Selecione a página

Servidores da Saúde declaram insatisfação com PCCV

O debate aconteceu na sétima da série de nove audiências propostas pela Câmara

Servidores da Saúde declaram insatisfação com PCCV

Foi com o Plenário lotado que, na noite da quinta-feira (29), aconteceu a sétima de nove Audiências Públicas que tratarão do Projeto de Lei relativo ao Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos (PCCV) enviado pelo Executivo à Casa de Leis para apreciação. Na ocasião, representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região (Sismar), funcionários da Prefeitura e vereadores reuniram-se para debater as perspectivas e direitos dos servidores que atuam na área da saúde. O clima foi de insatisfação. Na ocasião, bem como nas audiências anteriores, nenhum representante do Executivo esteve presente para prestar esclarecimentos.

O fiscal de Vigilância Sanitária Nolasco de Melo reclamou sobre a falta de diálogo entre o Executivo e funcionários. “Não foram prestar os esclarecimentos. O que gerou muitas dúvidas. Nosso cargo vai entrar em vacância, mas não sabemos sobre a situação dos servidores. Além disso, o cargo substituto, o de inspetor, exige uma lista de atribuições que extrapolam a nossa função. Eu sei que os senhores não tem como responder agora, mas gostaria que levassem esses questionamentos ao Executivo”, explicou.

Na ocasião, a representante do Sismar, Cléo Pereira, questionou a  mudança da jornada de trabalho. “Quem faz uma jornada de seis horas e vai precisar fazer oito. E quem precisa complementar a renda fica como? Porque o salário é pouco, não dá para sobreviver. A Prefeitura deveria ter valorizado mais o servidor, não temos ganho real. Cada vez mais o salário achata. Não há dotação orçamentária no PCCV que garanta um plano consistente. Eu espero que vocês nos ajudem a construir um plano de carreira coerente e coeso”, pediu aos vereadores. Os trabalhos foram conduzidos pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Tenente Santana (MDB) e contou com a participação dos vereadores Edson Hel (PPS), Elias Chediek (MDB), José Carlos Porsani (PSDB),Jéferson Yashuda(PSDB), Rafael de Angeli (PSDB), bem como o vice-presidente Edio Lopes (PT) e o primeiro secretário Lucas Grecco (PSB).

Santana explicou que os vereadores analisarão e discutirão o projeto novamente antes da votação. Após a realização das nove audiências, o projeto ainda será analisado pelas comissões da Câmara.

Programação

As próximas Audiências Públicas relativas ao PCCV ocorrerão nas seguintes datas, sempre às 19 horas, no Plenário da Câmara Municipal:

09/09 (segunda-feira): Centralizado

12/09 (quinta-feira): Demais categorias

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade