Selecione a página

Hematomas

Hematomas
O Ministério Público de Santa Catarina pediu à Justiça a internação provisória, em regime fechado, do adolescente que agrediu uma professora com socos em uma escola de Indaial. A agressão à professora Márcia Friggi ganhou grande repercussão na última segunda-feira (21), após ela publicar em redes sociais uma foto em que aparecia com cortes e hematomas no rosto causados pelas agressões do aluno de 15 anos.

Primeiro da fila
Presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), disse que não pretende ser reconduzido ao comando da legenda na convenção do partido que será realizada em dezembro para dar vez “a um cabeça preta de mentalidade”; Tasso também afirmou que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, tem a preferência para ser o candidato tucano à Presidência da República na eleição de 2018, mas ressalta que caso o partido não chegue a um consenso em torno de um candidato, este deverá ser escolhido pelo meio de prévia partidária.

Vergonha
Alguns dos principais artistas da cena brasileira usaram as redes sociais para protestar contra o polêmico decreto assinado pelo presidente Michel Temer, publicado nessa quarta-feira no Diário Oficial da União, que extingue a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), localizada entre o Pará e o Amapá, liberando a área para a exploração mineral.
Famosos como os atores Cauã Reymond e Marina Ruy Barbosa, a cantora Ivete Sangalo e o apresentador Luciano Huck se manifestaram condenando fortemente a atitude do presidente. Palavras como “estupidez”, “retrocesso”, “absurdo”, “extinção” e “vergonha” apareceram nas postagens dos artistas.

Nova casa
O ex-médico Roger Abdelmassih deixou o Centro Hospitalar do Sistema Penitenciário, no antigo complexo Carandiru, e foi transferido para a Penitenciária de Tremembé, no interior paulista. A informação foi confirmada ontem (25) pela Secretaria de Administração Penitenciária. Abdelmassih estava no centro hospitalar desde o dia 18 de agosto, após decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que cassou a liminar que permitia que o ex-médico cumprisse pena em prisão domiciliar.

Cassado
O prefeito de Sorocaba, José Crespo, teve o mandato cassado na noite dessa quinta-feira (24) por quebra de decoro e prevaricação, envolvendo o uso de documento falso para a nomeação de uma assessora. Em sessão extraordinária, a Câmara Municipal de Sorocaba aprovou, por 14 votos a 6, o pedido de cassação do mandato de Crespo, que é filiado ao DEM.
Um relatório policial, resultado de investigação sobre os diplomas escolares da assessora do prefeito, que foi anexado ao processo, concluiu serem falsos os documentos da educação básica apresentados pela funcionária. Após a divulgação de informações sobre o uso de documento falso, o prefeito e a vice-prefeita Jaqueline Coutinho, do PTB, tiveram discussões, que terminaram com o despejo dela de sua sala do Paço Municipal. Com a cassação de Crespo, Jaqueline Coutinho assumiu a prefeitura na mesma sessão.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade