Ato #24J reúne 300 pessoas no centro de Araraquara

Protesto, que ocorre em todo o país, pede a saída do presidente Bolsonaro, mais empregos e vacina para todos

93

Cerca de 300 pessoas participaram do protesto contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) no centro de Araraquara, na manhã deste sábado (24). O protesto chamado de #24J ocorre em todo o país.

Em Araraquara, o ato teve a participação de vários vereadores de partidos de esquerda, sindicalistas, estudantes, populares em geral e também da deputada estadual Márcia Lia (PT).

A concentração inicial aconteceu por volta de 10h, na Praça Santa Cruz. Em seguida, os manifestantes seguiram pela Rua São Bento (rua 3) até o Paço Municipal e, depois retornaram pela Rua 9 de Julho (Rua 2).

Entre as pautas principais estavam: mais empregos, vacina para todos, controle da inflação e o impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

Membros de grupos de minorias como os LGBT+ também participaram do ato e pediram o ‘Fora Bolsonaro’.

No Brasil

Os organizadores de novas manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro, marcadas para hoje, registraram um aumento no número de atos nos Estados após a ameaça atribuída ao ministro da Defesa, Walter Braga Netto, de que não haverá eleições caso o voto impresso não seja adotado no País.

A decisão do presidente de entregar o comando da Casa Civil para o senador Ciro Nogueira (PP-PI), principal expoente do Centrão, também impulsionou o movimento.

Segundo os organizadores das manifestações, foram agendados 123 novos atos pelo Brasil nas 24 horas seguintes à divulgação das ameaças e o acerto com o Centrão. Ao todo, os organizadores contabilizam 426 eventos marcados em todos os Estados. O recorde até agora foi no dia 19, com 457 atos registrados.