Select Page

Voto em trânsito



Voto em trânsito Os eleitores que estarão fora do domicílio eleitoral em outubro podem se cadastrar para votar em trânsito, de hoje (17) até o dia 23 de agosto. O voto em trânsito pode ocorrer no primeiro, no segundo ou nos dois turnos, nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores. Para […]

Voto em trânsito

Os eleitores que estarão fora do domicílio eleitoral em outubro podem se cadastrar para votar em trânsito, de hoje (17) até o dia 23 de agosto. O voto em trânsito pode ocorrer no primeiro, no segundo ou nos dois turnos, nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores. Para votar em trânsito, o eleitor tem que fazer a habilitação em um cartório eleitoral, indicando o local em que estará na data das eleições.

 

Luz mais cara

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (17) reajuste de 45,52% na receita anual de geração de 69 usinas hidrelétricas que atuam no regime de cotas. A medida vai provocar aumento nas contas de luz entre 0,02% e 3,86%, segundo a Aneel. O impacto médio será de 1,54%.

O impacto na conta de luz depende da data do reajuste aprovado pela Aneel e da quantidade de cotas (volume de energia) que cada distribuidora compra das hidrelétricas. O volume de cotas de cada distribuidora representa, em média, 22,64% dos contratos de energia das concessões.

 

Macumba

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou, na última semana, uma nova versão do Portal 1746 que apresentava um texto com termos considerados incorretos e preconceituosos. Umas das seções do site usava as expressões “despacho de macumba” e “mendigos”.

A equipe de reportagem do jornal ‘O Extra’ procurou a prefeitura na manhã desta terça-feira (17). Após o contato, os termos citados foi alterados para “oferendas religiosas” e “moradores de rua”.

“O uso desse termo (despacho) é desrespeitoso. Só ajuda a aumentar o estereótipo que envolve religiões de origem africana”, afirmou o babalaô Ivanir dos Santos, representante de movimentos contra a intolerância religiosa.

 

Vaquinha da Marina

Em seu primeiro dia de arrecadação virtual, a pré-candidata da Rede à Presidência, Marina Silva já recebeu R$ 23.511 de apoiadores para financiar sua campanha. Até as 16h30 desta terça-feira (17), a ex-senadora havia recebido 170 doações pela plataforma de crowdfunding que entrou no ar na segunda (16) por volta das 23h40.

O objetivo, diz o site da vaquinha, é “equilibrar a disputa”. Segundo a assessoria da candidata, a primeira doação ocorreu apenas um minuto após a entrada da plataforma no ar, ainda para testes. As metas colocadas até o momento pela candidatura são de R$ 100 mil (para financiar viagens e “levar a história e as ideias de Marina para os brasileiros”) e R$ 200 mil (para produzir vídeos e materiais que combatam as “mentiras, acusações levianas e notícias falsas” dos adversários políticos).

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos