“Afroempreendedorismo e Empreendedorismo Afro” nesta quarta (21) no Julho das Pretas

Live propõe troca de experiências e mostra os desafios que o empreendedorismo demanda; ideia é incentivar mulheres que pretender começar seu negócio

18

Nesta semana a programação do Julho das Pretas apresenta três atividades, sendo a primeira delas o encontro digital “Afroempreendedorismo e Empreendedorismo Afro (dicas e ferramentas para vendas online)” nesta quarta-feira, 21 de julho, a partir das 19 horas. As atividades podem ser acompanhadas gratuitamente por meio dos canais da “Prefeitura de Araraquara” e dos “Amigos do Centro Afro” no Facebook.

Mediada por Flávia Sant’ana, gestora do Centro de Referência Afro e empreendedora, a live contará com as participações de: Rita de Cássia Ferreira Laurindo, Fátima Barbosa (Fathi), Agrícia Ribeiro, Jéssica e Taís Santos, Yanê Sant’Ana Batista e Larissa Paschoal.

“A edição desta quarta do Julho das Pretas será marcada pela pauta do Afroempreendedorismo, que é quando mulheres negras decidem empreender nos mais diversos ramos e para o público em geral, não se restringindo a alcançar somente consumidores negros. Também será debatido o empreendedorismo afro que é a situação inversa: quando a empreendedora pertencente a qualquer etnia, decide focar em produtos específicos para a comunidade negra – sejam esses artesanatos, vestuário, ou na culinária afro”, aponta Alessandra de Cássia Laurindo, coordenadora municipal de Políticas Étnico-Raciais.

A live tem por objetivo proporcionar a troca de experiências, mostrar os desafios que o empreendedorismo demanda e incentivar as mulheres que pretendem começar seu próprio negócio. Também serão dadas dicas de postagens em redes sociais para alavancar as vendas.

Vale lembrar que, ainda esta semana, o Julho das Pretas apresenta também: “Mulheres no Hip Hop (A luta pela visibilidade)” na quinta (22); e o Prêmio Drª Rita de Cássia na sexta-feira (23), com projeção na fachada da Prefeitura a partir das 17 horas.

Toda a programação é gratuita.

Conheça mais as participantes:

Agrícia Ribeiro (gastronomia)

Tem 22 anos, é formada pelo IGA (Instituto de Gastronomia das Américas), é empreendedora na área da gastronomia

Fátima Barbosa – Fathi (Casa da Mãe Joana)

É arte educadora, técnica em Educação na área de artesanato e proprietária da Casa da Mãe Joana. Atua como funcionária pública no município de Votuporanga, é mãe e avó.

Jéssica Santos e Taís Santos (NegrAfro)

As irmãs são proprietárias da NegrAfro, uma loja virtual que visa trazer a quebra de padrões e empoderar pessoas negras, enaltecendo as suas raízes e características. Trabalham com produtos especializados no cuidado da mulher negra, como: toucas e fronhas de cetim, maquiagens e produtos específicos para cabelos crespos, além das afro-bijuterias e roupas.

Larissa Paschoal (Brechó das Três)

Tem 25 anos, é empreendedora há 5 anos no Brechó das Três. Tem uma história muito linda com sua empresa.

Rita de Cássia Ferreira Laurindo (Cozinha da Ritinha):

É funcionária pública municipal no setor de controle de vetores, divorciada, tem 3 filhos e uma neta

Yanê Sant’Ana Batista (Abalô Assessoria e Encantos)

30 anos, Pedagoga, especialista em cultura e arte afro-brasileira e indígena na Educação. Atua no Sistema Único da Assistência Social – SUAS em Campinas/SP contribuindo na luta contra desigualdade social e garantia de direitos de pessoas com vulnerabilidade.  Afroempreendora, CEO da Abalô Assessoria e Encantos, que visa valorizar a estética e a cultura negra.

SERVIÇO:

Julho das Pretas

Local: canais da “Prefeitura de Araraquara” e dos “Amigos do Centro Afro” no Facebook

(21/07 – quarta -feira)

19h – Afroempreendedorismo e Empreendedorismo Afro (dicas e ferramentas para vendas online)

(22/07 – quinta-feira)

19h – Mulheres no Hip Hop (A luta pela visibilidade)

(23/07 – sexta-feira)

17h: Prêmio Drª Rita de Cássia

Local: fachada da Prefeitura de Araraquara (projeção de imagens das homenageadas pelo prêmio em 2020 e 2021)

Grátis