Selecione a página

Marcola, orgulho nacional

FigueiredoEdinho, na sua última gestão como prefeito teve problemas na contratação de médicos. A classe não aceitava o piso, precisando contratar por outras vias. Agora sem ainda ocupar a cadeira do sexto andar já se depara com o mesmo problema – lei de teto salarial, envolvendo também aposentadoria – apesar de falarem que “fígado não […]

Marcola, orgulho nacional
A Rocinha, uma das maiores favelas do Rio, já está sob o controle do PCC, facção de traficantes paulistas, chefiada por Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. O assunto passou a ser investigado pelo Ministério Público estadual e por policiais civis do Rio depois que uma disputa por territórios, dentro e fora dos presídios, pôs fim à associação de criminosos paulistas com traficantes dos complexos do Alemão e da Penha. Com uma população estimada em cem mil pessoas, o morro é considerado o mais rentável ponto de venda de drogas da cidade. O Estado de São Paulo é o mais influente do Brasil, o Marcola orgulha os paulistanos e a classe política em geral com o seu domínio nos morros da Cidade Maravilhosa. Quem vai ganhar a presidência em 2018, o PCC, PT, PMDB ou PSDB? Apesar que muitos ainda acreditam na Rede e no Comando Vermelho. Vazou a informação que o Cabral e esposa estão trabalhando para que o Marcola (PCC) ganhe o próximo pleito.

Figueiredo
Edinho, na sua última gestão como prefeito teve problemas na contratação de médicos. A classe não aceitava o piso, precisando contratar por outras vias. Agora sem ainda ocupar a cadeira do sexto andar já se depara com o mesmo problema – lei de teto salarial, envolvendo também aposentadoria – apesar de falarem que “fígado não dói”, o coronel PM Figueiredo não quer mais o comando da Guarda Municipal, baseado na lei do teto máximo de salário que ainda está em votação no Congresso. O novo prefeito acha que o Figueiredo tem cura.

Foz dos ladrões
Doze dos 15 vereadores da Câmara de Foz do Iguaçu foram presos ontem (15) durante operação da Polícia Federal (PF). Dez foram presos preventivamente e dois receberam ordem de prisão temporária. A ação tem por objetivo desarticular um grupo criminoso que desviava recursos públicos.
De acordo com a PF, só com algumas obras de pavimentação no município foram constatados prejuízos de quase R$ 4,5 milhões. As ordens judiciais foram expedidas pela 3ª Vara da Justiça Federal de Foz do Iguaçu.
A operação envolveu cerca de 150 policiais federais. Eles cumpriram 78 mandados judiciais, sendo 20 de prisão preventiva, oito de prisão temporária, 11 de condução coercitiva (quando a pessoa é levada para depor e depois é liberada), e 39 de busca e apreensão.

Revanchismo
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu aos procuradores da República que mantenham a serenidade e a resiliência (depois de deformados voltarem a forma original) ante o “revanchismo” de determinadas estruturas de poder que se insurgem contra o Ministério Público por causa da Operação Lava Jato.
“A hora é grave e decisiva para o nosso futuro”, afirmou Janot. “A Lava Jato é fato que se impõe a todos. Prosseguir é, sobretudo, um dever institucional. Exercer o munus [obrigação] de conduzir uma investigação de combate à corrupção de tamanha magnitude requer serenidade, profissionalismo e, acima de tudo, resiliência”, disse.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade