Select Page

Quebra queixo – Constituição em perigo



Constituição em perigo A candidata da Rede, Marina Silva, rebateu ontem (14) o vice de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão (PRTB), e disse que qualquer mudança na Constituição sem uma assembleia constituinte é “uma forma de golpe”. “Qualquer coisa que não seja pelo voto soberano da sociedade elegendo seus constituintes, é querer estabelecer uma […]

Constituição em perigo

A candidata da Rede, Marina Silva, rebateu ontem (14) o vice de Jair Bolsonaro (PSL), general Hamilton Mourão (PRTB), e disse que qualquer mudança na Constituição sem uma assembleia constituinte é “uma forma de golpe”.

“Qualquer coisa que não seja pelo voto soberano da sociedade elegendo seus constituintes, é querer estabelecer uma constituinte mediante uma forma de golpe”, disse, durante caminhada em Taguatinga, região administrativa do Distrito Federal. “Na democracia, a Constituição é mudada legitimamente por representantes eleitos da sociedade”.

Na quinta (13), Mourão defendeu que o país faça um novo texto constitucional para substituir o de 1988, que completa 30 anos. De acordo com o general, foi a Constituição que deu início à crise pela qual passa o país.

Podemos em cana

O empresário paranaense Joel Malucelli, dono da construtora J. Malucelli e de empresas de comunicação no Paraná, se entregou nessa sexta-feira (14) ao Gaeco (grupo de combate ao crime organizado), braço do Ministério Público Estadual, que também prendeu temporariamente, na mesma operação, o ex-governador Beto Richa (PSDB), atual candidato ao Senado. Dono de um dos maiores grupos empresariais do estado, Malucelli também fez incursões na política: filiado ao Podemos, já tentou disputar o governo do Paraná e é primeiro suplente licenciado do senador e candidato à Presidência Álvaro Dias.  Malucelli foi alvo de um mandado de prisão temporária nessa terça (11), mas estava em viagem de férias à Itália e era considerado foragido pelos investigadores.

Sacaneando o padre

Padre Marcelo Rossi fez uma transmissão ao vivo pelo Twitter e pediu ajuda aos seus seguidores para desmentir uma mensagem que viralizou no Whatsapp e nas redes sociais. Segundo o religioso, alguém resolveu imitar a voz dele para falar sobre política e declarar apoio a Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República.

“Estou entrando aqui agora, pedindo um favor, uma ajuda a vocês. Primeiro eu não tenho Whatsapp. Tem alguém imitando a minha voz, falando sobre política. Vocês sabem que vou orar pelos políticos, mas jamais vou me meter em política”, disse o religioso.

“Alguém está imitando a minha voz e falando absurdos”, acrescentou o padre.

“As pessoas estão me perguntando: mas padre, você disse isso? Jamais”, emendou Rossi.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos