Morre a cachorrinha que foi queimada no Selmi Dei

Ela foi resgatada pela Coordenadoria de Bem Estar Animal na última quarta-feira (18), e passava por tratamento

74
A população de Araraquara tem acompanhado a triste história da Princesinha, a cachorrinha que teve o corpo queimado, aparentemente, por um líquido quente e depois abandonada nas proximidades da linha do trem. Ela foi resgatada pela Coordenadoria de Bem Estar Animal na última quarta-feira (18), e desde então passava por tratamento no Canil Siciliano, serviço contratado pela Prefeitura. No entanto, hoje amanhecemos com a triste notícia de que ela não resistiu aos graves ferimentos.
Vale ressaltar que todo o processo administrativo e punitivo, diante da lei municipal contra maus-tratos de animais já foi realizado pela Coordenadoria de Bem Estar Animal. As multas à pessoa agressora gira em torno de R$ 9 mil. Também está em curso uma representação criminal junto ao Ministério Público por parte do Conselho Municipal de Proteção Animal.