Select Page

Dinheiro suado

Dinheiro suado

Em meio às discussões sobre quem seria o pai da dívida da prefeitura, o ex-prefeito Marcelo Barbieri afirmou que Edinho Silva não teria dinheiro em caixa para fazer o pagamento do funcionalismo público este mês, o que deixou muitos “de cabelo em pé”. Mas chegou o quinto dia útil e foi por terra essa afirmação, pois o pagamento saiu “bonitinho”. Porém, já bate às portas do Executivo a data base dos servidores. Esperamos assim, que Barbieri também esteja enganado, quanto a não ter caixa disponível para o reajuste. Até lá, oremos!

Qual a real?

O abafamento das duas CEI’s, aonde seriam expostas as contas tanto da gestão Barbieri, pedida pela bancada petista, como a de Edinho Silva, pedida pela executiva do MDB, deixou internautas estarrecidos. “De ambos os lados foi clara a falta de transparência” diziam muitos. Por outro lado deixou à mostra que a Câmara Municipal, que tem o dever de fiscalizar o Executivo, não está fazendo o seu trabalho, pois a partir do momento que se pede uma CEI é porque não se sabe quais os números que deveriam estar na ponta do lápis. Se a prefeitura tem os valores, o Tribunal de Contas também, porque os vereadores não estão inteirados? Afinal é para isso que eles foram eleitos.

Temer e os portos

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a prorrogação de prazo das investigações por mais 60 dias no inquérito que apura se houve ilegalidade no decreto dos portos, assinado em maio de 2017 pelo presidente Michel Temer.

Ele também negou pedido da defesa de Temer para arquivar a investigação.

“Já quanto aos pedidos de arquivamento do Inquérito, formulados pela Defesa do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, razão assiste ao Ministério Público Federal ao salientar ser necessário aguardar-se a conclusão das diligências em curso para que se possa formar opinião sobre a existência material dos delitos investigados”, escreveu o ministro.

Lula e o Boff

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso há um mês na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR), reafirmou sua candidatura por meio de recado transmitido pelo teólogo Leonardo Boff, nessa segunda (7).

“Lula mandou recado dizendo que é candidatíssimo e que só vai renunciar à candidatura no dia em que o Moro trouxer uma única prova de que ele é dono do tríplex”, disse o teólogo a jornalistas.

Boff encontrou o ex-presidente na tarde de ontem sob a justificativa de que se trataria de uma visita religiosa. As visitas a Lula têm sido negociadas entre a defesa e a Polícia Federal. O advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin, também esteve na PF.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos