Araraquara perde 471 postos de trabalho em março

Comércio e Serviços registraram as maiores perdas no mês, aponta Pesquisa do Núcleo de Economia do Sincomercio

56

O mercado de trabalho formal araraquarense registrou redução de postos em março. De acordo com a análise do Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara, tendo como base os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), 471 postos de trabalho foram encerrados no período, resultado de 2.236 admissões e de 2.707 desligamentos.

Os setores que mais demitiram no mês foram os de serviços, com 47,9% (1.297), comércio, com 23,1% (626), indústria, com 14,8% (401), construção, com 9,7% (262), e agropecuária, com 4,5% (121). Na comparação mensal, as admissões tiveram queda de 22,04% e os desligamentos aumentaram em 21,83%. Em relação ao mesmo período de 2020, no entanto, a queda nas admissões foi menor (-6,21%) e os desligamentos caíram (-10,73%).

 “Após seis meses de expansão no estoque de trabalhadores em Araraquara, o total de desligamentos de março superou as admissões. No entanto, a quantidade de vínculos ativos ainda é maior do que havia no mesmo mês de 2020”, avalia João Delarissa, analista econômico do Sincomercio Araraquara.