Selecione a página

Situação econômica dos cofres públicos municipais é questionada pelo PSDB

Em 2017, o município tinha uma dívida de cerca de R$ 273 milhões e corria o risco de aumento do déficit para R$ 380 milhões

Situação econômica dos cofres públicos municipais é questionada pelo PSDB

Na Sessão Ordinária dessa terça-feira (5), os vereadores que compõem a bancada do PSDB, Delegado Elton Negrini, Jéferson Yashuda, José Carlos Porsani e Rafael de Angeli, encaminharam ao executivo um requerimento solicitando informações sobre a situação econômica dos cofres públicos municipais.

Conforme dados apresentados em Audiência Pública, a Prefeitura possuía, em 2017, uma dívida de aproximadamente R$ 273 milhões e corria o risco de aumento do déficit para R$ 380 milhões.

Considerando que a receita da Prefeitura para esse ano é de aproximadamente R$ 887 milhões, cerca de 5,79% a mais que em 2018, e que por volta de R$ 11 milhões serão destinados a 18 investimentos definidos pelo Orçamento Participativo, os vereadores questionam a aplicação desse dinheiro.

“A receita líquida para esse ano, não comportaria todas as despesas do Executivo, principalmente com funcionários, onde são gastos cerca de 42,52% da verba. Portanto, queremos saber como esse dinheiro será aplicado nesse momento crítico financeiramente na cidade”, destacou Negrini.

No requerimento, os parlamentares querem saber a atual situação econômica dos cofres públicos municipais, quantos imóveis utilizados são próprios da Prefeitura e quantos desses equipamentos estão inativos. Querem saber também quantos desses locais são destinados para Unidades de Atendimento Público, a quantidade de equipamentos municipais que são locados e os valores e prazos de contratos dessas locações. Pedem ainda informações sobre o custo médio de investimentos para adaptações desses equipamentos e quem são os proprietários desses imóveis.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade