Selecione a página

Não é o Roldan

Não é o Roldan Por falta da apresentação de documentos considerados obrigatórios pela legislação eleitoral, o Ministério Público Eleitoral de São Paulo impugnou as candidaturas de Celso Russomano (PRB), Marta Suplicy (PMDB), Luiza Erundina (PSOL) e Major Olímpio (SD) à prefeitura de São Paulo. As impugnações são questionamentos ao pedido de registro das candidaturas e, […]

Não é o Roldan

Por falta da apresentação de documentos considerados obrigatórios pela legislação eleitoral, o Ministério Público Eleitoral de São Paulo impugnou as candidaturas de Celso Russomano (PRB), Marta Suplicy (PMDB), Luiza Erundina (PSOL) e Major Olímpio (SD) à prefeitura de São Paulo.

As impugnações são questionamentos ao pedido de registro das candidaturas e, quando as irregularidades são confirmadas, podem impedir que uma pessoa se torne candidata. Olha ai o termo tão questionado, motivo pelo qual O Imparcial foi chamado de mentiroso. Os candidatos vão ter que apresentar os documentos.

Programa de Edinho

A coligação “O Melhor Para Araraquara” (PT, PP, PR e PC do B) realiza na próxima quarta-feira (31), às 19 horas, no Clube 27 de Outubro, o lançamento do Programa de Governo, que vai orientar as ações administrativas do candidato a prefeito Edinho Silva (PT). “O programa de governo é dividido em quatro eixos e foi elaborado com base nas demandas dos moradores que participaram de mais de 80 plenárias temáticas e reuniões nos bairros na cidade.

Nino apoia comerciantes

O candidato a prefeito da Coligação Coragem Para Mudar realizou uma caminhada pela Avenida Francisco Vaz Filho, conversando com comerciantes sobre suas propostas para a cidade e ouvindo sugestões para o Programa de Governo.

Nino reforçou seus projetos para Araraquara e destacou sua posição de apoio a empresários e comércios da cidade. “Temos que valorizar quem gera emprego e renda no nosso município. Precisamos de políticas eficientes que não deixem essa fatia da população de lado”.

Coisa feia

Os juízes estão em pé de guerra com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Em nota divulgada nessa quarta-feira (24), a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), principal entidade da toga, atacou o ministro por declarações que ele fez sobre os holerites da categoria.

Os juízes afirmam que Gilmar Mendes ‘milita contra as investigações da Operação Lava Jato, com a intenção de decretar o seu fim, e utiliza como pauta a remuneração da magistratura’.

Desvio de finalidade

A perícia realizada por técnicos do Tribunal Superior Eleitoral em gráficas que prestaram serviços à campanha eleitoral que elegeu a presidente afastada, Dilma Rousseff, e o presidente interino, Michel Temer, em 2014, afirmou não ser possível afastar “desvio de finalidade dos gastos eleitorais para outros fins que não o de campanha”. Essa foi a conclusão registrada na análise dos documentos apresentados por três empresas: Focal, Gráfica VTPB e a Red Seg Gráfica.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade