Selecione a página

Quebra Queixo

Trabalho normal – Mourão sem moral – Jean com medo – Rafael de Angeli é o novo líder do PSDB – CTFO foi aprendizado para Roger Mendes – Balança comercial tem crescimento de 9,8% 

Trabalho normal

O ministro Sergio Moro concedeu entrevista à agência internacional Reuters, nessa quinta-feira (24), e disse que o governo federal não vai interferir na investigação sobre as operações financeiras do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), apontadas como atípicas pelo Coaf.

O comandante da Justiça e da Segurança Pública do governo Bolsonaro ressaltou que a apuração está em fase preliminar e está nas mãos dos promotores do Rio de Janeiro.

“Essa é uma investigação preliminar, não há nada conclusivo sobre isso e no momento o caso está nas mãos dos promotores estaduais. Então, eles estão fazendo seu trabalho de maneira normal”, disse Moro.

Mourão sem moral

Ministros militares com assento no Palácio do Planalto ficaram irritados com a decisão de Jair Bolsonaro de não passar a Presidência para o vice-presidente Hamilton Mourão a partir da próxima segunda-feira (28), quando o presidente será operado em São Paulo.

Segundo o colunista Guilherme Amado, da Época, o comentário no Planalto foi de que Bolsonaro havia sido “teimoso” ao decidir não passar o bastão ao general. Disseram ainda que ele não foi devidamente orientado sobre a delicadeza do procedimento ao qual será submetido, ainda no âmbito da facada que recebeu em setembro passado, em Juiz de Fora (MG).

A ideia de Bolsonaro é continuar trabalhando normalmente durante o período em que estiver no hospital.

Jean com medo

O deputado federal Jean Wyllys, eleito para o seu terceiro mandato pelo PSOL do Rio de Janeiro, vai deixar o cargo e sair do Brasil para se dedicar à carreira acadêmica.

Segundo ele, que vive sob escolta policial desde o assassinato da companheira de partido Marielle Franco, o aumento das ameaças de morte o levaram a abandonar a missão na Câmara dos Deputados.

“O [ex-presidente do Uruguai] Pepe Mujica, quando soube que eu estava ameaçado de morte, falou para mim: ‘Rapaz, se cuide. Os mártires não são heróis’. E é isso: eu não quero me sacrificar”, justifica.

“Me apavora saber que o filho do presidente contratou no seu gabinete a esposa e a mãe do sicário”, afirma Wyllys.

 

Curtas

 

Rafael de Angeli é o novo líder do PSDB

A bancada do PSDB tem um novo líder na Câmara Municipal. Trata-se do vereador Rafael de Angeli, indicado pela presidente do partido, Edna Martins, por meio de um ato oficial nesta semana.

Eleito em 2016 para o seu primeiro mandato, o parlamentar procura realizar um trabalho participativo e itinerante, percorrendo os bairros e trazendo as demandas para a Casa de Leis. Durante o biênio 2017-2018, Angeli presidiu a Escola do Legislativo, estando à frente dos trabalhos do projeto.

 “Conforme indicação da executiva e da bancada, assumo a função de líder do PSDB na Câmara. A responsabilidade é grande, mas darei meu máximo para honrar a confiança de todos”, conclui Rafael.

CTFO foi aprendizado para Roger Mendes

Roger Mendes (Progressistas) fez parte da Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento nos últimos dois anos, tendo como parceiros dois outros membros: Elias Chediek (MDB) e Zé Luiz – Zé Macaco (PPS).

Foi um biênio de intenso trabalho, com abordagem e realização de várias questões, e a busca de solução para as mesmas. Foram contabilizados 559 registros de pareceres nesse tempo. Para Mendes, as reuniões serviram como um aprendizado.

As comissões estudam as propostas de lei e outros assuntos, com o apoio dos técnicos da Secretaria do Legislativo, e manifestam sua posição para orientação da votação do Plenário. São estudos técnicos, jurídicos e de efetividade, ou seja, o resultado que a aplicação da medida proposta pode causar. Os grupos podem, ainda, propor alterações nos projetos que analisam e, também, apresentar novas proposituras, entre outras competências.

 

Balança comercial tem crescimento de 9,8% 

A balança comercial de Araraquara fechou o ano de 2018 com superávit de US$ 832,1 milhões, um saldo de crescimento equivalente a 9,79% em relação a 2017. Segundo levantamento do núcleo de economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), as exportações alcançaram US$ 889,6 milhões e colocou a cidade em13º lugar no ranking paulista dos municípios que mais exportaram em 2018. Em contrapartida, as importações sofreram queda de 57,01% no mesmo período, totalizando US$ 57,5 milhões. Essa mesma tendência também foi observada na comparação entre 2017/2016, quando as importações registraram queda de 28,5%.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade