Select Page

Advertisement

Valmirão sai do PP com sentimento de decepção



O comunicador diz que outros partidos estão de portas abertas para ele, mas que não pretende ser candidato

Valmirão sai do PP com sentimento de decepção

Publicidade

Advertisement

Da redação

O comunicador Valmir da Silva Moreira, o Valmirão, deixou o Partido Progressista (PP) esta semana depois de pouco mais de três anos de filiação. Valmirão relatou à reportagem de O Imparcial sua insatisfação com a posição do partido desde que assumiu a vice-prefeitura.

O comunicador lembrou da época em que entrou no partido em janeiro de 2015, convidado pelo então presidente David Fante, que coordenou uma renovação na agremiação depois da saída de antigos caciques como José Carlos Porsani e Feiz Mattar.

“Nós fizemos uma revolução no partido que tinha cerca de 400 filiados e chegou a ter 1.200. Nosso trabalho sempre foi centrado na renovação. Eu coloquei em ordem a documentação do partido de 30 anos que nunca tinha sido organizada. Mas a mais importante missão que me foi dada eu cumpri. Consegui convencer os membros do PP que Edinho Silva (PT) era o nome mais certo para ter nosso apoio na campanha a prefeito realizada em 2016. Na época fiz de tudo para vencermos a eleição, pois acreditava no Edinho, porém, hoje já tenho outra ideia”, lembrou.

Decepcionado

Valmirão disse que se sentiu usado durante a campanha de 2016, pois fez tudo o que pode para convencer Damiano Neto a ser vice de Edinho e teve até que se lançar candidato a vereador para compor a chapa do partido que teve duas desistências a poucos dias do pleito. “A ideia do grupo do PP que trabalhou pela candidatura do Edinho nunca foi de ter cargos no governo, mas de dar musculatura a administração. Eu fiquei muito decepcionado com alguns que não mantiveram a palavra. A maioria das pessoas que nós indicamos para compor o governo deixaram os cargos poucos meses depois, por não suportarem a pressão psicológica imposta pela ‘panelinha’ que existe na prefeitura. Além disso, eu só consegui uma reunião com o prefeito depois de 10 meses de governo e as propostas para o município que apresentei não foram aproveitadas. Acho que merecia mais atenção depois de tudo que fiz por ele e pelo partido. Me senti usado”, reclamou.

Campanha contra

O comunicador confidenciou para a reportagem que não acredita na reeleição dos deputados estaduais de Araraquara, e que vai trabalhar contra eles na eleição. “Não espero que o Massafera e a Márcia se reelejam. Não serei candidato a nada, mas vou trabalhar para um ex-deputado em quem acredito e tenho muito respeito”, disse.

Portas abertas

Valmirão ressaltou que teve várias propostas de filiação em outros partidos, mas no momento vai se dedicar a outros projetos. “Saio do PP de cabeça erguida e com a certeza de ter feito tudo o que podia, mas muito decepcionado”, concluiu.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

  • Torcedor

Arquivos