Selecione a página

Vereadores destacam eficiência do Daae para novos serviços

Vereadores destacam eficiência do Daae para novos serviços

Com a presença de oito vereadores, o prefeito Marcelo Barbieri concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde de sexta-feira, 19 de setembro, para dar mais informações sobre o adiamento para 2015 do aumento de até 15% na conta de água, em decorrência da transferência do serviço de coleta e transbordo do lixo da Prefeitura para o Departamento de Água e Esgoto (DAAE).

Dr. Helder (PPS) destacou a eficiência do Daae para realizar os novos serviços. “Nós da base estamos há um ano e meio vendo fotos mostrando a necessidade de limpeza das praças. Agora, sob a responsabilidade do Daae, elas estão limpas. O Daae é eficiente. É só ver as praças de Araraquara. Junto com o serviço de coleta, aprovamos esse aumento de até 15% para que o Daae possa fazer o serviço”, comentou.
Roberval Fraiz (PMDB) comparou o aumento da taxa de água com a administração passada. “Nos seis primeiros anos do mandato do ex-prefeito, a taxa aumentou quase 135% e em seis anos do Marcelo o aumento foi de apenas 74%. Mas temos qualidade no tratamento de água e esgotos, além das praças limpas”.
Já o vereador Jair Martineli (PMDB) repercutiu a opinião um de palestrante durante a audiência pública sobre o tema. “Ele destacou que Araraquara está dez vezes à frente de qualquer outra cidade em água e saneamento nos próximos 20 anos”.
Para Elias Chediek (PMDB), é preciso ter feeling para avaliar a situação da cidade. “Em relação à água, estamos à frente e pagando barato se compararmos com outros municípios. Antes de aprovar esse aumento, analisamos fatos concretos, números. Araraquara está em 14º lugar em qualidade de vida”, completa Chediek.
Tenente Santana (PSDB) explicou ainda que os serviços de transbordo e coleta passaram para o Daae para que não fosse necessário criar uma nova autarquia nem novos cargos. “Aproveitou-se uma estrutura sólida, em pleno funcionamento e que funciona bem”.
Já Renato Haddad disse que a Prefeitura cumpriu uma determinação do Governo Federal. “Além dos serviços naturais, de tratamento de água e esgotos, o saneamento básico inclui agora a drenagem e os resíduos sólidos. Com o aumento do serviço, é natural que o Daae precise de mais receita”, conclui Haddad.
Estiveram presentes também os vereadores William Affonso (PDT) e Adilson Vital (PV). O presidente em exercício Farmacêutico Jéferson Yashuda (PSDB), participou da reunião antes da coletiva, mas teve de ir embora devido a compromissos pré-agendados.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade