Selecione a página

Quebra Queixo

O vereador William Affonso(PDT) resgatou um cavalo vítima de maus tratos nessaquarta-feira (21). O animal estava com a pata direita traseira quebrada e foi abandonado em um descampado particular no bairro Jardim Adalberto Roxo. Indignado com tal situação, o vereador disse quese o dono for localizado serãotomadas as medidas legaiscabíveis. A pergunta que ficaé: A quantas anda o Programa de Regulamentação doTransporte de Carroças; deproteção aos Animais Tracionados, que foi debatido pelavereadora Juliana Damus em14 maio de 2014? Será queficará só no debate?

Quando será?
Várias instituições ligadas àdefesa dos direitos dos animais tentam emplacar em Araraquara o mesmo projeto quefoi aprovado em Curutiba (PR).Na nova lei paranaense, ficaproibida a exploração de animais como equinos, asininos,muares, caprinos e bovinos.Mas nossa cidade, nesse sentido, parece ser um pouco maislenta. Talvez esteja andando apassos de cavalo manco.

Lampião
E mal chegou a tão aguardada chuva na cidade e as luzesse apagaram. E não foi de alegria ou contenção de despesas. Faltou energia em váriosbairros da cidade, o que vemse tornando comum com qualquer “chuvinha”, mas as respostas da CPFL são sempreas mesmas, e os problemasnão são solucionados. É… Aevolução parece que não chegou até a energia. Ascendamos lampiões.

Ô, pobreza
O ministro Teori Zavascki, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF),determinou nessa quinta-feira (22), a transferência do dinheiro depositado em nomedo presidente da Câmara,Eduardo Cunha (PMDB) naSuíça. Segundo o MinistérioPúblico Federal, são aproximadamente 2,5 milhões defrancos suíços, equivalentes acerca de R$ 9,6 milhões. ÉCunha, a pobreza está batendo a sua porta

Quebra Queixo

E novamente a dupla dos”embates cômicos” das sessões da Câmara entrou emcena. O pemedebista Roberval Fráis e o petista Donizete Simioni, discutiram porque Fráiz disse que Ciro, exsuperintendente do DAAE nagestão Edinho, estava comocomissionado em São Carlos. Por sua vez, Simioni dizia que ele tem que pensarantes de falar, afinal Ciro éprofessor e não está pendurado em cargo nenhum. Maslogo apareceu outro nome,Nilson, que o petista também disse que não trabalhava em nenhuma prefeitura.Ah! Esses meninos.

Revoltado
Quem não anda participando das sessões é o vereador Rodrigo Buchechinha(SDD), que passa a maiorparte do tempo em seu gabinete. Ontem durante asessão, questionado porsubir ao plenário somenteas 19h30, não gostou dapergunta e saiu novamentepara tomar o elevador, deixando no ar que: “eu achoque vai ter mais gente quevai se afastar”, fechando aporta do elevador, deixandoos jornalistas no vácuo. Estaria o Buchechinha revoltado contra o sistema?

Sobrou
Donizete Simioni em seupequeno expediente disseque se surpreendeu com oafastamento de João Fariase que admira sua coragem.”Afinal, vereadores são decarne e osso e temos quereconhecer nossos limites”,ressaltou. Ele finalizou dizendo que: “perde a Casa, perde a oposição e perde a política araraquarense”. Convenhamos que nesses 60dias vindouros, Simioni estará na linha de frente daoposição, onde lhe caberá aliderança do “blocão” oposicionista. E isso promete!

Em Brasília, 19 horas
O vereador Dr. Helder Rizzoda Mata, usando a tribunapopular se ateve aos problemas do Planalto Federal.Helder mostrou-se desanimado com o que vem acontecendo no país e disse quenada de concreto acontece.”Ninguém devolve nada queroubou”, referindo-se à “CPIvergonhosa da Petrobrás”,onde o petista Luiz Sérgioafirma que faltam evidências para apontar indiciadospor fraudes na estatal e ainda usa relatório final paraatacar investigadores da Polícia Federal, Ministério Público e Justiça. Não é só onobre vereador que está desanimado, o país também.

Quebra Queixo

Novelas da cidade
Algumas novelas apresentadas em Araraquara parecemmesmo não ter fim.Quando pensamos que a minissérie da saúde estava noscapítulos finais, percebe-seque na UPA da Vila não haviamédicos e nem mesmo atendente ontem. Outro capítulo dasérie aconteceu na terça-feira(13), quando um usuário dosistema que havia sofrido umacidente levou sua filha comhemorragia até a unidade echegando lá, o médico estavaparticipando de uma manifestação do lado de fora e disseque não iria atender naquelemomento.

Novelas da cidade II
O pai nervoso com a situaçãopegou o médico pelos colarinhos e o levou para dentro daunidade de pronto atendimento, para que cumprisse o papel para o qual foi contratado.Logo após, a Polícia Militar foiacionada e um Boletim de Ocorrência foi lavrado. É evidente que todo trabalhadortem o direito de lutar por melhorias salariais e bem estarno ambiente de trabalho, masprimeiro a obrigação depois amanifestação.

Novelas da cidade III
Outra “lenga lenga” que se arrasta é a licitação para aquisição das linhas da CTA que, pelasegunda vez foi suspensa. Eao final quem se amontoa notransporte público é a população, que tão cedo não verá umfinal feliz para a alegria de alguns e chororô de outros.Outro capítulo no funcionalismo público culminou em umamanifestação nessa quintafeira (15), com servidores dasUPA’s, SAMU, GCM e UBS’s emfrente à prefeitura, contra asmudanças na jornada de trabalho. A categoria quer tambéma demissão de funcionárioscomissionados e subprefeitos, para que isso não atinjaos salários dos concursados.

Novela sem IBOPE
Falando em concursado, Auditores Fiscais da Receita Federal estão em greve por melhores salários, o que nãoagradou os analistas tributários, ressaltando que essaclasse ganha atualmente cerca de R$ 20 mil por mês. Emplena crise econômica, com oEstado precisando desesperadamente de recursos, osdelegados, inspetores, superintendentes e até o secretário da Receita, abandonaramo trabalho e passaram a utilizar o órgão para defenderseus interesses corporativos,afirmou a presidente do Sindicato Nacional dos AnalistasTributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita)Sílvia de Alencar

Quebra Queixo

Em bloco
Hoje será votado, na Câmara Municipal, o projeto que dispõe sobre a revisão das férias do Magistério Público. Servidores prometem encher as galerias da Casa de Leis. Os descontentes do SAMU, também estarão presentes, como outros setores públicos. Servidores acreditam que esse é um momento de união entre a classe, eles têm receio que “ataques” do Executivo acertem vários setores, na intenção de cortes como forma de contenção de despesas.

Sessão animada
Hoje também entra em pauta na sessão o projeto enviado pelo Executivo que aumenta a taxa de resíduos sólidos. Projeto ‘cascudo’ que o vereador Jeferson Yashuda (PSDB) terá que enfrentar antes de deixar a liderança do governo na Câmara. Mas não pense que será fácil, manifestações também serão feitas na Casa de Leis. Portanto, animação é que não faltará para esta terça-feira.

Cunha na mira
O lobista João Augusto Rezende Henriques, um dos operadores do PMDB na Petrobras, disse em depoimento à Polícia Federal ter feito pagamentos de propina em uma conta na Suíça, que teria como um dos beneficiários o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB). Segundo ele, o pagamento está relacionado à compra e venda de um campo de exploração de Petróleo no Benin, um negócio de valor inicial estabelecido em US$ 15 milhões. Henriques disse ainda que a conta destinatária da propina foi indicada a ele por Felipe Diniz, filho do ex-deputado Fernando Diniz, já falecido.

Tá barato
As tarifas cobradas pelos oito maiores bancos do país nos últimos três anos cresceram até 169%, percentual 8,6 vezes superior à inflação para o mesmo período, de acordo com pesquisa da associação de consumidores Proteste.O levantamento comparou as tarifas das cestas informadas nas tabelas das próprias instituições bancárias. O maior aumento foi na cesta Exclusive Fácil (antiga Conta Fácil Bradesco Super) do banco Bradesco, que em 2013 custava R$ 23 mensais, e no próximo mês passará a custar R$ 61,90. O consumidor terá um custo anual de R$ 742,80, ou seja, R$ 466,80 a mais que em 2013.

Quebra Queixo

Entre papos e sorrisos estavam os dois pré-candidatos a prefeito Nino Mengatti (PSB) e Boi (PMDB), durante a inauguração do pronto atendimento do São Francisco Saúde, na noite dessa quinta-feira (24). É sabido que os dois ainda não escolheram seus vices. Seria isso uma previsão de futuro? Isso só o grande “oráculo” Marcelo Barbieri poderá responder.

De vento em popa
Como já antecipado pelo jornal O Imparcial, Valter Merlos está chegando ao PP e não é só essa a novidade. Um nome forte e empreendedor fora das raias políticas assina na próxima semana com o partido e já está sendo cotado como ‘Royal straight flush’ do ‘poker’ político. Dois novos aliados também estão chegando, Felipe e Roger Michetti, netos de Vicente Michetti, um dos fundares do partido. E segue a corrida ao Paço Municipal.

Batendo o pé
O sindicato dos funcionários públicos SISMAR, encarou como “facismo” por parte do governo um e-mail enviado pela Secretaria Municipal de Administração, que informa aos servidores que atuam em unidades e serviços 24 horas que, em caso de paralisação, os servidores que aderirem ao movimento poderão ser demitidos, de acordo com a Lei Federal 7783/89, que versa sobre a manutenção dos serviços essenciais prestados à população. E já prometeram fazer uma denúncia ao Ministério Público do Trabalho.

Agora ficou sério
A Fundação Bill & Melinda Gates entrou com um processo contra a Petrobras para recuperar perdas com ações da petroleira decorrentes do escândalo bilionário de corrupção na estatal de petróleo, investigado pela Operação Lava-Jato. Segundo a queixa, registrada na quinta-feira (24), à noite na Corte Federal de Manhattan, “o esquema de suborno e lavagem de dinheiro” causou à Fundação Gates e a outro autor, WGI Emerging Markets Fund LLC, uma perda de dezenas de milhões de dólares, investidos da petroleira.Já pensou se todos os países que sofreram perdas com a crise mundial gerada pelos Estados Unidos em 2008 quisessem ressarcimento das perdas?

Quebra Queixo

Caça aos ovos

Comentava-se entre lideranças do PSDB que para o próximo pleito, o Partido Verde, poderia caminhar com eles de braços dados. Procurado pela reportagem, o presidente verde Fernando Cesar Câmara, o Galo, rebateu a conversa e afirmou que nesse momento a postura do PSDB é de afastar as legendas. “Tucanos bons de bico” estão fazendo voos em cima de filiados verdes, tentando levá-los para seu ninho. Agindo assim fica muito difícil”, afirmou Galo.

Respeito

A sessão da Câmara dessa terça-feira (22) foi suspensa em luto pela morte do ex-vereador Carlos Roberto Marques, de 65 anos, que faleceu no Tocantis. Pezinho, como era conhecido, atuou na Casa de Leis de 1997 a 2000. Apenas a Tribuna Popular foi usada e, em uma delas, o vice-prefeito e coordenador da mobilidade urbana Coca Ferraz fez uso da palavra para expor o novo plano de ação do trânsito na cidade.

Roberval na liderança

Infelizmente o encontro mais esperado da noite que seria entre Coca Ferraz e Roberval Fraiz não aconteceu, pois o edil não estava presente à sessão. Mas Coca lembrou que Roberval costuma falar mal dele, e disse simpaticamente que é porque é patriota e defende sua região. Coca falou também que nem sempre pode atender as demandas dos vereadores rapidamente.

Mas daqui para frente, é bom ter certo cuidado, afinal, Roberval também está na lista dos possíveis, próximos candidatos a líder do governo na Câmara, e se tem uma coisa que o edil não tem é “papas na língua”.

Coca sabe tudo

João Farias, só para variar, não deixou de alfinetar o governo dizendo que Coca é o homem certo no governo errado e que seu trabalho, embora muito bom, destoa diante dos buracos da cidade. E finalizou soltando um “saia desse governo que ele fará mal para sua imagem e para sua história”. Ao que o sempre educado Coca respondeu: “João você agora passa a semana toda fora da cidade, trabalhando também com trânsito, quem sabe poderia nos ajudar”.

Quebra Queixo

A fonte secou
O vereador Donizete Simioni (PT) postou em sua rede social, um desabafo contra a administração pública na tarde dessa sexta-feira (18). “Escolas com todos os telefones cortados já é o fim. Agora sem água para os servidores de a administração beber é a morte de um governo que deveria fazer corte nos gastos com cargos comissionados e garantir pelo menos a água”, segundo a postagem.

Antenados nos tributos
Com a onda contrária que se alastra em torno dos aumentos tributários impostos pelo governo, Araraquara não está fora da rota de colisão.Os aumentos previstos para 2016 do IPTU e a taxa de resíduos sólidos, já vêm gerando um alarde entre os contribuintes. Parece mesmo que Jéferson Yashuda, antes de deixar a liderança do governo na Câmara terá que desviar de muitas “cascas de banana”.

Pobreza tributária
E se a choradeira do contribuinte é geral, do governo não é diferente. A arrecadação de contribuições e tributos federais caiu mais uma vez em agosto e atingiu R$ 93,738 bilhões. Segundo dados divulgados pela Receita Federal nessa sexta-feira (18), o valor representa uma queda real (já descontada a inflação) de 9,32% em relação a 2014. No acumulado dos oito primeiros meses desse ano, entraram nos cofres públicos R$ 805,8 bilhões, 3,68% menos do que no mesmo período de 2014.

Agora vai
Presidentes de grandes empresas brasileiras pediram durante evento realizado nessa sexta-¬feira (18) em São Paulo, uma agenda comum para tirar o país da crise. Para eles, o ponto crucial é fazer o ajuste fiscal de forma rápida e clara. Até o aumento da carga tributária, há algumas semanas rechaçado com veemência por empresários, é visto agora como inevitável para conter o agravamento da crise. “Pensando no país, não tem outro jeito. Ninguém gosta de pagar mais impostos, mas neste momento não tem outra saída para o ajuste fiscal”, disse o presidente da Cielo, Rômulo Dias.

Quebra Queixo

O ex-vereador Paulo Maranata deixou o PSB, presidido por Nino Mengatti e filiou-se ao PSDB, na noite dessa quinta-feira (17), em evento da comitiva do partido na Câmara Municipal. Agora nas fileiras tucanas, Maranata foi recebido por Edna Martins e Jéferson Yashuda.

Eu já sabia
Conforme adiantado por essa coluna na edição de 18 de agosto, Jéferson Yashuda deixou a liderança do governo na Câmara. A reunião entre o prefeito Marcelo Barbieri, Edna Martins e Yashuda, aconteceu nessa quinta-feira (17), no sexto andar da prefeitura.Porém, o Psdebista fica até o final do mês no comando, atendendo a um pedido do prefeito para ajudar na aprovação dos projetos que tratam do aumento de 9% no IPTU de 2016, além do reajuste na base de cálculo da Taxa de Resíduos Sólidos. Jéferson disse que precisa dar mais atenção nesse momento ao PSDB, do qual é presidente. Seu partido continua na base do governo até o final do ano. Para 2016, tudo pode acontecer. Afinal pelo “andar da carruagem” seu partido terá candidato próprio.

Abandonou, é multa
Lei de Édio Lopes é sancionada e multa de R$ 3.520,00 para quem deixar veículos abandonados já está em vigor. Os proprietários que forem notificados terão o prazo de 30 dias para retirar seus veículos das ruas ou serão autuados. Em caso de reincidência o valor é dobrado. Agora que entrou em vigor o vereador conta com o apoio da prefeitura na fiscalização e também da população.

Extra
Entre gritos, discursos, vaias e aplausos a lei que regulamenta a jornada de trabalho de 12 x 36 horas de algumas Secretarias municipais foi aprovada na sessão extraordinária que aconteceu nessa quinta-feira (17), na Câmara. Uma comissão formada por vereadores, SISMAR e prefeitura vai fazer a adequação de cada Secretaria.

Quebra Queixo

Mudinho
Comentários de servidores municipais ontem davam conta que as Emefs, os CERs e Postos de Saúde da cidade estavam com os telefones cortados. O maior problema é quando uma criança passa mal e agentes educacionais não conseguem avisar os pais. Alguns professores inclusive reclamam que precisam usar seus telefones celulares para chamadas urgentes.

Mudinho da crise
Em nota, a prefeitura explica que “em razão da crise econômica que afeta os municípios brasileiros, alguns contratos de serviços terminaram, outros estão sendo revistos para adequação, ou em atraso, que é o caso do contrato de telefonia que atende as Emefs e postos de saúde. O pagamento deve ser efetuado, mas ainda sem previsão de data”.

Cada um com seus problemas
Vários vereadores aproveitaram a presença na Câmara Municipal da secretária de Educação Arary Ferreira e do secretário de Governo Aluísio Brás, o Boi, para pedir aos dois que se reúnam com os professores para discutirem a questão da mudança das férias da categoria. Os edis acreditam que se deixar esse debate cair no colo da Casa de Leis haverá um desgaste tanto para a Educação como para o Governo.

Festa tucana
Um evento marcado para hoje, as 19 h, na Câmara Municipal, pelo PSDB, quer marcar o fortalecimento do partido na cidade e de certa forma recepcionar os novos filiados. O Partido quer mostrar também que tem bons nomes para concorrer às próximas eleições, inclusive com cabeça de chapa.

Polêmica de métodos
A frase mais lembrada do presidente da Câmara Elias Chediek, na última sessão, foi “que quem não concorda com o método de ensino SESI não quer ter trabalho, pois isso exige do professor também”. Isso causou um certo “frisson” entre professores nas redes sociais. Um deles disse que esse método oferece inglês para crianças entre 4 e 5 anos, mas não oferece material. Disse ainda que “faz dois anos que dou aulas sem o material didático, com baixa cota de xerox, tendo de me virar com giz, apagador e boa vontade dos alunos, que são os que mais sofrem com esse descaso”. Ressaltou ainda que “só tem direito de falar de Educação (defendendo ou não sistemas de ensino) quem está no chão da sala de aula”.

Quebra queixo

Quebra queixo

Caça ao pombo

Denúncias chegam a todo o momento sobre o mau cheiro e a sujeira que assola o Parque Infantil. O vereador Adilson Vital (PV), que também já estava incomodado com isso, agora deu um xeque mate nos pombos. Em reunião com o secretário de Meio Ambiente, José Antonio Delle Piagge para tratar da questão, ele foi informado pelo secretário que já foram instalados, em fase de teste, 6 holofotes direcionados para as copas das árvores com o objetivo de afugentar os pombos.“Os pombos são fotofóbicos e a colocação dos holofotes vai fazer com que os pássaros procurem outro local para se abrigarem”, disse Vital. Xô pombos!

NET 0

A operadora de internet (NET) deixou novamente usuários em Araraquara com cara de “paisagem” nessa quarta-feira (21). Quem precisou usar a rede teve que esperar até as 3 horas da madrugada, quando o serviço voltou a funcionar. Quando o Jornal O Imparcial entrou em contato com a NET para saber o que estava acontecendo, a atendente disse que o sistema dela estava inoperante e que era para voltar a ligar depois de 2 horas. Se nem o sistema deles funciona, imagina a nossa internet! Que vergonha!

População dengosa

O mosquito da dengue continua atazanando a vida dos araraquarenses. Já estamos com mais de 500 casos e o município está intensificando os trabalhos de combate ao Aedes aegypti. Na última sessão da Câmara o vereador Dr. Lapena (PSDB) falou sobre a responsabilidade que as pessoas precisam ter com a dengue. “Várias casas fechadas com piscina

Quebra queixo

Roberval, o ‘banido’

Na semana passada esta coluna noticiou que o SISMAR vai marcar uma assembleia específica para tratar da exclusão do vereador Roberval Fraiz (PMDB) do quadro de associados. Na visão do sindicato, ele trabalha contra o funcionalismo público. Procurado pelo Jornal O Imparcial, o edil disse “Isso é perseguição porque sou vereador, não sou um traidor da categoria, como afirmam algumas pessoas nas redes sociais, pois votei a favor do aumento e pago minha mensalidade para o sindicato desde 1977”.

Roberval, o ‘banido II’

Fraiz acredita também que o que incomodou o sindicato foram alguns questionamentos que ele vem fazendo já há algum tempo, pedindo balancetes que nunca foram entregues sobre o aumento da mensalidade para 2% do salário e sobre muitas consultas extras que lhe foram entregues para pagamento. Ele reitera a importância de se ter um sindicato, mas acha injusto cobrarem dele sobre o INSS e não sobre o salário que recebe da prefeitura que é de $ 673,95. O vereador disse também que quando questionou sobre isso, recebeu apenas uma resposta do sindicato: “você ganha bem”.

Vai ter jogos

E os atletas da Fundesport resolveram dar um voto de confiança ao secretário de Esportes, Geicy Sabonete. Em uma reunião realizada nessa segunda-feira (19), Sabonete pediu um pouco de paciência aos técnicos e garantiu que os pagamentos serão feitos ainda nesta semana. Foi cancelada a reunião que os técnicos fariam para decidir para onde iriam os atletas. Araraquara continua no páreo, basta Sabonete não escorregar.

Quebra queixo

Prenúncio

Tudo parecia muito tranqüilo na Câmara Municipal, durante a abertura da sessão dessa terça-feira (13), até o presidente da Casa de Leis, João Farias chamar para a tribuna popular o gestor de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual, Paulo Sérgio Tetti. No momento que João anunciou Paulo, fez um trocadilho com seu sobrenome, o chamando de ‘Bitetti’ e riu dizendo: “De onde eu tirei esse Bi?”. Logo em seguida, o tripé que sustenta a filmadora da Câmara caiu na cabeça da vereadora Juliana Damus (PP). Seria um prenúncio da lua cheia?

A lua não traiu

A lua cheia inspirou os instintos selvagens dos sindicalistas que estavam em defesa dos servidores públicos, na sessão de ontem. Eles não queriam que entrasse para a votação o projeto de reajuste dos servidores antes do dia 15, quando será realizada uma assembleia. No entanto, ao colocar a pauta do dia, o SISMAR e seus seguidores, já gritavam “Não vai ter sessão”. E dá-lhe apito!

Peso pena x peso pesado

Embora o presidente da casa de leis, João Farias (PRB) tenha tentado manter a ordem do dia, não conseguiu. Marcelo Roldan falou mais alto e levou junto todos os servidores com apitos e palavras de ordem. Elias Chediek (PMDB) pedia a todo o momento “respeito” e acabou por discutir com o diretor do sindicato, Luciano Fagnani, e quase chegaram às vias de fato. Se o embate ocorresse, seria um UFC dígno de Sabonete, mas em categorias diferentes.

Segue o jogo

Após o recesso para acalmar os ânimos e decidirem a colocação ou não do projeto em pauta, os vereadores da base do governo resolveram que a pauta entraria em votação. Gabriela Palombo (PT), que era contrária a votação, já dizia em seu canto: “Vai votar, vai votar”, e tudo veio abaixo. Servidores e sindicalistas não se contiveram, gritaram e apitaram o mais alto que puderam. E o presidente da Casa, sem opção, teve que encerrar a sessão. O placar foi de 1 a 0 para o Sismar, que colocou por terra todos os projetos da prefeitura que seriam votados na noite de ontem. Mas, uma sessão extraordinária pode ser chamada em 24 horas. Os servidores estão de plantão.

Quebra Queixo

Fome de que?

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, negou o pedido feito pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu para trabalhar fora da prisão. Ele citou o artigo 37 da Lei de Execuções Penais, que exige o cumprimento de ao menos um sexto da pena para a concessão do benefício a detentos no regime semiaberto.A proposta de trabalho apresentada pelo petista foi feita pelo advogado José Gerardo Grossi, um dos mais renomados criminalistas de Brasília. O ministro classificou a oferta de trabalho como uma mera “action de complaisance entre copains” (em francês, um arranjo entre amigos).Ao que consta Barbosa não se sensibilizou com a ideia de José Dirceu fazer greve de fome e muito menos com arranjos de seus amigos. Quem pode mais chora menos.

PT pipoca

E como não entrou na onde da greve de fome do José Dirceu, o PT local está lançando o PT pipoca. Abre na segunda-feira (12) no diretório do partido uma sessão de cinema com o filme Pra frente Brasil, com discussões sobre a Copa e também sobre os anos de ditadura vividos no Brasil. Para conferir basta ir até a rua Infante Don Henrique, 258, Santa Angelina à partir das 19 horas. A pipoca é grátis.

Carro de som à vista

O Sismar não está gostando nada do projeto de lei que o executivo enviou à Câmara para ser aprovado, dando apenas 6,3% de aumento salarial e nada no ticket aos servidores públicos. Marcos Zambone, diretor do sindicato disse que “tem jeito para dar um bom aumento sim” e já passou algumas dicas a prefeitura,como: “cortar o prêmio assiduidade de quem não tem comprometimento em registrar o ponto, não pagar horas extras para quem não faz cortar a terceirização, diminuir cargos de confiança, procurar seguir as leis para evitar ações na justiça, afinal isso endivida o município. Ao que parece se o executivo não seguir os conselhos de Zambone, vem barulho por aí!

Busca de votos

Pré-candidato a deputado federal, o presidente da Câmara, vereador João Farias (PRB), reuniu na última quinta-feira (8), em São Paulo, 46 lideranças da capital a quem caberá – a partir de julho – tocar as frentes de trabalho por aquelas bandas. O encontro serviu para que todos conhecessem de perto o coordenador geral da futura campanha na capital, o ex-vereador paulistano Jucelino, que no último pleito amealhou 27 mil votos. João também foi procurado por lideranças de Diadema, e deverá ter uma dobrada forte por lá.E aqui em Araraquara tem uma pedra no sapato, o Sismar.

Quebra Queixo

Reajuste

O Imparcial apurou na noite de ontem (9) que o Executivo está enviando para a Câmara o projeto de lei que determina o índice de reajuste para o funcionalismo público municipal. De acordo com o que se divulga há tempos – e nunca foi segredo para ninguém -, a Prefeitura deve dar algo em torno de 6% de aumento nos salários e zero no ticket. Ou seja: O prefeito quer a aprovação do índice pela Câmara desde já, o que significa que não deve ter negociação com a categoria.

Reajuste II

Não é preciso ser grande conhecedor dos bastidores da política para entender que se o projeto realmente desembarcar na Câmara, o Executivo não deverá ter qualquer problema para conseguir sua aprovação. É que a base de apoio do governo na Câmara conta hoje com 14 vereadores – 3 são da oposição e o presidente não vota. A pergunta é: a categoria conseguirá se mobilizar para puxar uma greve?

Novela

Durante o café da manhã, o vereador Aluísio Bráz (PMDB), o Boi, se mostrou muito tranquilo na questão da Secretaria de Esportes e disse que não entende o porquê do nervosismo de Jair Martinelli, contra ele. Disse também que aguarda ansioso o pronunciamento de Martinelli no pequeno expediente, já que o edil disse que o faria. “Meu trabalho como vereador é fiscalizar e faço isso em todas as secretarias, não só na secretaria de Esportes. Quando algum secretário pede minha ajuda, nunca nego, atendo a todos e sempre ajudo”, concluiu Boi.

Homem de ferro

Mas, essa celeuma toda parece que não está agradando o executivo, e já foi dito no sexto andar: “ema, ema, ema, cada um com seu problema”. O que não agradou Boi, comentava-se nos corredores do poder que o edil está cansado de ser escudo do prefeito e que gostaria de cuidar mais de seu mandato e que já teria outros planos em mente. Mas, se isso acontecer, quem seria o próximo “Homem de Ferro” da base?

Boa forma

E quem andou lépida e fagueira pela feira do Saúde Mais, que está sendo realizada neste final de semana no Shopping Jaraguá, foi Edna Martins (PV). A pré-candidata a deputada Federal foi conferir as novidades do Mundo Fitness. Afinal, as eleições estão chegando e ela precisa estar em forma para enfrentar o ‘corpo a corpo’ com a população. Haja fôlego!

Quebra Queixo

Sem noção

Enquanto a sessão da Câmara dessa terça-feira (7) recebia os funcionários da CTA, revoltados com tudo que está acontecendo na empresa, o vereador Willian Afonso, reclamava, em sua fala no pequeno expediente, que a mídia não tem dado notoriedade a sua pré-candidatura a deputado federal. Alguns presentes nas galerias da Câmara encararam isso como falta de interesse ao problema colocado aos edis. Outros, já viram como motivo para desviar o foco das denúncias dos funcionários da CTA. Será que o vereador estava sendo orientado nesse sentido?

JoãoSchwarzenegger

A médica bolivina,Drª Vivian Enojos, que ocupou atribuna popular na última sessão da Câmara para falar sobre o parto humanizado, deixou o presidente da Casa, João Farias, em uma ‘saia justa’. Ao se despedir da doutora como, ao que parece, o edil não fala espanhol, não se furtou em soltar uma frase de efeito: “Hasta la vista”, só faltou o “baby”, para se tornar o exterminador da língua espanhola.

Palhaçada com Buchechinha

Uma pessoa usando um fake (perfil falso) em uma rede social andou aprontando ‘palhaçadas’ com o vereador Rodrigo Buchechinha (SDD). O tal fake enviou mensagens a imprensa e a vários amigos do edil, dizendo que ele não residia em Araraquara e, que quando o procurava, não tinha endereço fixo e que achava tudo isso um absurdo. Buchechinha disse no seu pequeno expediente que, caso o rapaz queira encontra-lo, é só se dirigir à Câmara Municipal ou até seu circo. Ninguém entendeu muito bem a denúncia do rapaz. Seria ele, um fã afoito pelo palhaço vereador. ‘Ai que tonto’.

Seguidores fiéis

Jair Bolsonaro (PP)mantém firme seu projeto pessoal de se candidatar ao Palácio do Planalto, anda o tempo todo no Plenário da Câmara com uma lista para pedir aos correligionários, assinaturas de apoio à sua candidatura. Ninguém o leva a sério, contudo…Mas, quem anda levando muito a sério, são os seguidores do polêmico deputado. Já postaram em seu grupo que, caso Bolsonaro não seja aceito pelo partido como candidato à Presidência, não votarão em ninguém dessa legenda para absolutamente nada. Dorme com um barulho desses!

QUEBRA QUEIXO

Edinho, governador?

Uma informação chegada do alto escalão do PT deu conta que, devido a denúncias imputadas ao ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, as coisas não andam muito tranquilas na cúpula do partido. Na última reunião do Partido dos Trabalhadores, foi colocado em pauta o nome do deputado estadual e tesoureiro da Campanha de Dilma, Edinho Silva, como possível candidato ao governo do estado, substituindo o então denunciado. Será?

Começou a crise

Funcionários da CTA foram assistir a sessão da Câmara nessa terça-feira (6) para pedir ajuda aos vereadores. Eles não sabem o que acontecerá quando a empresa for terceirizada e estão com receio de que perderão seus empregos, já que foi dito pelo vice-prefeito Coca Ferraz, em uma entrevista, que eles não têm competência para administrar a empresa.

Esquenta a crise

Diante do que disse Coca Ferraz, uma comissão de funcionários formada por 50 pessoas se dirigiu a uma delegacia de polícia para registrar um Boletim de Ocorrência por injúria contra o vice-prefeito. Segundo os funcionários da CTA, mais de 100 trabalhadores assinaram o boletim, pois ficaram indignados com a atitude de Coca. E não é que a bomba caiu no colo do vice-prefeito!

Tá com tudo e não tá prosa

Funcionários da CTA também diziam pelos corredores da Câmara, que eles estavam sem pai e sem mãe nessa empreitada. Eles resolveram chamar representantes do SISMAR, pois o sindicato que os representa nem se quer apareceu. Marcelo Roldan e Marcos Zambone, diretores do sindicato, deixaram claro que podem ajudar, mas que o SISMAR não anda junto com o PT, PSOL ou qualquer partido e, que a briga está nas mãos dos trabalhadores. “É necessária união, calma, paciência e sabedoria”, disse Roldan. Ser o sindicato mais barulhento da cidade tem sim seu lado bom, novos associados.

Gabi ‘dengosa’

A vereadora petista Gabriela Palombo, que sempre foi contra a venda da CTA, não pode participar da sessão da Câmara, nessa terça-feira (6), devido a suspeita de dengue. Comenta-se nos corredores do poder que o mosquito causador da enfermidade da edil, seria um enviado do Executivo.Mas, mesmo ‘dengosa’, o assunto ainda vai render muito nas suas próximas falas.

Quebra Queixo

Passando o pires

Como já adiantado por esta coluna, o secretário de Esportes, Geicy Sabonete anda com cara de poucos amigos e não é por menos. Segundo ele, o salário dos atletas está atrasado e ele cobra diariamente uma posição do secretário da Fazenda, Roberto Pereira. “Os salários dos professores já conseguimos colocar em ordem, o problema agora são os atrasos em relação aos atletas”,disse o secretário. Na próxima segunda-feira (5), ele já agendou uma reunião com Pereira e disse que não arreda o pé de lá sem uma posição. Será que Sabonete terá que passar o pires aos empresários locais?

