Selecione a página

Quebra Queixo

Mais militar – Brasil na pior – Temer acusado – Professora araraquarense vai à Câmara dos Deputados -“Tufich Haddad deixa enorme legado”

Mais militar

Com o enfraquecimento de Ricardo Vélez Rodríguez, o núcleo militar do governo Jair Bolsonaro avalia que a queda do ministro da Educação é questão de tempo e passou a defender que o tenente brigadeiro Ricardo Machado Vieira assuma o comando da pasta.

O ex-assessor especial do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) foi nomeado para o posto de secretário-executivo do MEC nessa sexta-feira (29) e, na avaliação da cúpula militar, a iniciativa serviu para dar um ultimato a Vélez: se ele não mudar de postura, Bolsonaro tem um nome para substituí-lo.

O militar foi escalado, segundo assessores presidenciais, para reorganizar o ministério, que tem sido criticado por fazer demissões polêmicas, desarticular iniciativas e interromper programas. E também em uma tentativa de enfraquecer o núcleo ideológico próximo ao escritor Olavo de Carvalho.

Na manhã desta ontem, Bolsonaro e Vélez se reuniram para discutir alterações na pasta.

Brasil na pior

Dados divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que 13,1 milhões de brasileiros são atingidos pelo desemprego. O número de pessoas que desistiram de procurar trabalho também aumentou para 4,9 milhões.

A taxa de desemprego no trimestre que terminou em fevereiro foi de 12,4%, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A população desocupada chega hoje a 13,098 milhões.

Como previsto por analistas, o resultado foi menor em comparação ao mesmo período concluído em fevereiro de 2018, de 12,60%. O resultado ficou acima, no entanto, dos 12% registrados no período imediatamente anterior, também dentro do esperado pelo mercado.

Temer acusado

 O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro denunciou nessa sexta-feira (29) o ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro Moreira Franco sob a acusação de desvios de recursos da Eletronuclear.

As investigações foram feitas pela força-tarefa da Lava Jato no estado e estão relacionadas às obras da usina nuclear de Angra 3, que motivaram a prisão de Temer na semana passada.

A Procuradoria da República apresentou duas acusações formais contra o ex-presidente. Além de corrupção, em uma denúncia ele é acusado de peculato. Em outra, por lavagem de dinheiro.

Na semana passada, Temer foi preso preventivamente no âmbito da investigação que apura os crimes de corrupção, peculato e lavagem de dinheiro.

Ela é um desdobramento das operações Radioatividade, Pripyat e Irmandade, que investigaram desvios na estatal Eletronuclear para a construção da usina de Angra 3.

Curtas

 

Professora araraquarense vai à Câmara dos Deputados

A professora Juliana Barbieri foi convidada a comparecer na última quinta-feira (28), na qualidade de expositora, na Audiência Pública no plenário da Câmara dos Deputados. Segundo ela, o objetivo foi debater sobre “Violência nas escolas e medidas preventivas”, onde a professora pôde falar um pouco sobre a luta pessoal contra o Bullying.

Segundo o Deputado Prof. Israel Batista, “Debate de alto nível na Audiência Pública sobre a violência nas escolas. Autoridades, especialistas e comunidade trouxeram contribuições importantes para direcionar as políticas públicas e mostrar que o caminho não está nas armas. Nossas escolas estão doentes e precisamos unir forças para mudar essa realidade e deixarmos de ser ranking n° 1 em indisciplina, desprestígio do professor e violência em sala de aula.”, relatou o parlamentar.

 

“Tufich Haddad deixa enorme legado”

O prefeito Edinho Silva lamentou a morte de Tufich Haddad ocorrida nessa quinta-feira (28).

“Com muito pesar, recebi a notícia da morte do empresário Tufich Haddad, aos 93 anos. Um dos grandes personagens da nossa história.

Filho de família libanesa, Tufich assumiu a sociedade do antigo Armazém Santa Cruz ainda nos anos 1950, empresa fundada pela família. Tempo depois, o empresário deixou o armazém e investiu no ramo de bebidas, abrindo uma distribuidora. Tufich só deixou o comércio depois de cinco décadas de investimentos na nossa economia.

O legado pessoal e empresarial de Tufich e de sua família (que, entre outras empresas, criou a Chalu Imóveis), serve de exemplo para todos. Ter perseverança, superar dificuldades, acreditar nos nossos sonhos e fazer de Araraquara um lugar melhor. Fica o agradecimento ao Tufich por tudo o que fez por nossa cidade. À família e aos amigos, os meus sentimentos”, lembrou o prefeito Edinho Silva.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade