Ações de combate à dengue continuam durante período de lockdown

Este ano o município registra 253 confirmações da doença. Desde início de junho, já foram recolhidas 90 toneladas de inservíveis

20

Os agentes de combate à dengue continuam trabalhando normalmente durante o período de medidas mais restritivas de circulação. O objetivo é evitar a proliferação do mosquito da dengue e impedir o crescimento do número de casos da doença.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o trabalho externo das equipes da Vigilância em Saúde nas ruas e residências foi mantido como atividade essencial devido ao programa permanente de combate à dengue, especialmente neste momento em que se registra crescimento dos casos da doença no município. Em 2021 já são 253 registros.

Com isso, os agentes continuam com as atividades de bloqueio, casa a casa, nebulização e visita a pontos estratégicos da cidade, incluindo o monitoramento das 920 armadilhas instaladas em toda a área urbana de Araraquara.

O coordenador da Vigilância em Saúde, Rodrigo Ramos, ressalta a importância dos trabalhos das equipes e da colaboração da população para reforçar o combate à dengue. “O índice de infestação apontando pelas armadilhas está alto, colocando o município em alerta. Por isso é importante que as pessoas recebam os agentes da Prefeitura. Eles estão equipados e foram treinados para o atendimento durante a pandemia”, pontua.

Ramos reforça que o combate à dengue requer atenção constante, e o controle do mosquito Aedes aegypti precisa da cooperação da população, que deve manter sempre limpos os quintais e terrenos, eliminando qualquer tipo de objeto que possa acumular água e virar criadouro do mosquito da dengue. Também é importante colocar desinfetante nos ralos, limpar lajes e calhas, tratar a água da piscina, manter caixas d’água, poços, latões e tambores bem fechados, e não jogar lixo em terrenos baldios.

“Desde o início do mês, as equipes já recolheram cerca de 90 toneladas de inservíveis, a grande maioria proveniente do descarte irregular de resíduos. A Prefeitura tem buscado fazer sua parte, mas todos têm que ajudar”, reforça Ramos.