Lá vem “Jab”

Além da falta de dinheiro, que assola ‘também’ o esporte, rumores fortíssimos na FUNDESPORT dão conta que o secretário Sabonete estava muito incomodado com as interferências do vereador Jair Martineli na pasta. Embora, o edil não tenha mais nada a ver com o a secretaria, adora dar seus pitacos. Ouviu-se por lá que quando a secretaria ficou 6 meses sem secretário, apenas com um coordenador, ninguém queria colocar a mão na massa, mas agora que a engrenagem começou a funcionar, tem sempre alguém querendo tirar uma casquinha. Mas, nessa quarta-feira (30)Jair Martineli pediu seu desligamento da FUDESPORT, alegando incompatibilidade de opiniões com o atual secretário, Geicy Sabonete (PSDB). “Não concordo com algumas atitudes do Geicy, por isso achei por bem me afastar da fundação”, concluiu o vereador.

Quem vai pagar a conta?

Logo após terminar a sessão da Câmara dessa terça-feira (29), a vereadora Gabriela Palombo (PT) expressou sua indignação nas redes sociais dizendo que vereadores da base governista aprovam projeto que passa a conservação e limpeza de praças da prefeitura para o DAAE. “Quem vai pagar essa conta? Você, trabalhador. A partir de junho, pagaremos uma conta de água e esgoto 14% mais cara, sem contar o IPTU 12% mais caro e que deveria custear esse serviço. Fora isso, vão criar outras taxas no DAAE porque a água e o esgoto não podem pagar a limpeza de praças. Essa foi a “saída” que o prefeito, com apoio de sua base, encontrou pra resolver o problema das praças abandonadas. Cortar os cargos, as horas extras que servem cada vez mais para premiar puxa-saco e, assim, investir nesse trabalho, ninguém briga. Que vergonha!”, concluiu a vereadora. Agora fica a pergunta, para quem fica realmente a conta das praças, vem mais aumento por aí?

Revolta

O ex-vereador Serginho Gonçalves soltou uma carta aberta à população em sua rede social, nessa quarta-feira (30), acusando um coordenador do curso de direito de uma faculdade de Araraquara, além de um ex-vereador, um Juiz eleitoral da 13ª zona eleitoral da época e um promotor eleitoral, de terem arquitetado um plano para que ele perdesse o mandato. Sem citar nomes, fez graves acusações e concluiu dizendo que está processando todos os envolvidos. Resta saber quem são?

Quebra Queixo

Maestro

Édio Lopes visitou o Polo Araraquara do Projeto Guri e ficou encantado com o trabalho desenvolvido com os 80 jovens que participam dos cursos de iniciação e teoria musical, coral e instrumentos de cordas, madeiras, sopro e percussão. Depois do que aconteceu na Gota, parece que o edil vai abraçar a causa musical.

Busto

Foram 10 meses de dificuldades para as entidades assistenciais de Araraquara e de muita negociação por parte da prefeitura desde a suspensão do Programa de Aquisição Alimentar (PAA) pelo governo federal em agosto do ano passado.As entidades deixaram de receber nesse período 100 toneladas de alimentos por mês, mas a situação está sendo normalizada. Estão falando que agora que a situação se normalizou, as entidades assistenciais da cidade vão fazer um busto em homenagem a Napeloso.

Império em ruínas

A chuva de meteoros que vem assolando o Partido dos Trabalhadores (PT) chega a ser assustadora. Agora, se vê envolvido Alexandre Padilha, pré-candidato ao governo de São Paulo e ex-ministro da Saúde, que teria indicado Marcus Cezar Ferreira de Moura para a Indústria Farmacêutica Labogen, cujo o verdadeiro controlador é o doleiro Alberto Youssef, maior alvo da investigação de lavagem de dinheiro que chega a R$ 10 bilhões.

Império em ruínas II

O relatório da Polícia Federal aponta que um mês depois da indicação, o ministério firmou uma parceria com a Labogen para produzir um medicamento pelo qual o laboratório receberia R$ 31 milhões em cinco anos. A parceria envolvia também a SEM, empresa farmacêutica que faturou 5,8 bilhões em 2012. Em nota ,em sua rede social, Padilha diz que repudia o envolvimento de seu nome e que nunca indicou ninguém à Labogen. Parece que a blindagem partidária anda sem efeito e pouco eficaz.

Nada é eterno

Em sua coluna de sexta-feira (25) na Folha de São Paulo, Reinaldo Azevedo disse que: “É o que tenho chamado de ventos de mudanças, claramente perceptíveis em todo lugar. Há um clima novo no ar, e cada vez mais gente tem coragem de sair da toca e criticar o modelo ou o método petista”. Fernando Gabeira, em um artigo para o jornal Estadão seguiu a mesma linha ao alertar que: “os petistas ainda sonham com uma onipotência que não existe e cuja sensação é derivada da bonança econômica”. Parece que a eternidade não existe para ninguém!

Quebra Queixo

Festa Junina

O deputado estadual Campos Machado (PTB) e seu novo filiado em Araraquara, Joca Palomino, assessor do secretário de Esportes, Geicy Sabonete, não estão perdendo tempo e estão correndo atrás de novos filiados para o partido. Fichas de filiação correram soltas nessa quinta-feira (24). Comentários davam conta que, mais parecia correio elegante em festa junina e que Massafera, está pronto para ascender a fogueira da festança. Será que nesse fogo vai queimar o cartão de crédito dado a Sabonete?

Mais um “Jab”

Tanto fez o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB), até receber um título de Cidadão Araraquarense, que será dado a ele pelo secretário de Esportes, Geicy Sabonete. O evento, cheio de ‘pompas e circunstâncias’ acontece nesta sexta-feira (25), na Câmara Municipal, às 19h30. Muito concorrida, a festividade contará com a presença de mais de 150 convidados. Mas, já há um clima de ciúmes no ar. Afinal, os candidatos a deputados federais da cidade não estão querendo repartir os votos.

“O império contra ataca”

O PT resolveu mudar de ideia durante reunião na manhã dessa quinta-feira (24) com o chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, no Palácio do Planalto, acatando a decisão provisória do STF que determinou a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) exclusiva para investigar supostas irregularidades na Petrobras. Mas, em contra partida, parlamentares petistas disseram que vão cobrar da oposição a assinatura do pedido de criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito para investigar o caso Alstom, suposta prática de cartel em licitações do metrô de São Paulo durante governos do PSDB. Uma mão lava a outra ou é o roto investigando o rasgado?

Quebra Queixo

Imagem

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, se reuniu nessa quarta-feira (23) com a bancada do partido na Câmara para tentar convencer os parlamentares de que o deputadolicenciado André Vargas (PT-PR), deve renunciar ao mandato para preservar a imagem do partido. Vargas é alvo de denúncias de envolvimento com o doleiro Alberto Yousseff, preso pela Polícia Federal por suspeita de participar de um esquema de lavagem de dinheiroe evasão de divisas que movimentou cerca de R$ 10 bilhões. O parlamentar do PT viajou em um jatinho fretado pelo doleiro e é suspeito de fazer tráfico de influência no Ministério da Saúde.

Explicações

Diante de várias denúncias, que vem atingindo o PT nos últimos tempos, parece pouco provável que só a renúncia de Vargas vá estabelecer a ordem no partido. Resta ainda explicar os casos Pasadena, Petrobras e Odebrechet, entre outros. E, ao que consta, também terá que dar explicações nosso deputado estadual Edinho Silva, no caso da demissão de Renato Barco do Porto de Santos, por não ter atendido a um pedido seu. É…, não está fácil para ninguém.

Mais jogos

E o Prefeito Marcelo Barbieri que não é de escorregar como Sabonete, fez uma reunião nessa quarta-feira (23) na prefeitura, para acertar os detalhes dos próximos Jogos Universitários, já que no dia 1° de maio a cidade sedia os Jogos Jurídicos. O secretário de Esportes, Geicy Sabonete, que já está feliz com o resultado do Economíadas vê, agora, a possibilidade de acertar em 100%.

Segurança para os outros

Fizeram parte da reunião a Polícia Militar, Guarda Civil Municipal e algumas secretarias municipais. Já ficou resolvido que os visitantes terão estacionamento dentro da Arena para carros e ônibus, para que não sofram ações de flanelinhas e assaltos. Será intensificada a fiscalização de ambulantes oriundos de outras cidades, oito ambulâncias estarão a disposição dos alunos e já estudam a possibilidade demontar um ambulatório na Arena. A Guarda Municipal e os agentes de trânsito estarão espalhados por toda a cidade. E, todo esse aparato não poderia ser usado na segurança da população?

Sempre alerta

O escoteiro Gabriel Felipe Stivanatto Martine fez um pronunciamento na Tribuna Popular da Câmara Municipal na última sessão ordinária. Martine explicou que o escotismo é voluntariado, apartidário e sem fins lucrativos. Um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade e respeito. Alguns vereadores comentaram, “precisamos implantar o escotismo aqui na Câmara”.

Quebra Queixo

Manifesto

O Sismar organizou uma manifestação de servidores públicos para hoje, às 18 horas, em frente à Câmara Municipal. O Sindicato pede um aumento aos servidores de 12%, além de um Ticket alimentação no mesmo valor que é pago aos funcionários da Casa de Leis. Segundo Valdir Teodoro Filho, que preside o sindicato, os salários dos servidores municipais estão muito abaixo dos servidores da Câmara Municipal. Será que se o aumento for igual ao dado aos funcionários da Câmara, o Sismar vai acatar ou o bicho vai pegar?

Manifesto II

Esse manifesto vem tentar sensibilizar o executivo, já que desde que foi entregue a proposta à prefeitura, nenhum retorno foi dado, deixando o sindicato no vácuo. “Os servidores estão se sentindo desvalorizados, as pessoas têm necessidades e muita responsabilidade em alguns setores, como por exemplo, tomar conta de criança em uma creche. Quer mais responsabilidade que isso?”, disse Teodoro. “A desvalorização do servidor, já vem se agravando há várias administrações”, concluiu.Será que o prefeito vai conseguir dar o que eles querem?

O balancê do Sabonte

Mais um “balancê” promovido pelo Secretário de Esportes, Geicy Sabonete, aconteceu nessa segunda-feira (14), às 7 horas, no complexo aquático da Arena da Fonte. Com tudo reformado e abrindo em horários noturnos, ele conseguiu levar várias autoridades locais e o deputado Roberto Massafera, para a vistoria final. Será que o cartão de crédito dado à Sabonete é mesmo, sem limites?

Quebra Queixo

Gota de ouro

De acordo com o apurado pelo promotor de justiça, Raul de Mello Franco Junior, tem gente se enriquecendo com o dinheiro público destinado à Gota de Leite. Apesar de ser uma instituição sem fins lucrativos, a O.S. denominada CADESP, tem um ‘lucro’ de R$ 160 mil mensais.

A prefeitura concordando ou não, o que o promotor quer é que as ilegalidades constatadas na maternidade sejam reparadas e que o dinheiro pago indevidamente a terceiros seja devolvido aos cofres públicos.

Fecha ou não fecha

No final de semana, várias pessoas postaram em rede social, uma defesa em prol da Maternidade Gota de Leite, já que o Ministério Público deu um prazo de 15 dias para a Prefeitura refazer o processo de contratação da Oscip.E quem tem conhecimento de processos administrativos sabe que o tempo é insuficiente. “Não temos compromisso com o erro, temos compromisso com a vida”, afirmou a Vereadora Edna Martins em sua postagem.

Fecha ou não fecha II

Já o ex-vereador Fernando Cesar Câmara (PV), o Galo, disse em sua rede social que “Não podemos aceitar essa campanha para fechar a gota de leite”. A vereadora Gabriela Palombo (PT) também deu sua opinião disparando um “Pensem num discurso dissimulado para enganar os cidadãos”. Já havia pessoas dizendo até que as mães ao invés de parir na Gota, poderiam ter seus filhos na AFE. Não seria mais fácil juntar esforços de ambos os lados e tentar resolver o problema? Mas…

Caminhão de anjos

Em visita ao bairro do CECAP, o vereador Pastor Raimundo (PRB) pôde constatar que na rua Pedro José Larocca, o trânsito é rápido e intenso, falta calçadas e o mato está tornando difícil a vida dos moradores locais, tanto no referido bairro como no Jardim Iguatemi, já que essa via corta os dois bairros. Essa é uma rua de pista dupla e, em ambos os lados, a situação se repete. Só por Deus e um caminhão de anjos pra dar conta destes problemas!

Quebra Queixo

Samba de uma nota só

Escrevemos ontem no jornal, por erro de digitação, ao invés de bancada, “banda do PT”. Convenhamos que o erro não foi tão grave assim, afinal, a “banda” está mesmo afinada, cantando aos quatro ventos contra o Prefeito Marcelo Barbieri, principalmente um samba chamado Ministério Público. Haja cavaquinho!

Modinha

A moda agora é repudiar, poderíamos até conjugar o verbo em vários tempos, sim poderíamos. Mas, já está acontecendo isso em nosso “Condado”.

A todo o momento alguém repudia alguma coisa, um repudia um fechamento, outro repudia xingamentos e mais um repúdio porque alguém disse algo que o outro não gostou, é um atrás do outro. Sinceramente, se continuar assim, não ficará verbo sobre verbo.

Violência

Em visita a Araraquara, na manhã dessa sexta-feira (4), o Dr. Gilberto Natalini, pré-candidato ao governo do estado de São Paulo pelo PV, disse em coletiva que “a violência no Brasil explodiu e fez aflorar o lado bestial do ser humano”. Ele também falou que é urgente a reformulaçãoe moralização das polícias, e que não é possível que coronéis, polícia e governo não se entendam.

Violência II

Disse ainda, que “o crime organizado toma conta do país e que isso é resultado de um governo fraco e medroso, temos em nosso país 60 mil mortos por ano, é mais que uma guerra, é um genocídio”. Segundo Natalini, não podemos mais aceitar que a população seja liderada por traficantes.

Quebra Queixo

Discussões

Ontem (03), a presidente do diretório local do PT, Márcia Lia, em entrevista ao O Imparcial, disse que as discussões na Câmara Municipal com a chegada das eleições irão se acirrar ainda mais. Na última sessão houve várias discussões e, em uma delas, o presidente da Casa de Leis, João Farias disse que os vereadores querem respeito, mas são todos mal intencionados. Em outro momento um acusa o outro de não ter palavra, chama-se outro edil de mentiroso, acusa outro de irresponsável.

Picadeiro

Parece que se montou um palco de apresentações sinistras e pavonescas e a população está sendo obrigada a assistir a cenas de trocas de farpas e cabo de guerra político em plenário. Comenta-se nos cafés da cidade que o vereador Buchechinha (SDD), poderia ganhar um dinheirinho extra, alugando seu circo para a realização das sessões.

Rede social

Alguns parlamentares estão mesmo bravos com as redes sociais e outros nem tanto, mas nos grupos onde se discutem política, o que mais se vê são pessoas ligadas a vereadores discutindo e, às vezes, agredindo verbalmente cidadãos que não pactuam de suas ideias. Dois pesos e duas medidas.

Empurra empurra

Quem soltou os cachorros nessa quinta-feira (03) foi o publicitário Théo Bratfisch, indignado com o fato de que o Subprefeito de Bueno de Andrada dizer que sua conta telefônica teve um valor mais elevado na época do Festival Delícias do Milho e do Festival do Pastel e Caldo de Cana. Segundo Theo, isso é uma inverdade e ele sempre trata dos assuntos direto com a Prefeitura de Araraquara. Ô festivalzinho caro!

Quebra Queixo

Homem das 21 mil casas

O presidente da Câmara, João Farias (PRB) disse na última sessão, que podem falar o que quiserem do prefeito Marcelo Barbieri (PMDB), mas em relação à habitação, não têm o que falar. “Ele sempre vai ser lembrado como o homem que construiu 21 mil casas. Não é fácil, só de casas populares dá uma cidade”, concluiu Farias.

Reabilitação

A Prefeitura de Araraquara recebeu nessa quarta-feira (2), a primeira parcela do Ministério da Saúde para a construção do Centro Especializado de Reabilitação (CER), que será edificado próximo ao Centralizado Municipal.O valor repassado, de R$ 375 mil, refere-se aos 10% do total de R$ 3,750 milhões. Comenta-se nos bastidores que a vereadora Gabriela Palombo (PT) não gostou, e já pergunta: “Como vão ficar as próteses e órteses?”.

Gentleman

Na última sessão da Câmara, o vereador Donizeti Simioni (PT) – sempre um gentleman -, saiu em defesa da também petista, Gabriela Palombo, dizendo que: “Se não fossem as denúncias da bancada do PT, não viriam à tona o concurso da Gota, os 6,5 milhões gastos com escritório de advocacia, o empréstimo da prefeitura junto ao DAAE e a dupla função do secretário da Fazenda Roberto Pereira”.Os cavalheiros ainda existem.

Memória Curta

A ‘falta de memória’ foi um termo recorrente na última sessão da Câmara Municipal. O vereador João Farias (PRB) disse ao vereador Rodrigo Buchechinha (SDD) que ele não tinha palavra, pois já havia dito que o episódio da agressão de seu chefe de gabinete contra o edil, já estaria esquecido. Mas, Buchechinha lembrou ao presidente da Câmara, que ele teria prometido, caso eleito para a Presidência da Casa de Leis, que jamais deixaria os vereadores em ‘saia justa’. “Mas no caso dos 12%, a ‘saia’ foi muito justa, e depois quem não tem palavra sou eu”, terminou Rodrigo.Se o povo tivesse boa memória, alguns discursos feitos na Casa de Leis cairiam por terra.

Quebra Queixo

Desvio

A vereadora Gabriela Palombo (PT) denunciou nessa sexta-feira (28) que a Prefeitura, por meio do Serviço de Reabilitação de Araraquara (Sara), notificou a entrega de, ao menos, 300 equipamentos destinados aos pacientes, a maioria portadora de deficiências, sem que os pacientes tenham recebido próteses, órteses, aparelhos auditivos e outros.E nesse embróglio todo, o Executivo teria desviado uma quantia de R$ 800 mil.

Desvio II

Diante das denúncias, o secretário de Saúde, Dr. Wilson Aravechia deu uma entrevista coletiva, onde disse que foi à Câmara prestar esclarecimentos, e a vereadora Gabriela Palombo, “além de chegar atrasada, só serve mesmo pra atacar as pessoas e já estou de saco cheio disso, porque ela não vai trabalhar um pouco e não atrapalhar a vida de quem trabalha a semana toda? E ainda temos que escutar inverdades no final de semana”, conclui o secretário.

Desvio III

Em nota, a prefeitura desmentiu as denúncias feitas e lamentou a atitude ‘irresponsável’ e mal intencionada da vereadora do PT, além de condenar o uso político que a vereadora fez das informações recebidas e exige uma retratação pública por parte da parlamentar. É, parece que os mísseis que atiraram na Coréia do Norte, estão caindo por aqui!

Batata quente

Comenta-se pelos bastidores que o vereador e presidente da Câmara, João Farias ‘pegou direitinho’ o prefeito Marcelo Barbieri. Foi apresentada uma proposta de 12% no aumento de salários pelos servidores da Câmara e, agora, os servidores da Prefeitura querem recuperação salarial de 12% e ticket de R$ 638,00, igual ao da Câmara. Agora, o SISMAR e os servidores vão infernizar o Prefeito com a mesma proposta. De fato, o aumento de salário da Câmara reflete no aumento da Prefeitura. E não é que o João Farias jogou mesmo uma batata quente no colo do prefeito?

Quebra Queixo

Aumento

Na noite dessa quinta-feira (27), foi realizada a primeira reunião do SISMAR com os servidores públicos para debaterem as propostas à serem apresentadas à Prefeitura. Marcelo Roldan, diretor do sindicato, lembrou aos funcionários que era necessário mais união da classe e disse que “Não queremos voltar ao governo passado (Prefeito Edinho Silva), pois para os servidores foi o pior chefe da nossa história”. O que assustou alguns presentes à assembleia que não sabiam disso. Afinal, os servidores ficaram sem aumento em 2001/2002/2003, concluiu Roldan.

Mais aumento

Entre os servidores presentes na assembleia do SISMAR, várias pessoas comentavam sobre o aumento salarial da Câmara Municipal. E, alguns perguntaram por que os funcionários da Casa de Leis podem ter ticket com um valor bem maior que o deles. “Eles, por acaso são mais bonitos do que nós?”. Não está fácil para ninguém! Imagine para o José Serra…

Apaga que eu gosto

Araraquara e várias cidades do planeta vão aderir neste sábado (29), das 20h30 às 21h30, ao movimento internacional Hora do Planeta, em que luzes serão apagadas em monumentos e prédios públicos para conscientizar a população quanto ao aquecimento global e os problemas ambientais que a humanidade enfrenta. Já se ouveburburinhos que muita coisa pode acontecer no apagar das luzes.

Escravos de Jó

Marcelo Barbieri, direto da Coréia, destacou os serviços de manutenção da linha 9, através da parceria público-privada e a possibilidade da instalação de uma linha de metrô de superfície em Araraquara, também no sistema PPP. O metrô de superfície será possível, no futuro ‘Parque dos Trilhos’, após a retirada das linhas férreas da região central, com a conclusão das obras do entorno ferroviário. Tira, põe, deixa ficar, guerreiros com guerreiros fazem zig-zig-zá…

Quebra Queixo

Menino de Deus!

Comemora-se hoje (27) o dia do circo. Nossa singela homenagem vai para o palhaço e vereador, Rodrigo Buchechinha (SDD), que na última sessão da Câmara deu um show de generosidade, colocando um fim no malfadado acontecido entre ele e o chefe de gabinete da presidência da Câmara.Disse ele ao final, “eu vim do circo e cheguei aqui porque trabalhei muito, já sofri muito com o episódio da CEI, mas bola pra frente, porque Deus nos ensina a perdoar”. Que o coração do nosso palhaço predileto continue em paz!

Marco Civil

A discussão eterna entre direita e esquerda está acirrada nas redes sociais sobre a aprovação do Marco Civil da internet, – espécie de constituição da rede mundial de computadores. O PT comemora a aprovação, dizendo ser realmente um marco na história. Já os direitistas de plantão, dizem que o presidente da República poderá a qualquer momento colocar emendas para calar a boca da população. O presidente do Senado, Renan Calheiros garantiu que a Casa tratará o projeto com “absoluta celeridade”. E os direitistas mais radicais já querem lustrar as botas e selar a cavalaria.

Colaboração

O deputado estadual, Edinho Silva (PT) visitou na tarde dessa terça-feira (25), a sede da reitoria da Unesp (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”), em São Paulo, a convite da reitora em exercício, Marilza Vieira Cunha Rudge. O parlamentar foi informado sobre uma série de demandas da universidade e se comprometeu a colaborar.

Pro-labore

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) considerou irregulares as contas da Universidade de São Paulo (USP) em 2008. O conselheiro relator, Antonio Roque Citadini aponta que os pagamentos feito no período aos dirigentes da universidade superaram o teto da remuneração constitucional. De acordo com a decisão, proferida ontem (25), reitor, vice-reitor, pró-reitores e chefe de gabinete da universidade deveriam receber, no máximo, o correspondente aos subsídios fixados ao governador, em vigor à época, no valor de R$ 14.850. Deixa os servidores da Câmara de Araraquara saberem disso.

Quebra queixo

Indignação

O Presidente municipal do Partido Solidariedade de Araraquara, Jeff Ceni, desabafou sua indignação em rede social nesse sábado (22), sobre vereadores que cobram um absurdo para dar apoio a candidatos a deputado. Ele disse ao O Imparcial que não se referia a seu partido e, que “Infelizmente isso é uma crise que nosso sistema político vem passando de um modo geral” e que “Uma vez que recebeu para apoiar companheiro, o compromisso acaba no fim da eleição. “Gente que põe o dinheiro na frente do projeto político não merece nem legenda para se candidatar à reeleição”, finalizou Ceni.

Sim ou não?

O deputado federal, Edinho Silva confirmou que vai cumprir seu mandato integralmente, mesmo estando à frente da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousef, como tesoureiro. Mas, e se surgir um convite para o alto escalão antes do término do mandato, será que ele não aceitará?

Maracutaia no trem

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou nesse fim de semana processo administrativo para apurar indícios de cartel em licitações de trens e metrôs nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Os participantes do cartel teriam dividido as licitações entre eles e simulado a competição nos certames, por meio, por exemplo, da combinação prévia dos valores das propostas comerciais a serem apresentadas pelas empresas e consórcios concorrentes. Ente as empresas acusadas consta a IESA Projetos Equipamentos e Montagens que teriam adotado diversas estratégias anticompetitivas, como a definição prévia de quais fariam parte de determinados consórcios e quais participariam da licitação apenas para apresentar propostas de cobertura, ou ainda a definição de que um único consórcio concorreria no certame, mediante compensação às empresas que ficassem de fora.

Quebra queixo

Mosquito

chatoSegundo o SISMAR, o Ministério do Trabalho (MP) vê fortes indícios de irregularidades na questão da terceirização de agentes de combate à dengue. Quase metade dos trabalhadores é terceirizado da empresa Gocil, e o contrato já se estende há mais de um ano. A Prefeitura tem prazo até 20 de abril para apresentar um posicionamento oficial. Resta saber quem está dando mais trabalho para a administração, o mosquito ou o sindicato?

Novela dos 12%

Parece que a negociação dos 12% no salário dos servidores da Câmara Municipal não está evoluindo. Alguns funcionários estão dizendo que não participarão da próxima sessão, pois acreditam ser um embate político que não dá em nada.Será que na próxima sessão os vereadores aceitarão 10% ou os servidores vão ficar com 9%, para não ficarem a ver navios?

Ivete “Zangado”

Foram gerais as reclamações na rede social sobre o modo usado pelos organizadores do Show ‘CarnaFacul’, com Ivete Sangalo, para difundir o evento. A todo o momento, alguém dizia que já havia recebido mais de 5 mensagens em particular, mas convites que era bom nada. Esperamos sinceramente, que o show tenha sido um sucesso e que da próxima vez, usem outros métodos.

Greve continua

A greve dos agentes penitenciários vai continuar, segundo a categoria, e já preocupa moradores vizinhos do complexo.Na tarde dessa sexta-feira (21), mulheres de presos ameaçaram incendiar pneus na frente da penitenciária em protesto a não realização de visitas neste domingo (23). Moradores do Jardim Pinheiros e adjacências, temem que movimento grevista gere uma rebelião na unidade.

Quebra queixo

Apoio mútuo

Ainda sobre a prestação de contas da vereadora Edna Martins, vale lembrar que o ex-vereador Fernando Câmara, o Galo (PV), ressaltou várias vezes que os deputados estaduais do PV apoiam totalmente o governo do PSDB.

Por essas e outras, o deputado estadual Roberto Massafera está dando total apoio a pré-candidata verde. Uma mão lava a outra.

Racismo

O Conselho Municipal de Combate a Discriminação e ao Racismo realiza hoje (21), às 12 horas, em frente à Prefeitura Municipal de Araraquara, um Ato Público em memória de Claudia Silva Ferreira, assassinada e arrastada pelas ruas da Zona Norte do Rio de Janeiro por policiais militares.

Racismo II

A fim de instituir oficialmente uma parceria entre a Ordem dos Advogados do Brasil de Araraquara e a Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, na manhã de ontem (20), foi realizada uma reunião para o fortalecimento de uma agenda positiva no combate ao racismo em Araraquara.

Em pleno século XXI não é mais admissível que existam pessoas racistas. Esse sentimento mantido por pessoas que se julgam superiores pela cor de sua pele ou raça é uma vergonha que a sociedade não pode mais aceitar.

Não se elege o melhor desenho pela cor.

Santo do Pau Oco

Um sindicalista postou em sua página em um site de relacionamento, que existem políticos locais que se dizem favoráveis ao aumento dos servidores da Câmara, mas em outros tempos teriam sido contrários. De acordo com o sindicalista, em ano eleitoral todos se tornam ‘santos’, mas quando tiveram a chance de mudar, só legislaram a seu favor. Isso nos faz lembrar aquele ditado que diz: “Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”.

Quebra queixo

Dupla função

O vereador Édio Lopes (PT) está questionando a legalidade do acúmulo de cargos de Roberto Pereira, secretário municipal da Fazenda e diretor financeiro interino da Fundação Municipal “Irene Siqueira Alves” (Fungota). Desde 18 de julho de 2012, ele recebe R$ 5 mil por mês na fundação e como secretário, a remuneração é de R$ 7 mil mensais.Em nota, a prefeitura e a superintendência da Fungota confirmaram que o secretário da fazenda exerce interinamente a função de diretor da Gota de Leite por não encontrarem profissionais gabaritados nessa área e que a nomeação foi pública e divulgada nos atos oficiais do município.

Contradição

Em resposta às perguntas do Jornal O Imparcial, o Dr. Raul de Melo Franco Junior, promotor no referido caso, informou que o exercício simultâneo de funções públicas remuneradas (acumulação) somente é permitido nos casos expressos na Constituição Federal. O caso do sr. Roberto Pereira não se encaixa em nenhuma hipótese permitida. A Promotoria já tem em andamento, desde agosto de 2013, um inquérito civil para investigar irregularidades na Fungota. Esse fato será acrescido àquela investigação. A Promotoria já notificou o Superintendente da Fundação e aguarda a resposta sobre os detalhes da nomeação, da jornada de trabalho e dos pagamentos recebidos por Roberto Pereira, secretário municipal da Fazenda. A questão pode ter solução no âmbito da Promotoria ou por meio de ação judicial. Quem está com a razão?

SISMAR

, nãoPor decisão dos próprios funcionários da Câmara Municipal, o Sismar não representa mais os servidores. Mas, ontem o sindicato postou em rede social que, caso eles decidam fazer greve ou qualquer outra mobilização para garantir o reajuste de 12%, negado na última sessão da Câmara, estará à disposição para emprestar carro ou caminhão de som e outras estruturas necessárias. Mas, pelo que podemos apurar os funcionários não entrarão em greve. O problema é que em 2015, eles terão que negociar novos aumentos salariais com os mesmos vereadores que aí estão. Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém!

Apoio mútuo

Ainda sobre a prestação de contas da vereadora Edna Martins, vale lembrar que o ex-vereador Fernando Câmara, o Galo (PV), ressaltou várias vezes que os deputados estaduais do PV apoiam totalmente o governo do PSDB.Por essas e outras, o deputado estadual Roberto Massafera está dando total apoio a pré-candidata verde. Uma mão lava a outra.

Quebra queixo

Merecimento

Foram acaloradas as discussões na sessão da Câmara dessa terça-feira (18), sobre o aumento de 12% no salário dos servidores da casa de leis.O presidente da Câmara, João Farias (PRB) disse que “todos os vereadores dizem que os funcionários merecem, mas poucos querem dar”, citando até algumas falas do vereador Pastor Raimundo (PRB).O vereador Elias Chediek (PMDB), por sua vez, disse que Farias procurou os funcionários para saber quanto eles queriam ganhar de aumento, e isso não é certo, “Ele está atropelando as coisas, temos que resolver na democracia e não no autoritarismo”.

“Dom Helder da Câmara”

A vereadora Edna Martins (PV) disse que lamentava muito o que estava acontecendo na casa de leis, pois nesta casa sempre houve um diálogo claro e franco, mas as coisas ao invés de melhorar estão piorando.“Vamos deixar de lado posturas arrogantes e intransigentes e partir para o diálogo, pois assim se constrói tudo”, falou a vereadora. E, em meio a essas discussões, sobrou até para a médica cubana recém-chegada a Araraquara, pois o vereador Dr. Helder, pediu para que os cidadãos recebam bem ela em nossa cidade, mas não se esqueçam de que é um trabalho semiescravo, não adianta maquiar, um dia a verdade vem à tona, afirmou o edil.

Palhaçada

Uma reunião a portas fechadas aconteceu entre vereadores e servidores da Câmara, suspendendo a sessão por alguns minutos. O vereador Buchechinha (SDD), quando viu que os funcionários não aceitariam a proposta de 9%, tentou sair da sala, mas foi impedido pelo chefe de gabinete da presidência, Marcelo Lopes. Ele ficou e aguardou, mas quando o Dr. Helder tomou a palavra, o assessor em questão quis sair e Buchechinha disse a ele que ficasse para ouvir o que o edil tinha a dizer. Nesse momento, Marcelo Lopes empurrou Buchechinha e, aos gritos, o chamava de ‘palhaço”. O vereador irritado, fechou a porta prendendo a mão do assessor, que por pouco, não agrediu Buchechinha, saindo da sala aos gritos e descendo as escadas seguido por João Farias, que lhe pedia calma. Ouviu-se de longe a discussão do edil com seu chefe de gabinete. Foi realmente uma palhaçada!Greve a vistaA diretora da Câmara, Elide Inforsato informou que o aumento poderia até chegar a 15% , devido ao fato do orçamento ser enxuto, pois 90% dos funcionários da Câmara tem curso superior. Ela acrescentou que os funcionários já aceitaram 12%, mas podem pensar em 10%, menos que isso fica claro o capricho de ver quem realmente manda. “Vamos conversar com nosso sindicato e possivelmente entraremos em greve”, finalizou Elide.

Quebra queixo

Prestação de contasA vereadora Edna Martins (PV) está com o prestigio em alta, ontem (17), sua prestação de contas teve a presença do deputado estadual, Roberto Massafera (PSDB), que alguns diziam que não compareceria. Também esteve presente o prefeito Marcelo Barbieri e toda a base governista, além de vários secretários como por exemplo; Geicy Sabonete, secretário de Esportes.Prestação de contas IIEm sua fala, na prestação de contas da vereadora Edna Martins, o prefeito Marcelo Barbieri (PMDB) ressaltou que o poder é transitório e que fofoca sobre tucanos e verdes seria “mania de gente que gosta de se ligar em coisas menores”. Ele completou que Araraquara é uma cidade muito rígida e exigente, mas as pessoas são gratas e sabem valorizar quem trabalha em prol da sociedade. É o prefeito vestiu a camisa mesmo!Águas de marçoAlguns moradores da avenida Otaviano de Arruda Campos, em frente ao SESI, na Vila Xavier, ainda estão se perguntando o que teria acontecido com o reservatório do DAAE logo após o carnaval. Esse reservatório rompeu, alagando ruas, casas e a piscina do SESI, onde uma frequentadora disse ter virado um lamaçal. Seriam as águas de março fechando o verão?
Segura o mosquitoO SISMAR vai colocar seu bloco na rua em defesa dos agentes de combate às endemias que já estão em estado de greve. Hoje (18), os panfletos serão entregues onde os agentes estiverem trabalhando juntamente com o carro de som do sindicato, explicando qual a atual situação dos servidores.E agora, segura o mosquito!

Quebra queixo

Celeuma

Chegou a hora da prestação de contas de Edna Martins (PV), que acontecerá na segunda-feira (17), às 19h, no plenário da Câmara. O evento contará também com a presença do deputado estadual, Roberto Massafera (PSDB), colocando assim ,um fim na celeuma que se criou envolta do assunto de que o PSDB não prestigia o PV.

Passeata à vista

Já há nas redes sociais uma movimentaçãodos servidores municipais para fazer uma visita na próxima sessão da Câmara para pressionar o aumento dos salários.

Será que haverá novas manifestações como no ano passado… Ou os servidores aguardarão sentados na frente de seus computadores?

Plágio?

O Vereador Rodrigo Buchechinha (SDD) continua firme em seu projeto de gabinete itinerante e parece que deu muito certo, pois outro projeto parecido para levar as sessões da Câmara aos bairros está para ser votado.

Será que Buchechinha terá que patentear a ideia ou plágio também está valendo?

Quebra Queixo

Grana

Não houve nenhuma negociação entre Prefeitura e servidores envolvendo valores, índices ou outro acordo qualquer referente à data-base de 2014.Não há motivo, portanto, para o executivo mandar qualquer proposta de aumento para a Câmara antes da assembleia dos servidores.
CubaA médica recém chegada de

Cuba

comentou sobre suas expectativas em trabalhar no Brasil, achando Araraquara bonita e acolhedora, disse:Espero realizar prevenção em saúde, que é fazer saúde da família. Já um araraquarense fissurado por charuto da terra Fidel, perguntou:Será que a doutora trouxe um Cohiba?

RevoluçãoWalter Miranda, promete muito baralho na sua campanha. Esperem só pra ver, eu vou fazer revolução de maneira diferente, aqueles que são traíras vão ter que me aguentar. Eu quero é botar meu bloco na rua, há quem diga que eu dormi de touca, que eu perdi a boca e que eu fugi da briga, estou voltando. O meu som vai dar inveja aos Rolling Stones, não vou deixar ninguém imitar a minha campanha. Vou patentear o meu carro de som e vou colocar GPS, para que nenhum político corrupto o roube.
Bandido ChiqueA Polícia Militar acabou de receber as novas viaturas modelo Toyota/Hilux, que vão equipar as equipes de Força Tática. Já tem bandido dizendo por aí que quer estrear as viaturas…

Homenagem

Foi inaugurado nessa sexta-feira (14), o Anexo da Câmara Municipal “Deodata do Amaral”, em homenagem aos serviços prestados pela edil.O evento foi regado a vários tipos de bebidas e petiscos oferecidos pela Caixa Econômica Federal.O presidente da Câmara, João Farias, em sua fala, agradeceu o novo gerente da Caixa e disse que ele já ‘começou bem’…

Quebra queixo

Quebra queixo

Aedes a solta

Agentes de combate à dengue entram em estado de greve a partir de hoje (13) e na próxima segunda-feira (17), podem paralisar totalmente os serviços. A categoria segue hoje, às 17 horas, para o Ministério Público do Trabalho para demonstrar as más condições enfrentadas pelos agentes no cumprimento do trabalho. Segundo os agentes, falta até papel higiênico na sede da entidade e só existe um banheiro para cerca de 100 funcionários. Uma vergonha.

Aedes a solta II

Uma das reivindicações das agentes femininas seria na questão da segurança. Uma delas relatou que em uma vistoria em uma residência no bairro São Geraldo, sofreu assédio sexual e não teve como se defender, por isso, elas pedem o direito de trabalharem em duplas.

Sem conexão

Milhares de assinantes da NET ficaram sem conexão por todo o dia de ontem (12), o que gerou grandes transtornos para quem depende do serviço para trabalhar. Agora, os clientes querem saber quem vai pagar o prejuízo.

Violência

A violência registrada nos primeiros três meses do ano em Araraquara foi tema de discursos na última sessão da Câmara Municipal. Parlamentares não sabem mais o que fazer para barrar a onda de violência e pedem ajuda da população. Fica aqui a nossa pergunta… E a população vai recorrer a quem?

QUEBRA QUEIXO

FactoideBriga entre o Sismar e Prefeitura parece não ter fim. O sindicato acusa a prefeitura de ter sumido com material didático do governo e acusa também de falta de professores na rede publica. O Executivo em resposta afirmou que o material de didático usado na rede e do Sesi e que vem contratando professores. Alguns comentam, o Sismar sempre perto das eleições ataca o governo com factoides.
OratóriaA Câmara de Araraquara, realizou o segundo módulo do curso de oratória para os vereadores. Na atividade participaram os vereadores Edna Martins (PV), Adilson Vital (PV), Elias Chediek (PMDB), Édio Lopes (PT), Roberval Fraiz (PMDB), Pastor Raimundo (PRB), farmacêutico Jeferson Yashuda (PSDB), Rodrigo Buchechinha (SDD) e quem ainda aproveitou o curso foi o vereador, agora, secretário municipal de esportes, Geicy Sabonete. Ainda bem !

Mãos dadasO líder do PMDB na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), afirmou nessa segunda-feira (10) que não está organizando uma “guerra” contra o Palácio do Planalto. O parlamentar fluminense, que é visto pelo PT e pelo Palácio do Planalto como o articulador da rebelião na base governista, alegou que apenas transmite as exigências de sua bancada por uma relação de “respeito” com o governo federal.Nessa segunda, a presidente Dilma Rousseff se reuniu com a cúpula peemedebista, mas não convidou Eduardo Cunha para o encontro. O gesto presidencial foi visto por peemedebistas como uma tentativa de isolar o parlamentar do Rio.MudançasApesar do trabalho que o secretário de Esportes, Geicy Sabonete vem desenvolvendo na cidade, parece que não está agradando a alguns professores que estavam de certa forma, irregulares. Um deles, por exemplo, usou a rede social para reclamar nesse domingo (10), mas Sabonete prontamente respondeu a ele mostrando todo trabalho que vem sendo feito. Foi um ‘jab’ de direita.Grupos políticosNa rede social criaram-se vários grupos para discussão política, mas os integrantes de alguns grupos andam reclamando da falta de vereadores, que nunca respondem, mas veem tudo.Qual seria o problema? Os internautas pedem demais ou os políticos que já perderam a paciência com as redes sociais?InternetVocê já ouviu falar no projeto de lei conhecido como Marco Civil da Internet? Trata-se de uma proposta que tem como objetivo estabelecer “princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil”. A princípio, parece algo muito positivo, mas a linguagem vaga do projeto que dará abertura para diversas interpretações permitirá que ele seja utilizado para censurar a Internet no Brasil.Proposta esta elaborada pelo deputado federal, José Nobre Guimarães (PT) (irmão de José Genoíno).

Quebra queixo

Chuvisqueiro

No sábado de carnaval havia um pequeno chuvisco sobre Renato Haddad (PRB) e Nino Mengatti (PSB), mas,segundo comentou-se, nesse sábado (08) “agora já são trovoadas” e o abrigo de Haddad já está garantido no PSB.

Animação

Na passeata em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, que aconteceu na manhã de ontem (08), a vereadora Edna Martins (PV) foi a frente da passeata com o microfone, mas a animação ficou por conta de Silvia Brunetti, secretária da Articulação e da Participação Popular, sorridente e a todo momento cumprimentando as mulheres que estavam trabalhando ou passando pelas ruas. Hoje, deve estar rouca.

Amigos

Parceiros na esfera federal,o PMDB e o PT andam de mãos dadas há longo tempo. Relação anteriormente tranquila parece que agora as coisas andam esquentando, e quem estaria colocando panos quentes seria o deputado federal Edinho Silva, mas tudo indica que a parceria entre Dilma Rousseff e Michel Temer continua.

Cara de pau

Ontem, no Dia Internacional da Mulher, a capa do Jornal O Imparcial estampou uma foto de Mari Silvestre, araraquarense que foi capa da revista Playboy no mês de março. Comentou-se que alguns maridos apanharam de esposas com o próprio jornal enrolado em um pau de macarrão.

quebra queixo

Coisa de tucano Ontem foi perguntado a Edna Martins (PV) a respeito da grande quantidade de tucanos na região dos Britos, porque este tipo de pássaro é da região Amazônica. Ela rapidamente respondeu, “quem deve tê los soltos foi o Massafera”.
Bombeiro na Câmara Atualmente não sabemos se Renato Haddad e o primeiro suplente do PRB na Câmara. No caso da exclusão de Haddad quem assumiria a cadeira seria Leite do Corpo de Bombeiros (PRB) que obteve 816 votos na última eleição para vereador. Será que ele vai conseguir apagar o fogo do PRB – local.
Onde estão? O Ministério Público Federal está investigando o sumiço de 16 mil livros didáticos das escolas públicas municipais de Araraquara. Eles fazem parte do Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) e foram entregues diretamente em cada escola pelo próprio Ministério da Educação (MEC) no final do ano passado. Porém, os livros foram retirados das escolas pela Prefeitura sem explicações à direção ou aos professores e sem registros desta movimentação. Será que o rato comeu ou foram atingidos pela enchente.

Quebra Queixo

Passarela política

Desfilaram pela passarela do Samba no CEAR, várias autoridades da política local, entre elas,Nino Mengatti, presidente do PSB, muito animado, mas quando perguntado se Renato Haddad (PRB)poderia ser um novo filiado de seu partido, apenas sorriu e se limitou a dizer “será que vai chover?”. Circulando também entre os camarotes estava Coca Ferraz, que não se fez de rogado em responder, prontamente, que se Renato Haddad quiser ir para o Solidariedade, o partido está aberto para ele e será um prazer tê-lo conosco. E em qual bloco desfilará Haddad?

