Selecione a página

Quebra Queixo

Impeachment de ministros – Edir sem privilégio – Escalafobético – Área no Maria Luiza aparece outra vez com criadouros da dengue – 100 quarteirões recapeados entre janeiro e março – Viveiros de mudas estão abandonados

Impeachment de ministros

 O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) anunciou que um grupo de senadores deve protocolar pedidos de impeachment contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, (STF), Dias Toffoli, e o ministro Alexandre de Moraes após ações determinadas no âmbito do inquérito que apura supostos ataques contra a Corte. De acordo com o parlamentar, os pedidos terão como argumento a tese de que houve crime de responsabilidade através de abuso de poder na abertura do inquérito, determinada por Toffoli, e nas buscas feitas pela Polícia Federal e bloqueio de redes sociais, determinadas por Moraes.

Edir sem privilégio

O juiz federal Vigdor Teitel, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, suspendeu nessa terça-feira (16), a concessão de passaporte diplomático para o bispo Edir Macedo e esposa dele, Eunice Bezerra. O magistrado atendeu a ação popular ajuizada por Roniele de Oliveira Silva e entendeu que a emissão do documento para o casal estava em desacordo com a legislação. Ao conceder o documento, o Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, argumentava que Edir e Eunice poderiam “desempenhar de maneira mais eficiente suas atividades em prol das comunidades brasileiras no exterior”.

Escalafobético

O presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), José Robalinho Cavalcanti, classificou como “escalafobético” (fora do comum) o inquérito que o STF (Supremo Tribunal Federal) abriu para apurar notícias falsas contra os ministros. Hoje, houve buscas e apreensões, inclusive na residência de um general do Exército. Ontem, uma reportagem da revista Crusoé, que sugeria que Toffoli estaria ligado a repasses da Odebrecht detectados pela Lava Jato, foi censurada.

Robalinho defendeu a atuação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, no confronto com o STF para arquivar a apuração.

Curtas

 

Área no Maria Luiza aparece outra vez com criadouros da dengue

Copos plásticos, vasos sanitários e outros materiais que acumulam água, além de entulhos, colchões e lixo doméstico, foram encontrados em uma área na continuação da Avenida Orlando Schitini, entre o Jardim Maria Luiza e o condomínio Dahma, na tarde dessa terça-feira (16), menos de dez dias após a limpeza do local.
O prefeito Edinho e equipe da Vigilância Epidemiológica estiveram no local e encontraram diversos criadouros com larvas do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.
“A área se tornou novamente um depósito de lixo. Tem desde lixo da construção civil, que nossos bolsões recebem, até lixo domiciliar. Muita gente do Maria Luiza e do Dahma está com dengue. São dezenas de criadouros com larvas do Aedes aegypti, em consequência da falta de conscientização de uma parcela da nossa população”, disse o prefeito.
“Os profissionais da Vigilância, da limpeza, têm trabalhado muito. Sem a conscientização da população, é impossível vencermos essa guerra”, reforçou Edinho.

100 quarteirões recapeados entre janeiro e março

O prefeito Edinho percorreu vários bairros da cidade, na manhã dessa terça-feira (16), para acompanhar o trabalho das equipes do programa de recuperação da pavimentação asfáltica, da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos.
Desde o início da atual gestão, a Prefeitura tem investido em obras de recapeamento e tapa-buracos nos principais corredores de trânsito.
Segundo números da secretaria de Obras, entre 2017 e 2019 foram recapeados 254 quarteirões, na região central e também nos bairros. Destes, 146 quarteirões receberam recapeamento de janeiro a dezembro de 2018, por meio de convênio com o governo do estado.
Ainda de acordo com balanço da Secretaria de Obras, somente de janeiro a março deste ano já foram recapeados 98 quarteirões em toda cidade. Desse total, cerca de 60 mil m² foram feitos por meio de convênio com o governo do Estado, incluindo o recapeamento da Via Expressa.

Viveiros de mudas estão abandonados

Desde 2017, o vereador Jéferson Yashuda (PSDB) vem questionando a Prefeitura quanto ao cultivo e plantio de mudas em Araraquara. Visto que, em diversos passeios públicos, algumas árvores precisam ser trocadas, o parlamentar voltou a questionar o Departamento Autônomo de Água e Esgotos (Daae) em conjunto com o vereador José Carlos Porsani (PSDB).

No documento, os vereadores ainda perguntaram qual o compromisso da administração com os objetivos de desenvolvimento sustentável e quais os estudos, projetos e ações para a recuperação de mananciais, nascentes, áreas de preservação permanente e arborização da cidade.

Em resposta, o Daae relatou que os problemas apontados por Yashuda e Porsani já são de conhecimento da Gerência de Biodiversidade. Explicou que os motivos da baixa utilização se dão por conta de o Viveiro do Parque Pinheirinho ser usado para a “engorda” de mudas provenientes das compensações ambientais resultantes de Termos de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRAs) e Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) firmados por terceiros junto à Gerência de Biodiversidade. Assim, o Viveiro passou por uma limpeza com a finalidade do recebimento de pequenas compensações ambientais. Ainda esclareceram que a arborização de vias públicas, praças e jardins é feita com mudas de outro viveiro, localizado no terreno do antigo matadouro municipal, no Parque Residencial Paraíso.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade