Select Page

Conciliação



Conciliação Mais de 15 mil acordos trabalhistas foram fechados neste final de semana, chegando a R$ 500 milhões em indenizações e impostos. Os acordos foram feitos durante a 4ª Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, que terminou nessa sexta-feira (25). A conciliação é um recurso utilizado antes de iniciar […]

Conciliação

Mais de 15 mil acordos trabalhistas foram fechados neste final de semana, chegando a R$ 500 milhões em indenizações e impostos. Os acordos foram feitos durante a 4ª Semana Nacional de Conciliação, promovida pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, que terminou nessa sexta-feira (25).

A conciliação é um recurso utilizado antes de iniciar um processo judicial. O procedimento é defendido por tribunais do Trabalho como método eficiente de resolver impasses e evitar o tempo e desgaste de um processo. Por meio dela, os mediadores buscam um acordo que seja vantajoso para as duas partes e evite a ação.

Malas de dinheiro

Se até hoje, quase nove meses depois da apreensão pela Polícia Federal de mais de R$ 51 milhões em dinheiro em um apartamento em Salvador, os irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima não reivindicaram a propriedade nem deram explicações sobre a origem da fortuna, tem quem o faça.

Diferentemente da Procuradoria-Geral da República, que afirma em denúncia que o dinheiro tem origem em propinas da construtora Odebrecht, o empresário baiano Carmerino Conceição de Souza acha que é dele. E diz mais: os R$ 51 milhões apreendidos no âmbito da operação Tesouro Perdido, em setembro, seriam parte de um montante de R$ 65 milhões que ele afirma ter repassado em dinheiro a um intermediário de Geddel – e do qual não recebeu a contrapartida acertada com o ex-ministro, uma carta-fiança da Caixa Econômica Federal para fundamentar um pedido de financiamento no valor de R$ 110 milhões junto ao BNDES.

Locaute

O ministro Carlos Marun (Secretaria do Governo) afirmou nesse sábado (26) que a Polícia Federal aguarda autorização judicial para prender empresários envolvidos na greve nacional de caminhoneiros, que chega ao sexto dia. As declarações foram feitas após encontro com o presidente Michel Temer e a cúpula do governo.

“A Polícia Federal já tem inquérito sobre as suspeitas dos empresários que estejam praticando locaute. Já tem pedidos de prisão aguardando autorização da Justiça”, afirmou ele. A prática de locaute consiste na restrição de acesso de trabalhadores aos seus meios de serviço por ordem ou ação da entidade patronal.

 

Multa

O ministro Carlos Marun também informou que o governo começará a aplicar multas no valor de R$ 100 mil por hora parada a quem descumprir o acordo firmado para desbloqueio das rodovias. Acrescentou que a Polícia Federal já tem inquéritos abertos para investigar a origem do movimento e que já existem até mesmo pedidos de prisão.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos