Selecione a página

Nova investigação

Nova investigação A decisão sobre a relatoria do processo que será aberto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar as contas do PP, PT e PMDB ficou adiada, após a ministra Luciana Lóssio pedir vistas para analisar a questão. A expectativa é que um relator seja designado já na próxima sessão ordinária, na próxima terça-feira […]

Nova investigação

A decisão sobre a relatoria do processo que será aberto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para investigar as contas do PP, PT e PMDB ficou adiada, após a ministra Luciana Lóssio pedir vistas para analisar a questão. A expectativa é que um relator seja designado já na próxima sessão ordinária, na próxima terça-feira (30).

A abertura de nova investigação foi feita no dia 9 de agosto pela ministra e corregedora do TSE, Maria Thereza de Assis Moura, com base em delações premiadas da Operação Lava Jato. Se comprovadas as acusações de recebimento de propina disfarçada de doações eleitorais declaradas oficialmente, as legendas podem ter o registro na Justiça Eleitoral cancelado e ficarão impedidas de disputar as eleições.

Vergonha nacional

O ex-­presidente Luís Inácio Lula da Silva classificou como “semana da vergonha nacional” o início do julgamento do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff no Senado, que começou nessa quinta-feira (25). Ele participou ontem de um encontro com trabalhadores e sindicalistas anunciado como um ato “em defesa da Petrobrás, da indústria naval e pela geração de empregos”, no município de Niterói, na região metropolitana do Rio. Em um discurso de 30 minutos, Lula direcionou suas críticas aos senadores e também aos antigos aliados. “Estou envergonhado de perceber que o Senado, que deveria estar debatendo os interesses do povo brasileiro e os interesses dos trabalhadores, está discutindo a condenação de uma pessoa inocente”, disse Lula. Acho que nesta história o povo que é culpado, o Lula, Dilma, Zé Dirceu, Eduardo Cunha, Aécio Neves e o Delcídio do Amaral são todos inocentes.

Solidariedade ao ministro

A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) parabeniza a atuação firme e íntegra do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e manifesta sua total e irrestrita solidariedade contra as ofensas promovidas por executivos do setor financeiro de que ele seria “fraco” para realizar o desmonte dos direitos trabalhistas.

O ministro do Trabalho, seguindo a coerência e firmeza apresentadas em toda a sua trajetória política, tem buscado o diálogo e a negociação entre os representantes dos setores laboral e patronal no sentido de encontrar consensos em medidas que efetivamente sejam benéficas para o País e para o povo. Portanto, não existe nada mais corajoso e digno de aplausos do que o fato de o ministro Ronaldo Nogueira defender seus princípios de forma honesta, sem se dobrar as pressões dos escravocratas.

Terremoto

A Defesa Civil da Itália informou ontem (25) que subiu para 250 o número de mortes causadas pelo terremoto de 6,2 graus que atingiu a região central do país na madrugada de quarta-feira (24).

O número foi revisado porque aumentaram as vítimas em Amatrice, subindo para 193. Com outras 11 vítimas em Accumoli, o total de mortos vai a 204 na região do Lazio. Outras 46 pessoas morreram em Arquata del Tronto, que fica em Marcas. Já os feridos que estão hospitalizados somam 365 pessoas.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade