Selecione a página

Pirotecnia

A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro é uma “pirotecnia” criada pelo governo do presidente Michel Temer para tentar reelegê-lo, acusou nessa quarta-feira (21), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista à rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o líder petista afirmou ainda que não descarta alianças com o MDB nos […]

A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro é uma “pirotecnia” criada pelo governo do presidente Michel Temer para tentar reelegê-lo, acusou nessa quarta-feira (21), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em entrevista à rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o líder petista afirmou ainda que não descarta alianças com o MDB nos Estados, uma vez que o partido seria uma “federação de grupos regionais” que não teria sido inteiramente favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Propinatecnia

O escrevente João Nicola Rizzi disse ao juiz Sergio Moro nessa quarta-feira (21) que elaborou uma minuta de venda do sítio em Atibaia (SP) para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no valor de R$ 800 mil. Ele confirmou depoimento prestado anteriormente ao Ministério Público. Rizzi prestou depoimento na ação que investiga se Lula se beneficiou de R$ 1,02 milhão em benfeitorias no sítio, que teriam sido pagas pelas construtoras Odebrecht e OAS. Para a Procuradoria, o imóvel, que está em nome dos empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, pertencia, na realidade, ao ex-presidente. Segundo o escrevente, a minuta foi escrita a pedido do advogado Roberto Teixeira, amigo de Lula e réu no mesmo processo. Rizzi, que trabalha no 23º Tabelionato de Notas de São Paulo, disse que o negócio não foi finalizado.

Telinha

Divulgada ontem (21) pela primeira vez pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua 2016: acesso à internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal confirma o que foi sinalizado por outros estudos do órgão. O acesso à internet, a substituição de TVs de tubo e a posse de celular são tendências crescentes no país. A pesquisa abrangeu 211.344 domicílios particulares permanentes em 3,5 mil municípios.

Realizada no último trimestre de 2016, a sondagem apurou que – de 69,3 milhões de domicílios particulares permanentes no Brasil – apenas 2,8%, ou 1,9 milhão, não tinham televisão, com destaque para o Norte do país, onde o percentual é o mais elevado (6,3%).

Por outro lado, no total de 67,373 milhões de domicílios com televisão no Brasil, existiam 102.633 milhões de televisões. E 63,4% eram de tela fina e 36,6% de tubo, com o primeiro tipo em 66,8% dos domicílios e o segundo, em 46,2%.

Ladrão e delator

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) determinaram, nessa quarta-feira (21), o bloqueio de bens das filhas e enteada do ex-ministro Antonio Palocci, preso na Polícia Federal (PF), em Curitiba (PR), desde setembro de 2016.

Palocci foi condenado na operação Lava Jato a 12 anos de prisão, acusado de envolvimento em esquema de corrupção da Odebrecht.

“Entendo cabível o sequestro dos imóveis em nome das filhas e da enteada do acusado. Existem indícios suficientes da origem ilícita dos bens. Dou provimento ao recurso ministerial”, considerou o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da força-tarefa no tribunal, ao julgar recurso do Ministério Público Federal (MPF).

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade