Caem os casos, óbitos e internações por Covid-19 em Araraquara

Melhora dos índices da pandemia reflete medidas de isolamento social de junho e vacinação

29

Os principais índices da pandemia da Covid-19 continuam em queda acentuada em Araraquara, refletindo as medidas de isolamento social rígido (segundo lockdown) adotadas em junho e o avanço da vacinação, que já chegou à faixa etária dos 30 anos de idade.
O número de casos confirmados de coronavírus chegou a 516 na semana passada, o menor índice semanal desde o começo de maio. Em relação ao pico do mês de junho (1.149, na primeira semana daquele mês), a redução é de 55%.
A média móvel diária de casos (soma de casos dos últimos sete dias dividida por sete) dessa segunda-feira (26), de 72,7, é a menor desde 14 de maio, quando o índice era de 72,2. Em 10 de junho, a média móvel tinha chegado a 165,5.
Com a queda geral nas internações, o número de pacientes de Araraquara com Covid-19 em leitos dos hospitais públicos e privados (58 pessoas) voltou ao patamar da última semana de janeiro deste ano, antes da confirmação da circulação da variante P.1 (a cepa de Manaus). O total de internações, que já chegou a 212 em junho, agora é de 119 (44% a menos).
Outro dado que mostra a intensidade da pandemia é a quantidade de pessoas que estão contaminadas e em isolamento domiciliar obrigatório: em queda desde o começo de julho, quando estava acima de 1.000, o número de araraquarenses em quarentena é de 325.
Com queda nos casos e nas internações, mais vidas foram salvas: a semana passada, com oito óbitos, foi a com menor número de mortes por Covid-19 desde o final de maio. Os últimos três boletins do Comitê de Contingência do Coronavírus (sábado, domingo e esta segunda-feira) não registraram óbitos pela doença.
Segundo o Vacinômetro do Governo do Estado, até a tarde dessa segunda-feira, Araraquara já havia aplicado 195.978 doses das vacinas contra o coronavírus, sendo que 141.993 pessoas tomaram a 1ª dose, 48.127 tomaram a 2ª dose e 5.858 foram imunizados com dose única. Em relação à população acima de 18 anos, isso significa uma projeção de 80% dos adultos vacinados com ao menos uma dose (ou única) e 29% totalmente imunizados (com 2ª dose ou única).