Acusado de matar esposa em Américo se mata na frente dos filhos e da polícia

Homem, de 53 anos, matou a esposa com quatro tiros na noite dessa segunda-feira (8)

1700

O homem, de 53 anos, acusado de matar a própria esposa Cláudia Conceição Vidal da Silva, de 42 anos, na noite dessa segunda-feira (8), se matou no final da manhã desta quarta-feira (10), no sítio onde a família mora localizado às margens da Rodovia Thales de Lorena Peixoto (SP-318), em Américo Brasiliense.

Segundo o apurado, nesta manhã, ele teria voltado para o sítio e avisado os filhos que se entregaria para a polícia. Porém, no momento que a Polícia Militar chegou ao local, ele teria colocado um revólver na cabeça e atirado na presença dos policiais e dos filhos.

A Polícia Científica foi acionada para realizar a perícia. O corpo deve ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araraquara.

O crime

Na noite do crime, o casal que vivia junto há 20 anos, teria discutido e, em seguida, o homem pegou um revólver e atirou quatro vezes contra Cláudia, que morreu no local. Depois de cometer o homicídio, ele ainda teria arrastado o corpo da esposa para fora da casa e cobrido com um edredom.

Ele ainda teria ligado para um filho e uma filha dele, relatando o que havia acontecido e pedido para o sobrinho buscar o filho do casal, de 14 anos.

Ele havia fugido em seu carro que foi encontrado abandonado em uma fazenda na mesma região.

Foto: Ilustrativa