Araraquara participa de programa que apoia ação para reduzir mortes no trânsito

Rede Ruas Completas SP vai capacitar municípios na implementação de projetos de segurança viária

11

Programa que atua como articulador de ações com foco na redução de acidentes de trânsito e gerido pela Secretaria de Governo por meio do Detran.SP, o Respeito à Vida apoia a formação da rede Ruas Completas SP, que reunirá 20 cidades paulistas comprometidas com a redução de mortes e lesões no trânsito. A rede parte da Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito e conta também com a participação da WRI Brasil, Vital Strategies e Frente Nacional de Prefeitos (FNP),

São elas: Araraquara, Bauru, Bebedouro, Campinas, Campos do Jordão, Capão Bonito, Catanduva, Diadema, Francisco Morato, Guarulhos, Jacareí, Jundiaí, Limeira, Piracicaba, Registro, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Santo André, São José do Rio Preto e São José dos Campos. O anúncio das cidades ocorreu na semana passada durante reunião do Fórum Paulista de Secretários e Dirigentes Públicos de Mobilidade Urbana.

Para entrarem na rede, as 20 cidades se comprometem a implementar ações, estratégias ou projetos de segurança viária, com foco em gestão de velocidades por meio do redesenho da infraestrutura urbana. Além do apoio específico às 20 cidades selecionadas, haverá atividades de capacitação abertas às mais de 300 cidades onde o Respeito à Vida está presente.

A seleção das cidades se baseou em critérios como o compromisso com redução de mortes e lesões no trânsito e com a redução das velocidades máximas em vias urbanas, de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde. Também foram consideradas a priorização dos modos ativos e coletivos e a disponibilidade de dados para o diagnóstico, entre outros fatores.

As 20 cidades contarão com capacitações e apoio técnico a projetos a partir da abordagem de sistemas seguros, que parte da premissa de que lesões e mortes no trânsito são evitáveis – e de que a responsabilidade é compartilhada entre quem utiliza as vias e quem projeta e implementa o espaço viário.

O conceito de ruas completas foi criado para mostrar a importância de se projetar as ruas com foco na segurança e no conforto de todas as pessoas, priorizando usuários de modos ativos como caminhada e bicicleta. Em 2017, o WRI Brasil e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) lançaram uma rede com 21 cidades brasileiras, que realizou intervenções de ruas completas em nove cidades.

“Atualmente, o índice de mortes no estado de São Paulo está em 10,9 mortes por 100 mil habitantes. Compromissos internacionais, como a Declaração de Estocolmo, miram em redução de 50% das mortes e feridos no trânsito ao longo da década. Temos convicção de que o apoio técnico e as trocas que a rede vai proporcionar a estas cidades contribuirão positivamente rumo a este objetivo”, afirma Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran-SP.