Araraquara chega à marca de 100 mil testes de Covid-19 realizados

Parceria com universidades garante ampla testagem e diagnóstico rápido da doença, reduzindo internações e óbitos

54

O município de Araraquara atingiu nessa segunda-feira (5) a marca de 100 mil testes de Covid-19 realizados desde o início da pandemia, em março do ano passado.
A estatística inclui 61.042 testes feitos junto à Unesp, 29.221 exames em parceria com a Uniara e 9.849 testes de sangue em unidades de saúde, praças e no Terminal Central de Integração, totalizando 100.112 exames realizados.
A taxa de testagem é de 42.004 exames por 100 mil habitantes, valor que é o triplo do índice nacional (13.392/100 mil hab.) e quase o dobro do registrado no estado de São Paulo (26.211/100 mil hab.).
“É um momento muito importante para Araraquara. Estamos mostrando a capacidade de gestão da pandemia. A testagem ampla é possível graças a parcerias da Secretaria de Saúde com a Unesp e a Uniara. Testar significa identificar a doença precocemente, iniciar o tratamento e diminuir complicações e óbitos”, afirma a secretária municipal de Saúde e coordenadora do Comitê de Contingência do Coronavírus, Eliana Honain.
Desde o início da pandemia, uma parceria com a Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp garante que os exames de RT-PCR coletados de pacientes com suspeita da doença na UPA da Vila Xavier (polo de triagem) sejam analisados em até 24 horas, o que agiliza a comunicação do resultado e o isolamento do paciente, em caso positivo.
Testes também são realizados em parceria com a Uniara. Nesses casos, os diagnósticos são referentes à presença de anticorpos no organismo, os chamados testes sorológicos.
A testagem em massa para Covid-19 em pacientes com sintomas gripais pode ser feita na UPA da Vila Xavier (24 horas por dia), nas unidades de saúde do Cecap, Melhado e Selmi Dei I (das 7h às 20h) e nas unidades do Santa Angelina, Jardim América e Jardim Paulistano (das 17h às 20h).
Já o teste sorológico em pessoas assintomáticas pode ser realizado na Praça Santa Cruz, às 7h e às 9h, com distribuição de senhas.

Óbitos em queda
A situação da pandemia da Covid-19 em Araraquara melhorou nas últimas semanas, em reflexo do lockdown decretado em fevereiro e das demais medidas de isolamento social. Nos últimos 11 dias, em três deles não foi registrado nenhum óbito em 24 horas (esta segunda-feira, o último sábado e o dia 26 de março).
O número de óbitos registrados por semana epidemiológica, que chegou a 41 entre 1º e 7 de março, caiu para 10 na semana passada (29 de março a 4 de abril). Uma redução de 75%. Os casos confirmados por semana caíram 70%: no pico da pandemia, entre 15 e 21 de fevereiro, foram 1.327; na última semana, 398.
A média móvel diária de casos confirmados, que era de 189 em 21 de fevereiro (dia de início do lockdown), foi para 51 nessa segunda-feira (queda de 73%). Já o número de pacientes positivados cumprindo quarentena em casa caiu de 1.512 no começo do lockdown para 217 nesta segunda, uma redução de 85%.