Carlão do Joia se desculpa por fala sobre professores de história

O vereador do Patriota falou sobre o assunto que gerou repúdio de outros parlamentares no Pequeno Expediente da Câmara, na sessão dessa terça-feira (13)

40

O vereador Carlão do Joia (Patriota) se desculpou com os professores durante o Pequeno Expediente da sessão da Câmara Municipal, dessa terça-feira (13). Ele havia chamado professores de história de ‘maconheiros’ na sessão anterior da Casa de Leis.

O vereador que integra o G7, grupo que faz oposição ao prefeito Edinho Silva (PT), recebeu várias declarações de repúdio pela fala infeliz de companheiros de Câmara, além de entidades de classe e da Comissão de Educação. A confusão foi criada depois que o vereador, durante sua fala na defesa do Golpe Militar de 1964, teria chamado os professores de história de ‘maconheiros’.

Desculpas

O vereador pediu perdão as pessoas que se sentiram ofendidas com a sua fala e disse que tem uma história de 35 anos pautada pelo respeito e amor ao próximo. “Embora a mídia tentasse me fritar, o povo que me conhece saiu em minha defesa. Quero deixar claro que não é justo uma história de 35 anos, sempre pautada no respeito e amor ao próximo, ajudando sem olhar a quem fosse apagada por uma frase infeliz. Você que se sentiu ofendido, peço sete vezes perdão. Se não for suficiente, peço setenta vezes sete perdões”, ressaltou o vereador.