Select Page

Quebra queixo – Eleição da Presidência da Câmara



Eleição da Presidência da Câmara Na sessão da Câmara de hoje (4), teremos a eleição da nova Presidência e Mesa Diretora para o biênio 2019-2020. As disputas internas estão acirradas, segundo o pica-pau que mora no poste telefônico ao lado da Casa de Leis. Os nomes cogitados para o pleito eram dos Vereadores Porsani (PSDB) […]

Eleição da Presidência da Câmara

Na sessão da Câmara de hoje (4), teremos a eleição da nova Presidência e Mesa Diretora para o biênio 2019-2020. As disputas internas estão acirradas, segundo o pica-pau que mora no poste telefônico ao lado da Casa de Leis.

Os nomes cogitados para o pleito eram dos Vereadores Porsani (PSDB) e Tenente Santana (MDB). Mas, segundo o pica-pau, um telefonema do ex-prefeito Marcelo Barbieri a Porsani pode ter tirado o edil do páreo. Afinal o PSDB já comandou a Casa de Leis por dois anos e agora seria a vez do MDB, tanto que Santana visitou os gabinetes dos vereadores ontem (3) acompanhado de Aluisio Braz, o Boi.  Aguardemos cenas dos próximos capítulos!

 

Extinção do MT

O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmou nessa segunda-feira (3) a extinção do Ministério do Trabalho a partir de 1º de janeiro, quando o presidente Jair Bolsonaro assume o Executivo nacional. Em entrevista à Rádio Gaúcha, Onyx explicou que as atuais atividades da pasta serão distribuídas entre os ministérios da Justiça, da Economia e da Cidadania.

Segundo ele, tanto as concessões de cartas sindicais quanto a fiscalização das condições de trabalho ficarão a cargo da equipe de Sergio Moro (Justiça). Sob o guarda-chuva de Paulo Guedes (Economia) e Osmar Terra (Cidadania) serão divididas as políticas de emprego, contemplando ações voltadas para o empregador e para empresários.

Multa de Palocci

Para permanecer em prisão domiciliar, o ex-ministro Antônio Palocci terá de pagar multa de US$ 20 milhões, conforme pedido do Ministério Público Federal (MPF) à 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. O entendimento do juiz que concedeu progressão de pena a Palocci, Danilo Pereira Júnior, na semana passada, foi de que o bloqueio de bens do ex-ministro, no valor de US$ 37 milhões, era suficiente.

No entanto, procuradores da Lava Jato alegam que não e cobram o pagamento da multa, que está prevista na sentença condenatória. Para permanecer em prisão domiciliar, o ex-ministro Antônio Palocci terá de pagar multa de US$ 20 milhões, conforme pedido do Ministério Público Federal (MPF) à 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos