Aerocosmetic doa cabine de desinfecção para Prefeitura de Araraquara

Cabine instalada na entrada do órgão municipal no interior de São Paulo pulveriza o cosmético antisséptico Eleva Clean, produto aprovado pela ANVISA para aplicação no corpo humano

88

Por conta da epidemia do Covid-19, cabines de desinfecção estão começando a ganhar espaços em áreas públicas. Na última semana, a prefeitura da cidade Araraquara, interior de São Paulo, recebeu a doação de uma cabine pela empresa Aerocosmetic, que ficará na entrada do local, para ajudar no combate à disseminação do novo coronavírus.  Ao contrário das cabines que sofreram críticas por utilizar produtos sanitizantes que não podem ser aplicados na pele por causar problemas dermatológicos, este equipamento usará o Eleva Clean, primeiro produto cosmético antisséptico brasileiro já aprovado pela ANVISA para uso em humanos em seu sistema de pulverização.

“É uma ferramenta muito importante que auxilia, não substitui máscaras ou lavagem de mãos, mas se somada a essas outras ações, diminui drasticamente a chance de contrair COVID-19”, explica o Dr. Cassiano C. Escudeiro, diretor científico do Grupo IPClin Pesquisa Clínica Integrada, que conduziu os testes de segurança (dermatologicamente testado), eficácia antisséptica e hidratação do Eleva Clean.

Produzido pela Aerocosmetic, empresa de Araraquara que também faz a comercialização de cabines, o Eleva Clean Hidratante Antisséptico com Aloe Vera é biodegradável, eficaz e seguro, e se diferencia exatamente por não ser um sanitizante, mas um cosmético que tem como principal função fazer assepsia da região de aplicação no corpo humano, além de ser dermatologicamente testado e aprovado. Ao ser pulverizado sobre a pessoa na cabine e entrar em contato com a pele ou roupa, o produto pode agir por até 3 horas.

As cabines auxiliam na desinfecção de microorganismos como vírus e bactérias em geral ao pulverizar o corpo humano por um período de 3 a 6 segundos o corpo humano e não existe uma autorização ou desautorização formal da ANVISA referente ao seu uso. “O que há é a Nota Técnica 51/2020 na qual o órgão se posiciona não recomendando o uso da cabine com produto saneante ou sanitizante como, por exemplo, sal de cloro ou cloreto de benzalcônio, pelos problemas que ele causa à saúde das pessoas expostas a ele”, afirma o Dr. Cassiano.

Os testes confirmaram que o Eleva Clean é de uso eficaz e seguro, não é tóxico e não tem, portanto, efeitos nocivos no contato por via oral; também não irrita a pele pois é absorvido rapidamente. O produto tem alta eficácia no uso antisséptico.