≠lias que est√£o em situa√ß√£o de vulnerabilidade social aqui na regi√£o de Araraquara. S√£o as For√ßas Armadas, atrav√©s do Ex√©rcito Brasileiro, atuando permanentemente em defesa do Brasil e da sua gente. Aqui em Araraquara hoje estamos contando com um efetivo de 23 militares, mas contamos tamb√©m com o apoio de 32 atiradores do Tiro de Guerra de Araraquara. Nos √ļltimos dois meses, a√ß√Ķes similares a esta j√° foram realizadas nas cidade de Aparecida, Poti e para comunidades ind√≠genas na zona sul de S√£o Paulo. Agora este quarto evento √© este transporte aqui desse montante de alimentos para a regi√£o de Araraquara‚ÄĚ, relatou o coronel do Ex√©rcito Brasileiro.

Ajuda para quem precisa

O presidente da Ceagesp, coronel Mello Ara√ļjo, acompanhou a entrega dos alimentos em Araraquara e tamb√©m falou com a reportagem sobre a import√Ęncia da a√ß√£o em um momento t√£o dif√≠cil como o que o pa√≠s est√° passando. ‚ÄúQuem est√° doando esses alimentos s√£o pessoas que tamb√©m j√° passaram necessidades na vida e sabem que a situa√ß√£o est√° dif√≠cil para todo mundo. Hoje n√£o estamos aqui por partido pol√≠tico, pois se fosse por partido a gente n√£o estava aqui. O presidente Bolsonaro falou, ‚ÄėMello faz a comida chegar √† mesa das pessoas, independente que seja de A ou de B, o povo precisa comer e as pessoas n√£o t√™m culpa do que est√° acontecendo‚Äô. Ent√£o, √© isso que a gente est√° fazendo aqui hoje. Por que Araraquara? Porque eu recebi 21 of√≠cios de entidades assistenciais e muitos v√≠deos de pessoas com as geladeiras vazias e dizendo que n√£o podiam sair de casa para trabalhar, porque n√£o as deixavam sair. Isso mexeu com os permission√°rios, mexeu com os empres√°rios e, por isso, a gente est√° aqui hoje‚ÄĚ, ressaltou Ara√ļjo √† reportagem.

Combatendo a fome todos os dias

O prefeito Edinho Silva (PT) criticou a forma como foi realizada a distribui√ß√£o dos alimentos nos barrac√Ķes da Ceagesp. Ele postou um v√≠deo em sua p√°gina na rede social no final da tarde de quinta-feira, onde elogiou a iniciativa, mas condenou o fato das pessoas terem que aguardar por horas na fila formada na rua sob o sol. Ele lembrou tamb√©m que Araraquara combate a fome todos os dias do ano atrav√©s de projetos sociais, sem precisar que as pessoas se submetam a humilha√ß√Ķes.

‚ÄúA fome se combate todo dia, sem humilhar as pessoas que precisam. Todos esses alimentos que foram distribu√≠dos hoje poderiam chegar as mesmas fam√≠lias utilizando as entidades assistenciais e a rede p√ļblica existente. As pessoas n√£o precisariam ficar horas em filas, sendo filmadas, sendo expostas. O que houve aqui hoje foi um espet√°culo midi√°tico com fundo pol√≠tico. N√£o podemos politizar a fome‚ÄĚ, reclamou o prefeito.

Fotos: O Imparcial