Araraquara entra na fase laranja do Plano SP nesta segunda-feira (25)

A partir de amanh√£, setores n√£o essenciais passam a fechar aos finais de semana

288

O Governador Jo√£o Doria anunciou novas restri√ß√Ķes para conter o aumento de casos, interna√ß√Ķes e mortes em decorr√™ncia do coronav√≠rus. A partir desta segunda-feira (25), as regi√Ķes de Barretos, Bauru, Franca, Mar√≠lia, Presidente Prudente, Sorocaba e Taubat√© estar√£o na fase vermelha do Plano S√£o Paulo, com fechamento de com√©rcios e servi√ßos n√£o essenciais. As demais, incluindo a Grande S√£o Paulo, ficar√£o na etapa laranja, entre elas Araraquara, mas com restri√ß√Ķes da vermelha em dias √ļteis, ap√≥s as 20h, e integralmente aos finais de semana.

As medidas v√£o vigorar at√© o dia 7 de fevereiro. At√© l√°, nenhuma regi√£o poder√° avan√ßar √†s fases amarela e verde, as mais flex√≠veis em rela√ß√£o ao atendimento presencial. ‚ÄúAntes que milh√Ķes de brasileiros possam ser vacinados, todos n√≥s precisamos lidar com a dura realidade que a pandemia nos imp√Ķe neste momento‚ÄĚ, afirmou o Governador Jo√£o Doria.

‚ÄúUma segunda onda de coronav√≠rus atingiu o mundo e seus efeitos tamb√©m atingiram o Brasil e o estado de S√£o Paulo. O aumento no n√ļmero de casos, interna√ß√Ķes e √≥bitos √© extremamente preocupante‚ÄĚ, acrescentou Doria. ‚Äú√Č a ci√™ncia, a sa√ļde e a medicina que determinam os caminhos que temos a seguir para proteger vidas.‚ÄĚ

As medidas foram recomendadas por cientistas e médicos do Centro de Contingência do coronavírus. O grupo de especialistas orienta e aconselha as autoridades estaduais com base em índices epidemiológicos e hospitalares desde a confirmação do primeiro caso no Brasil, há quase 11 meses.

O Governo do Estado e o comit√™ de sa√ļde voltaram a pedir a colabora√ß√£o de toda a sociedade para refor√ßar o distanciamento social e evitar aglomera√ß√Ķes ou reuni√Ķes sociais,¬† al√©m de uso obrigat√≥rio de m√°scaras em locais de acesso p√ļblico e higiene frequente das m√£os. O novo mapa mostra 78% da popula√ß√£o de S√£o Paulo na fase laranja e 22% na etapa vermelha.

A fase mais rígida só permite o funcionamento normal em setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Demais comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

J√° na etapa laranja, onde Araraquara est√° inserida, academias, sal√Ķes de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, concession√°rias, escrit√≥rios e parques estaduais podem funcionar por at√© oito horas di√°rias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade e encerramento √†s 20h. O consumo local em bares est√° totalmente proibido.

A venda de bebidas alco√≥licas no com√©rcio varejista s√≥ pode ocorrer entre 6h e 20h. Somente a partir da fase verde, a mais branda, √© que essa comercializa√ß√£o poder√° voltar a ser feita sem as restri√ß√Ķes atuais.

As regi√Ķes na fase laranja a partir do dia 25 s√£o Grande S√£o Paulo e as regi√Ķes de Ara√ßatuba, Araraquara, Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Registro, Ribeir√£o Preto, S√£o Jo√£o da Boa Vista e S√£o Jos√© do Rio Preto.

Todos os protocolos sanit√°rios e de seguran√ßa para os setores econ√īmicos est√£o dispon√≠veis no site saopaulo.sp.gov.br/planosp e devem ser cumpridos com rigor. Prefeituras que se recusarem a seguir as normas estabelecidas pelo Governo do Estado ficam sujeitas a san√ß√Ķes judiciais.

DADOS DA PANDEMIA

Com os dados epidemiol√≥gicos semanais divulgados nesta sexta (22), a m√©dia estadual passou de 287,9 para 348,6 novos casos a cada 100 mil habitantes. A taxa de novas interna√ß√Ķes subiu de 49,3 para 54,1 a cada 100 mil habitantes, e as mortes foram de 5,8 para 7,1 a cada 100 mil habitantes. A acelera√ß√£o no cont√°gio preocupa o Centro de Conting√™ncia, que refor√ßou o alerta aos 46 milh√Ķes de habitantes de S√£o Paulo.

‚ÄúO cen√°rio para os pr√≥ximos dias n√£o √© tranquilizador, muito pelo contr√°rio, s√£o sombrios. N√≥s temos risco em S√£o Paulo, se n√£o tomarmos as medidas necess√°rias, de em pouco tempo termos dificuldade de oferecer leitos de UTI para pessoas que necessitem de tratamento‚ÄĚ, declarou Jo√£o Gabbardo Coordenador Executivo do Centro de Conting√™ncia. ‚ÄúS√£o Paulo apresenta um √≥bito a cada seis minutos. O tempo que demorarmos para tomar as medidas necess√°rias vai significar √≥bitos nesta velocidade.‚ÄĚ

A press√£o sobre o sistema hospitalar √© preocupante. A m√©dia de ocupa√ß√£o de leitos de UTI por pacientes graves de COVID-19 passou de 67,5% para 71,1%, com 18,9 vagas exclusivas para coronav√≠rus a cada 100 mil habitantes. Assim, o Governo do Estado endureceu o par√Ęmetro de ocupa√ß√£o UTI COVID-19 de 80% para 75% para a fase vermelha e tamb√©m cancelou a realiza√ß√£o de cirurgias eletivas.

Sem as medidas mais restritivas e com o atual ritmo de interna√ß√Ķes em UTI, em 28 dias o sistema de atendimento hospitalar para pacientes graves com COVID-19 poderia se esgotar. Nesta sexta (22), a Secretaria de Estado da Sa√ļde anunciou a amplia√ß√£o de 756 leitos para pacientes infectados pelo coronav√≠rus em todo o estado, sendo 450 de enfermaria e 306 de UTI.