Select Page

Crianças judiadas por Trump

Crianças judiadas por Trump

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, viaja hoje (4) para os Estados Unidos na tentativa de buscar uma solução para o impasse que envolve filhos de brasileiros separados dos pais identificados como imigrantes ilegais. Em comunicado, o Itamaraty faz duras críticas à política migratória norte-americana e diz esperar a revogação das medidas adotadas recentemente.

O chanceler visitará as crianças e adolescentes que estão em abrigo da rede Heartland Alliance, em Chicago. O abrigo é um dos 16 locais de acolhimento, nos Estados Unidos, em que estão brasileiros. Nos dias 6 e 7, Aloysio Nunes se reúne em Chicago com 14 cônsules nos Estados Unidos, Canadá e México. As crianças para não passar frio são enroladas em papel alumínio de assar carne. Será que o Trump é canibal?

Outra vez

O empresário Eike Batista foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado pela 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Ele é acusado de fazer pagamentos indevidos no valor de 16,5 milhões de dólares ao ex-governador fluminense Sérgio Cabral, em 2011, e de tentar ocultar a propina por meio de uma operação de lavagem de dinheiro.

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, a fim de ocultar o pagamento a Cabral, o doleiro Renato Chebar criou uma offshore chamada Arcadia Associados, que assinou um contrato fictício com a empresa Centennial Asset Mining Fund, de Eike Batista, para a possível aquisição de uma mina de ouro. Eike Batista, como um bom, uísque deve ficar confinado por 30 anos, de preferência, de ponta cabeça.

Toffoli tira a tornozeleira

O juiz Sérgio Moro disse que determinou o uso da tornozeleira por entender que, ao ser beneficiado pelo habeas corpus, José Dirceu voltou à situação processual em que estava antes da decisão do STF, quando cumpria medidas cautelares, como o monitoramento eletrônico.

Ao ser intimado sobre a decisão de Dias Toffoli, Moro diz que lamenta que o caso tenha sido entendido como descumprimento da decisão do STF. “Entretanto, este juízo estava aparentemente equivocado, pois recebida agora decisão de revogação das cautelares exarada pelo relator da Reclamação 30.245 e esclarecendo que a suspensão da execução provisória não significou o retorno à situação anterior, mas, sim, a concessão de “liberdade plena” ao condenado na pendência do recurso especial”, disse.

Acordo ruim

A Petrobras informou ontem (3) que fez na segunda-feira o depósito da segunda parcela, no valor de US$ 983 milhões, referente ao acordo para encerrar ação coletiva (Class Action) movida nos Estados Unidos por investidores da empresa por perdas provocadas pelo envolvimento da estatal em desvios revelados pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

O acordo com os acionistas foi anunciado pela Petrobras em março deste ano, no valor de US$ 2,95 bilhões. A empresa obteve da Corte Federal de Nova Iorque, nos Estados Unidos, a aprovação preliminar para encerrar a ação coletiva. O depósito da primeira parcela, também de US$ 983 milhões, foi feito em março e o último, de US$ 984 milhões, será efetuado até 15 de janeiro de 2019, de acordo com a companhia. Enquanto pagamos gasolina combustíveis mais caros.

Últimos Vídeos

Loading...

Arquivos