Araraquara já contabiliza sete multas por descumprimento de decreto

A operação também fiscalizou os estabelecimentos, que não incluem serviços essenciais, de bairros e periferias que insistem em continuar abertos. Dois boletins de ocorrência foram lavrados por conta de estabelecimentos reincidentes no descumprimento do decreto

68

A Guarda Civil Municipal e os Agentes de Fiscalização de Trânsito, vinculados à Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, em conjunto com o Procon de Araraquara, realizaram nesta quarta-feira (08) uma operação conjunta com o objetivo de fiscalizar os estabelecimentos que estão funcionando em desacordo com o Decreto Municipal nº 12.242/2020, dando ênfase àqueles com aglomeração de pessoas em filas ou diante de balcões. A operação também fiscalizou os estabelecimentos, que não incluem serviços essenciais, de bairros e periferias que insistem em continuar abertos.

O secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, Coronel João Alberto Nogueira Junior, explicou que a operação percorreu diferentes regiões da cidade, incluindo a região central e também os bairros.

“Por meio de patrulhamento, verificações e autuações, a operação tomou as medidas necessárias para impedir a concentração de pessoas de qualquer natureza”. Ele ressaltou que a colaboração da população é essencial neste momento. “Vamos coibir qualquer ação individual ou coletiva que possa vir prejudicar as medidas de prevenção do combate ao novo coronavírus (Covid-19) no município”.

De acordo com o balanço da operação divulgado pela Secretaria, 16 estabelecimentos foram visitados na tarde de hoje (8) e 2 boletins de ocorrência foram lavrados por conta de estabelecimentos reincidentes no descumprimento do decreto.

O secretário da pasta destacou que muitos munícipes foram orientados durante a operação, além dos proprietários e funcionários dos estabelecimentos. “Estamos intensificando a fiscalização, as operações têm tido um resultado muito positivo e iremos continuar trabalhando para fazer valer o decreto”.

Da terça-feira, dia 24 de março, quando teve início o período de quarentena em Araraquara, até hoje (8), foram contabilizados 1.126 atendimentos relativos à fiscalização do Decreto Municipal de calamidade pública entre orientações e fiscalização no local da irregularidade. Desses, foram feitos 353 deslocamentos da GCM para o local da suposta irregularidade para averiguação, além de 13 contabilizados como apoio à Rede de Solidariedade (com entrega de mantimentos e medicamentos). Vale destacar também que foram lavradas 7 multas pelo descumprimento do decreto.

Ao presenciar locais que não estão cumprindo as exigências do decreto, que orientam sobre o isolamento social, qualquer cidadão pode ligar para a Guarda Municipal pelo 153, que irá até o local fazer a abordagem. As denúncias também podem ser feitas a Polícia Militar, pelo 190 e para a Ouvidoria do Município pelo 156.