Selecione a página

Quebra Queixo

Cinco emedebistas barrados – Jair sem dor – Todos soltos – X Distrito Industrial “José Cutrale Junior” vira lixão – Macris protocola CPI do BNDES – Esmola para os aposentados

Cinco emedebistas barrados

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), em reunião nessa segunda-feira (4), comunicou aos seus companheiros de partido que o novo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), barrou cinco nomes do partido para os cargos na Mesa Diretora: Jader Barbalho (PA), Fernando Bezerra (PE), José Maranhão (PB), Eduardo Braga (AM) e Renan Calheiros (AL). A escolha ocorre hoje (6).

Com Renan, Alcolumbre protagonizou momentos polêmicos, na última sexta (1º) e no sábado (2), durante sessão para escolher o comandante da Casa durante os próximos dois anos. Após muita confusão, bate-boca e ação judicial sobre se a votação deveria ser fechada ou aberta, o cacique emedebista desistiu da candidatura e o democrata foi eleito.

“Isso é inaceitável”, criticou Eduardo Braga, enquanto Tebet agiu dando a entender que “é isso ou nada”. Para ela, caso não concorde com a proposta, o partido pode ser desidratado, já que muitos membros podem deixar a sigla, inclusive ela. Além dos cinco vetados, o MDB tem mais oito senadores.

 

Jair sem dor

Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, divulgou no fim da tarde de ontem (5) um novo boletim médico sobre a saúde de Jair Bolsonaro.

Segundo o documento, o presidente da República apresentou melhora nas últimas 24 horas e começou a receber líquido por via oral.

Ainda de acordo com o boletim, Bolsonaro continua “evoluindo sem dor, afebril e com redução da coleção líquida no abdômen. Apresentou aumento da movimentação intestinal, o que possibilitou o início de injeção de líquido por via oral. Os exames laboratoriais apresentam melhora. O paciente segue com antibióticos e dreno no abdome”.

Logo após a divulgação do documento, o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, disse que “a equipe clínica e cirúrgica ainda não definiu a data da alta”.

Acerca da ingestão de líquidos, Rêgo explicou o seguinte: “São copos pequenos de líquido. Tomou um ontem e dois hoje. Ele ingere o líquido e os médicos observam como ele vai se comportar”.

 

Todos soltos

A sexta turma do Superior Tribunal de Justiça concedeu por unanimidade, nessa terça (5), liberdade para três funcionários da Vale e dois engenheiros da empresa TÜV SÜD.

Os engenheiros André Yassuda e Makoto Mamba, e os funcionários da Vale Cesar Augusto Paulino Grandchamp (geólogo), Ricardo de Oliveira (gerente de Meio Ambiente) e Rodrigo Artur Gomes de Melo (gerente executivo do Complexo Paraopeba da Vale) foram presos temporariamente em 29 de janeiro, por causa do rompimento da barragem em Brumadinho (MG).

Investigadores disseram que os profissionais participaram de forma direta e atestaram a segurança da barragem 1 que se rompeu, da Mina do Feijão.

A decisão é provisória e tem validade até que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais julgue o mérito dos habeas corpus apresentados pelos cinco investigados. A sexta turma é muito caridosa, ninguém fica na cadeia.

Segundo o último comunicado oficial, 134 mortes foram confirmadas na tragédia de Brumadinho. Outras 199 pessoas continuam desaparecidas.

Curtas

X Distrito Industrial “José Cutrale Junior” vira lixão

A bancada do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) apresentou um requerimento solicitando esclarecimentos em relação à situação do X Distrito Industrial “José Cutrale Junior”.

A Casa de Leis autorizou a alienação dos 29 lotes do referido distrito por meio do Projeto de Lei n° 152/16. A Prefeitura visava a arrecadar aproximadamente R$ 17 milhões, que seriam revertidos em outros benefícios à população, sem contar a previsão esperada de 150 empregos diretos e indiretos, juntamente com o incremento da receita tributária da cidade.

Porém, no local se encontra um verdadeiro depósito de lixo a céu aberto. Por isso, os vereadores Delegado Elton Negrini, Jéferson Yashuda, José Carlos Porsani e Rafael de Angeli, componentes da bancada, questionam a Prefeitura sobre as condições atuais dos 29 lotes e se houve a alienação de algum deles.

Além disso, os parlamentares também indagam sobre a destinação dos recursos obtidos e quais providências serão tomadas em relação ao lixo que vem sendo depositado no Distrito.

Macris protocola CPI do BNDES

O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) protocolou nessa segunda-feira (4) requerimento para a criação da CPI do BNDES. Segundo o parlamentar, a comissão terá ação aprofundada na investigação dos contratos entre 2003 e 2015, em especial nos acordos internacionais.

Macris destaca que conta com a força das bancada do governo para investigar as irregularidades e ilicitudes que, segundo o parlamentar, foram mantidas em segredo da população. “Mesmo que esta Casa já tenha realizado apuração, é imprescindível se debruçar nos dados mantidos na conhecida ‘caixa preta’ do BNDES. A situação política então vigente impediu que abríssemos esses dados, mas aqui não cruzaremos os braços”, declarou.

Esmola para os aposentados

“É nefasta a proposta do governo para reforma da Previdência Social, divulgada nos meios de comunicação. O texto prevê idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem e, pior que isto, o valor do benefício não ficará mais atrelado ao salário mínimo, como acontece hoje.
Quaisquer alterações precisam ter como princípio que os aposentados recebam benefícios com valores suficientes para ter uma vida saudável e digna. Pagar um valor abaixo do estabelecido pelo salário mínimo é entregar apenas uma “esmola”, para os milhões de aposentados que ajudaram a construir este país. Somos totalmente contrários e não aceitaremos esta proposta, que para nós nada mais é do que um retrocesso que penaliza e impede cada vez mais que a população tenha uma velhice digna. A proposta em questão é apenas mais uma tentativa de prejudicar os trabalhadores e trabalhadoras, dificultando a adesão à aposentadoria.
A Previdência Social é um patrimônio dos brasileiros. Entendemos que quaisquer mudanças na Previdência devam ser amplamente discutidas com a sociedade e com os representantes dos trabalhadores de forma democrática e transparente. É preciso acabar com os privilégios na previdência social! Vamos resistir a mais este ataque a direitos e conquistas que, a duras penas, foram acumulados ao longo da história de lutas da classe trabalhadora brasileira. Vale ressaltar que no próximo dia 20, as centrais sindicais irão realizar um ato na Praça da Sé (São Paulo) de protesto contra o fim da aposentadoria. Não podemos deixar de destacar que valorizar as aposentadorias é uma forma sensata e justa de distribuição de renda”, declarou Miguel Torres, presidente da Força Sindical.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade