Select Page

Secretário e ex-coordenador afirmam desconhecer corrupção no governo



Toninho Martins durante depoimento à CEI, na Câmara Municipal

A Comissão Especial de Inquérito (CEI), instalada na Câmara Municipal para investigar denúncias de corrupção e desvios de conduta no Poder Público, tomou ontem o depoimento de Toninho Martins e Newton Cainelli, respectivamente, atual Secretário de Ciência, Tecnologia, Turismo e Desenvolvimento Sustentável e da Agricultura, e ex-coordenador da Pasta.

Questionados pelos vereadores Donizete Simioni; Aluisio Braz (Boi); Edna Martins e Geicy Sabonete, os depoentes falaram sobre o funcionamento da Secretaria, suas atribuições e responsabilidades à frente dos cargos.

Durante seu depoimento, Martins afirmou que todos os procedimentos de doação de áreas ou permissão de uso executados pela Prefeitura seguem critérios estabelecidos em uma lei municipal que institui formas de incentivo para o desenvolvimento econômico, social e sustentável da cidade.

De acordo com o secretário, dois critérios principais são levados em consideração nesses casos: o interesse público nas ocupações de área, a capacidade de geração de emprego, renda e impostos pela empresa solicitante.

Além disso, para qualquer doação ou permissão, o passo inicial é o preenchimento, por parte da empresa interessada, de um requerimento e formulário junto à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e, na sequência, a entrega de uma ampla documentação exigida pela Prefeitura para que o processo tenha andamento.

O secretário explicou que o número de empresas que aguardam uma área é muito maior do que a quantidade de terrenos disponíveis para doação e, por isso, os critérios para a escolha são tão importantes e incluem também a análise objetiva do investimento potencial de cada empresa candidata. Atualmente, cerca de 200 empresas de pequeno porte aguardam um terreno.

Durante seu depoimento, o ex-coordenador da Secretaria, Newton Cainelli falou sobre as atribuições do cargo e garantiu que o posto não dá autonomia para que os coordenadores decidam sobre o futuro das áreas disponibilizadas. Segundo ele, todo o processo efetivamente acontece com diretamente com os secretários.

Os depoimentos continuam hoje, quando serão ouvidos José Roberto Cardoso, às 14 horas e Alexandre Kopanakis, às 16h30. Amanhã será a vez dos ex-secretários Valter Merlos e Sergio Sgobbi falarem com os integrantes da CEI.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos