Araraquara perde Ricardo Simões

O professor de educação física tinha um grande acervo de vídeos de eventos ocorridos em Araraquara ao longo de quase 30 anos

292

José Augusto Chrispim

Faleceu neste domingo (17), o esportista, jornalista e professor de educação física Ricardo Simões. A causa da morte seria um infarto fulminante no final da tarde.

Ricardo Simões, tinha 74 anos, e era professor aposentado, ex-secretário de esportes do governo de Waldemar de Santi, ex-presidente da Fundesport e ex-secretário de Cultura e Lazer da antiga CONTUR.

Ricardo nasceu no dia 20 de dezembro de 1946, em Araraquara, mas morou em Tutóia até os 11 anos. Foi nadador do Corinthians, onde ganhou o título de campeão brasileiro de natação, além de conquistar recordes em vários Jogos Abertos do Interior por Araraquara. Formado em Educação Física pela Escola de Educação Física de São Carlos, deu aulas de natação antes de lecionar na Universidade Metodista de Piracicaba, Faculdade de Barra Bonita e na Unesp Araraquara. Permaneceu por 28 anos na Academia da Força Aérea e no ITA.

Simões se casou com Judy Balcom em 1972, em São Francisco, na Califórnia, e teve três filhos: Daniel, que mora em Orlando, na Flórida; Diego, que reside e trabalha na Virgínia; e Laura, formada em jornalismo e nutrição.

Vídeos

Simões começou a filmar sua família, eventos da cidade e jogos de futebol dos campeonatos amadores em 1965 com rolos de cinema que duravam apenas três minutos, o que o incentivava a caprichar, já que o material era caro. “A minha filmagem mais famosa foi o show dos ‘The Rolling Stones’ em Matão, em 1969. Em 1978, fui para os Estados Unidos e voltei com a primeira câmera de vídeo que Araraquara viu. Passei a filmar casamentos, eventos em clubes, eventos esportivos e shows. Eu peguei gosto e montei a ‘R Simões Produções’. Fiz milhares de produções, filmei Mamonas Assassinas, João Paulo e Daniel, Alan e Aladim. Também filmei missões da Academia da Força Aérea, fiz muitas entrevistas com os presidentes da República que visitavam a Academia e com todos os prefeitos que passaram por Araraquara. Depois me especializei em fazer campanha política. Eu tenho atualmente umas três mil horas de filmagens da história de Araraquara. Só na ‘Sessão Cripta’ tem mais de 1.200 pessoas entrevistadas”, narrou o professor em entrevista ao jornal O Imparcial em setembro de 2019.

Televisão
Ricardo teve um programa de retrospectivas no Canal NET chamado ‘Arquivo R Simões’ que sua filha Laura Simões apresentava. Em seu canal no YouTube ‘arquivorsimoes’ estão disponíveis vários vídeos que foram exibidos na TV.

À família enlutada, nossas condolências.

Foto: O Imparcial/Arquivo