Catadoras da Acácia têm materiais furtados dos bags e sofrem ameaças

Vereadora Luna Meyer (PDT) cobrou soluções ao Executivo

108

Indivíduos estão se apropriando indevidamente do material reciclado já coletado e armazenado nos bags de coleta, pelas trabalhadoras da Coleta Seletiva (Cooperativa Acácia). Os relatos foram recebidos pelo gabinete da vereadora Luna Meyer (PDT), que enviou a Indicação nº 2425/2021 à Prefeitura, pedindo providências e soluções para que seja coibido o ato.

Segundo as denúncias que chegaram à parlamentar, os ‘atentados’ têm ocorrido em vários pontos de Araraquara. No dia 20 de maio de 2021, por exemplo, moradores da Vila Ferroviária informaram que a equipe de coleta teve que ser trocada, por conta de graves ameaças que estavam recebendo de indivíduos que estão se apropriando indevidamente do material reciclado já coletado e armazenado nos bags de coleta.

“Relataram ainda que, diante da situação de perigo e vulnerabilidade que essas trabalhadoras ficam expostas, os próprios moradores passaram a acolhê-las quando ameaçadas e a reterem o material em apenas um ponto da rua para tentar minimizar os riscos; todavia, tais medidas não são suficientes para coibir os delitos”, explicou Luna.

De acordo ainda com o conteúdo do documento encaminhado à Prefeitura, no dia 25 de maio de 2021, uma assessora da vereadora estava transitando pela Rua Prudente de Moraes e testemunhou a ação de um homem, que passava pelo local com uma moto e ao parar com o veículo, passou a saquear os bags de coleta que estavam em pontos específicos da rua aguardando o caminhão da cooperativa. A testemunha conversou com duas trabalhadoras da equipe da coleta que estavam no local e elas confirmaram se tratar de um ilícito constante em diversos bairros, relatando que são ameaçadas caso tentem impedir as violações.

Também foi coletada a informação de que, por ser algo habitual, os próprios moradores dos bairros estão se mobilizando para tentar impedir a repetição da situação, retendo o material em suas portas até a chegada da coleta, para entregar em mãos; no entanto, esses infratores passaram a saquear os bags que ficam nas esquinas aguardando a coleta pelo caminhão.

“Diante da problemática que causa prejuízo material às cooperadas e, principalmente, perigo a suas integridades físicas e morais, sugerimos que seja analisada junto à Secretaria de Segurança Pública a possibilidade de designar viaturas para policiamento ostensivo nos locais e horário das coletas, a fim de garantir a segurança necessária às trabalhadoras, por tempo suficiente para interromper o hábito da prática delituosa”, concluiu a vereadora.