Selecione a página

Quebra Queixo

115 mortos em Brumadinho – 1964-2014: Golpe Militar – Roger Mendes é o novo líder do Progressistas – Justiça e Cidadania tem novo secretário

115 mortos em Brumadinho

A Defesa Civil de Minas Gerais informou ontem (1º) que aumentou o número de mortos e desaparecidos entre as vítimas do rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte. O balanço revelou 115 mortos, 248 desaparecidos e 395 localizados. Dos mortos, 71 foram identificados.

Segundo a Defesa Civil, aumentou o número de desaparecidos a partir de informações transmitidas ao serviço de ouvidoria da empresa Vale. Por isso, foram incluídos mais dez nomes na relação de desaparecidos.

Polícia

A Polícia Militar informou que 950 homens fazem os trabalhos de segurança da região de Brumadinho. Pela manhã, foi encerrado o trabalho de varredura da área rural. De acordo com o porta-voz da corporação, Jamor Flávio Santiago, um homem foi preso em Belo Horizonte ao tentar dar um golpe nos comerciantes fazendo-se passar por agente federal atuando nos resgates.

O porta-voz da PM acrescentou que é analisada a hipótese de pedir reforço policial para equipes que atuam no interior de Minas Gerais. De acordo com ele, a integração das forças de segurança será mantido por tempo indeterminado.

O delegado da Polícia Civil, Arlen Bahia, afirmou que a delegacia de Brumadinho vai funcionar de 8h à meia-noite todos os dias, incluindo o fim de semana, para atender as pessoas que precisam fazer carteira de identidade. Segundo ele, uma equipe de agentes vai se deslocar para Parque da Cachoeira para atender os atingidos pela tragédia.

Segundo o delegado, foram coletadas amostras para buscar a identificação de 20 corpos. Até o momento, há 71 corpos identificados e restam 19 pré-identificados – quando ainda falta a última conferência feita pelo Instituto Médico Legal.

 

1964-2014: Golpe Militar

O evento ‘1964-2014: Golpe Militar, Memória, História e Direitos Humanos’ ocorre de 14 a 17 de abril na Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, Campus de Araraquara.

O ato visa a reconstrução histórica da ditadura civil-militar no Brasil de 1964 a 1985, através da exposição das pesquisas realizadas por especialistas acadêmicos tanto sobre as violações dos direitos humanos quanto sobre os atos de resistência ocorridos no período. Haverá a exibição e debate com estudiosos e diretores de filmes sobre essa temática.

Fará parte da agenda também depoimentos daqueles que testemunharam ou sofreram com o arbítrio na Unesp e dos integrantes da Comissão Nacional da Verdade e de outras comissões estaduais, bem como a de estudiosos das experiências de países vizinhos que já avançaram na luta pela consolidação dos direitos humanos a partir do “acerto de contas” com seus períodos de exceção.

Roger Mendes é o novo líder do Progressistas

Na quarta-feira (30), por meio de um Ato da Presidência da Câmara Municipal de Araraquara, o vereador Roger Mendes foi designado como novo líder da bancada do Partido Progressistas.

O parlamentar agradeceu pela confiança nele depositada. “Sinto-me honrado por representar o Progressistas na Casa de Leis e continuarei em frente com o trabalho desenvolvido ao longo desses dois anos, sempre defendendo os interesses da população”, afirmou.

No Legislativo, além de Mendes, o partido também conta com a vereadora Juliana Damus.

Justiça e Cidadania tem novo secretário

 

Vinicius Manaia Nunes, que é bacharel em Direito pela Universidade de Araraquara e especialista em Direito Tributário, assumiu, nessa quinta-feira (31), o cargo de secretário municipal de Justiça e Cidadania da Prefeitura. Ele sucede Procurador de Justiça aposentado do Ministério Público do Estado de São Paulo, Sérgio de Oliveira Médici, que solicitou exoneração para se dedicar à área acadêmica.

O novo gestor da Pasta é servidor público municipal e atuava, até o momento, como Subprocurador Geral Fiscal e Tributário do município. Mas, sua experiência na Prefeitura vem de muito antes. Vinícius foi um dos beneficiados pelo programa social “Jovem Cidadão”, criado pelo prefeito Edinho na sua primeira administração (2001-2007), que oferece oportunidade de estágio para jovens na administração pública, com objetivo de romper a barreira da primeira experiência profissional.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade