‘Araraquara é uma cidade muito linda e trabalhadora’, diz embaixadora da Suécia em visita ao município

Johanna Brismar Skoog cumpriu agendas na SAAB/Embraer, no Daae, no Instituto de Química da Unesp e na Câmara Municipal na segunda-feira (27)

102

A embaixadora da Suécia no Brasil, Johanna Brismar Skoog, cumpriu uma série de agendas em Araraquara na segunda-feira (27), com objetivo de conhecer melhor a infraestrutura e o potencial econômico do município e avaliar futuras parcerias. Ao final do dia, Johanna fez uma avaliação positiva da passagem pela cidade.

“Araraquara é uma cidade muito linda, trabalhadora e com muitas coisas para se visualizar no futuro com a Suécia”, declarou a embaixadora, que fez em Araraquara a sua primeira viagem de trabalho desde o início da pandemia.

Johanna esteve acompanhada do cônsul-geral da Suécia em São Paulo, Renato Pacheco Neto; do vice-cônsul, Kjell Peter Johansson; do conselheiro da embaixada, Jonas José Montpaz; do conselheiro de comércio, Carl Fredrik Andreas Rentner; e do adido de Defesa, Lars Mikael Barström.

Depois da recepção na Prefeitura, as autoridades suecas e araraquarenses estiveram na Embraer e na empresa sueca Saab, instalada na unidade de Gavião Peixoto, para conhecer o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (Gripen Design Development Network – GDDN).

O Programa Gripen é uma parceria da Saab com o Brasil. O contrato começou em 2015 para o desenvolvimento e a produção de 36 aeronaves Gripen E/F para a Força Aérea Brasileira (FAB), incluindo sistemas, suporte e equipamentos relacionados, com um investimento de 39,3 bilhões de coroas suecas.

A iniciativa faz parte do programa de transferência de tecnologia para impulsionar o desenvolvimento da base industrial de defesa local por meio das empresas parceiras. A Saab vai treinar mais de 350 técnicos e engenheiros brasileiros por meio deste programa previsto para ocorrer em 10 anos. Desde 2015, mais de 250 pessoas já foram capacitadas na Saab em Linköping, na Suécia.

O primeiro Gripen E chegou ao Brasil em setembro de 2020 para dar continuidade à campanha de ensaios em voo no Centro de Ensaios em Voo do Gripen, na Embraer, em Gavião Peixoto. Desde então, a aeronave tem feito voos de teste e, em março de 2021, iniciou voos supersônicos no Brasil. Em junho houve o primeiro voo realizado somente por brasileiros com uma equipe formada por pilotos de teste, engenheiros e técnicos da Embraer.

Após a visita à Saab e à Embraer, as lideranças suecas foram até o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos) e puderam ver de perto o funcionamento da ETA Fonte (Estação de Tratamento de Água) e todos os processos do tratamento de água, além do laboratório físico-químico e microbiológico. As autoridades ainda tomaram a água captada pelo Poço Fonte.

Em seguida, a comitiva seguiu ao Instituto de Química da Unesp. Após apresentação sobre o IQ e a universidade, foram visitados a fábrica de fibras óticas, o laboratório de ressonância magnética nuclear e o Cempeqc (Centro de Excelência em Pesquisa e Análise de Combustíveis e Biocombustíveis), laboratório de monitoramento da qualidade dos combustíveis que integra o programa Posto Fiel.

Por fim, no início da noite, a embaixadora Johanna e as outras autoridades foram recebidas na Câmara Municipal pelo presidente do Legislativo, Aluisio Boi (MDB), por vereadores e por deputados estaduais que participaram de uma audiência pública sobre o orçamento do Governo do Estado para 2022.

“É muito interessante a parceria entre a Embraer e a SAAB, a principal parceria sueca e brasileira que temos. Esperamos que mais empresas possam ter esse tipo de diálogo técnico em todos os níveis que têm SAAB e Embraer. Vimos como é o tratamento de água. Muito impressionante a água que provamos lá do poço. Muito boa, muito rica. Agora, no Instituto de Química, fiquei muito impressionada com o trabalho realizado. Destaque nacional, além de cooperação com os suecos em temas muito importantes”, avaliou a embaixadora sueca.

O prefeito Edinho destaca que o diálogo com a Embaixada da Suécia é fundamental para a possibilidade de ampliação de parcerias. “É extremamente importante que Araraquara possua relações internacionais. Esperamos que nossa cidade possa estabelecer parcerias com a Suécia no desenvolvimento econômico, na inovação, e em outros setores como cultura, educação e saúde”, declarou o prefeito.

As visitas também foram acompanhadas durante todo o dia pelo vice-prefeito e secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo, Damiano Neto; pelo deputado estadual Paulo Fiorilo (PT), que intermediou a vinda da comitiva sueca; pelo superintendente do Daae, Donizete Simioni; pelo chefe de gabinete da Prefeitura, Alan Silva; por vereadores representando a Câmara Municipal; por secretários e coordenadores municipais.