Passarela política II

Nem mesmo a chuva conseguiu acabar com animação de Galo (PV) e do secretário de esportes, Geicy Sanonete na passarela do samba.Os dois realmente aproveitaram a noite de samba, mas entre os mais concorridos para as fotos estava Nino Mengatti, a todo momento alguém queria tirar foto a seu lado. Seria ele o novo garoto propaganda da política araraquarense?

Passarela Política III

O Carnaval no Clube Náutico também foi uma grande atração para políticos e secretários, depois de uma breve chuva, um arco-íris cobriu o céu sobre o clube e parado no final dele estava Roberto Pereira. O secretário da Fazenda seria o homem do pote de ouro?

Quebra queixo

MensaleirosO diretor do CPP (Centro de Progressão Penitenciária) do Distrito Federal, Afonso Emilio Alvares Dourado, onde três condenados do mensalão cumprirão pena em regime semiaberto, pediu demissão do cargo antes da chegada dos novos hóspedes.
Fim das mordomiasO Ministério Público do Distrito Federal pediu na noite dessa terça-feira (25) para que o governo local tome medidas para sanar privilégios noticiados na mídia em relação aos presos do mensalão que estão em Brasília.Caso o problema não possa ser resolvido, os promotores requisitam, no documento, que os presos do mensalão sejam “transferidos para outros presídios”. Depois da “gangue” do Napeloso ocupar uma cela da penitenciária local por alguns dias, será que teremos outros hóspedes ilustres?
Artigo do Edinho“A vitória brasileira nas disputas pelas sedes da Copa do Mundo e Olimpíadas, no Rio, foi a materialização emblemática de um país que já havia obtido muitas vitórias no campo social e econômico. Vitórias que mudaram radicalmente a imagem internacional do Brasil e criaram as condições para que o governo brasileiro liderasse feitos históricos que fizeram explodir a autoestima do povo brasileiro”. Vários leitores d´O Imparcial querem saber que país é este ao qual o deputado Edinho Silva (PT) se referiu no artigo. Será mesmo o Brasil?
Prefeitura paga contaNo acerto com o Ministério Público, o secretário dos Esportes, Geicy Sabonete, disse que a prefeitura vai ter que arcar com o pagamento relativo aos últimos cinco anos dos professores da Escolinha de Esportes. Sobrou mais uma conta do MP para Barbieri pagar.
190 da PMA população quer saber como andam as negociações para trazer o atendimento do fone 190 da Polícia Militar de volta para Araraquara. O presidente da Câmara, vereador João Farias disse que está tentando convencer a PM da importância do serviço voltar a ser feito na cidade e não em Ribeirão Preto.Os leitores do O Imparcial querem saber até quando terão que esperar.

Quebra queixo

Candidatura

Um político ligado a Arlindo Chinaglia (PT), líder do governo federal, disse que quem aprova a candidatura para deputados estaduais é o diretório estadual, mas será que Édio vai aguentar a pressão dos petistas de Araraquara?

Falar melhor

Vereadores de Araraquara participaram do curso para aprimorar a oratória. No primeiro módulo, participaram os edis: Elias Chediek, Jair Martinelli, Edna Martins, Adilson Vital, Jeferson Yashuda, Roberval Fraiz, Pastor Raimundo e Gabriela Palombo. Uma pessoa que não perde as sessões da Câmara perguntou: “E os outros não irão participar?”

Repúdio

Em nota de repúdio, a vereadora petista Gabriela Palombo, criticou o Conselho de Medicina de Minas Gerais, que acabou repudiando o Conselho de São Paulo e deixou o Dr. Elder e o Dr. Lapena sem saberem a quem repudiavam. No final, ela retirou o requerimento para ajustar os repúdios. Quem sabe da próxima sai!

Cálculo errado?

Em novembro, a prefeitura apresentará seu orçamento (LOA), mas desde o início do ano já entrou com vários pedidos de Crédito Adicional Especial, que já resultam hoje em quase R$ 10 milhões, e ainda estamos em fevereiro. Quem errou no cálculo? Se continuar assim, os créditos até o final do ano serão especiais mesmo!

Quebra queixo

Prestação de contasOntem (22) seria a prestação de contas da vereadora Edna Martins (PV) e do Deputado Estadual Roberto Massafera (PSDB), mas a Edil resolveu apenas prestigiar o amigo deputado, deixando sua prestação de contas para um novo dia. Afinal, seria deselegante juntar as contas. Ainda na prestação de contas do deputado a vereadora deixou claro que não pode descartar o apoio do Deputado Federal Vanderlei Macris (PSDB). “Afinal temos que agregar e juntar forças por Araraquara”, falou Edna. Prestação de contas IContra todos os rumores, o prefeito Marcelo Barbieri também deixou claro que não houve nenhum “motim” da parte do PSDB, quanto à prestação de contas conjunta, pois o apoio à Massafera e Macris é claro, sem necessidade de fazer uma rebelião política. “E tudo como antes no quartel de Abrantes!”
Prestação de contas IIÉ costumeiro o deputado Roberto Massafera (PSDB) se referir ao vereador Aluizio Bras, o Boi (PMDB), como presidente da Câmara, e ontem em sua prestação de contas não foi diferente. Será que para Massafera, o Boi continua sendo o presidente da Câmara? Ou será apenas memória fraca…Sabonete bola cheiaO novo secretário de Esportes, Geicy Sabonete (PSDB), já colocou “rodinhas” nas luvas e está a todo vapor. Está implantando novas modalidades de esportes, dentro do projeto “Mais esportes”. Em visita a algumas escolinhas, os professores se assustaram, pois em 30 anos de trabalho no esporte, nunca um Secretário havia feito uma visita aos campos, afirmou um dos professores.

Quebra queixo

LongevidadeEm visita à Araraquara na noite de ontem (21), o senador Eduardo Suplicy (PT) foi questionado sobre seu futuro na política e qual seria seu estímulo para mais uma candidatura. O senador disse que está há 24 anos no senado e, segundo seu médico, pode ficar mais 24 anos por lá.“Vou inovar na minha próxima campanha”, falou Suplicy.
Visão distorcidaDe acordo com nota postada em rede social pelo sindicalista Marcelo Rodan, algumas nomeações na prefeitura podem ser vistas como desvio de função, como publicamos ontem nesta coluna. Falando ontem com o vereador e líder do governo na Câmara, Aluísio Braz, o Boi, sobre o assunto, o edil falou que “não vê nada de errado nisso, quem decide se o motorista será gestor ou não é o Secretário, nada impede de um motorista continuar dirigindo, mesmo sendo gestor e que isso, não passa de uma visão distorcida dos fatos pelos sindicalistas”.
Dobradinha?As campanhas dos pré-candidatos a deputados estaduais e federais estão a pleno vapor. Alinhavando apoios agora pelo PV, Fernando Mauro já conseguiu trazer da cidade de Batatais o pré-candidato a deputado estadual da sigla, Raul Vicentini conhecido assessor de Dimas Ramalho. Quem sabe nasce aí uma dobradinha entre ele e a pré-candidata Edna Martins, e assim o partido começa a esticar o braço na região?
MaturidadeCorre nos bastidores da Câmara uma versão sobre a pendenga causada entre os petistas, devido a incerteza sobre a candidatura do vereador Edio Lopes para deputado. Segundo colaboradores do próprio partido, falta maturidade para se chegar a um consenso. Resta saber de quem seria a falta de maturidade.Dos candidatos ou do próprio partido?
ErramosNa matéria da edição de ontem sobre a candidatura do vereador Édio Lopes (PT) a deputado, houve uma troca de palavras que foi interpretada como se fosse dita pelo edil. Na verdade, foi apenas um erro de digitação, trocamos a palavra Pleito por Preito e pedimos desculpas por tal fato, mas, afinal qual o significado das tais palavras?Pleito – debate, discussão e eleição.Preito – sujeição, dependência, simultaneamente, pacto, ajuste e obediência.Caberia então as duas palavras na mesma candidatura?

Quebra Queixo

Nomeações ilegaisAlgumas nomeações de funcionários da prefeitura estão sendo vistas pelos sindicalistas do SISMAR, como ilegais e verdadeiros desvios de funções. De acordo com nota postada em uma rede social pelo sindicalista Marcelo Roldan, vários motoristas que são nomeados como gestores continuam exercendo a função de motorista. “Existem setores onde todos são gestores, gerentes ou assistentes, isso é uma vergonha”, postou Roldan.
Muitos pedidosVereadores acharam graça quando o ‘verde’ Adilson Vital agradeceu a prefeitura por ter atendido seus pedidos. Os edis riram porque, segundo eles, só os pedidos de Vital são atendidos.Vital respondeu que quando alguém lhe faz um pedido, ele se sente na obrigação de atendê-lo. “Vocês conhecem o caminho”, respondeu o verde.
Mais rondasO vereador e líder do governo na Câmara, Aluisio Brás, o Boi, pediu um número maior de rondas policiais e da Guarda Municipal no entornos das escolas, pois as drogas estão tomando conta das ruas e muitos jovens estão se tornando usuários. “A família precisa voltar às praças, mas para isso precisamos de mais segurança. As famílias precisam tomar as praças e não os marginais, como vem acontecendo”, falou Boi.
BroncaLogo depois da fala de Boi, o presidente da Casa de Leis, vereador João Farias deu uma ‘bronca’ no líder do governo na Câmara, perguntando se “ele era líder do governo ou da oposição?”. João falou que depois dessa cobrada no governo, Boi lembrou a oposição. “O vereador tá coberto de razão. Chegou a hora do governo municipal parar de viver das obras do primeiro mandato”, concluiu João farias.

Quebra queixo

Coca – Falando com a reportagem do O Imparcial no último sábado sobre as eleições de 2014, o vice-prefeito, e líder maior do Solidariedade (SDD) local, Antônio Clovis Pinto Ferraz, assegurou estar dedicado ao trabalho de remodelar e modernizar as vias e o trânsito na cidade. “Não penso em eleição”, falou.Padre – Coca, no entanto, confirmou o interesse do Padre Fernando Fraga, filiado ao SDD, em disputar o pleito como candidato a deputado federal. Segundo o vice-prefeito, logo após ingressar no partido, Fraga manifestou sua vontade de disputar as eleições, e mostrou-se animado com a empreitada. “Se ele quiser, vai ser candidato sim”.PSB – Reunião da Executiva local do PSB, realizada na noite da última quinta-feira, fechou questão na indicação do ex-vereador Paulo Maranata para a disputa de uma cadeira na Assembleia Legislativa. A informação chegou ao O Imparcial através do próprio Maranata, que não parece preocupado com o “congestionamento” de candidatos a estadual na cidade. “Nós temos candidatura própria à Presidência, e o trabalho será grande na região para abrirmos caminho ao Eduardo Campos e a Marina Silva”, disse.Pacto – Edna Martins, Galo e João Farias estão abririam diálogo na última semana já com vistas ao pleito de outubro. Indicada pelo partido para disputar a federal, Edna começa nos próximos dias a consultar segmentos da sociedade para montar seu plano de mandato. João Farias, por sua vez, já travou conversações com lideranças empresariais e políticas de São Paulo, e está bem adiantado nos ajustes de sua pré-candidatura. Gente que ele iria visitar em São Paulo, já esteve por aqui. Ou seja: os dois devem ir para as urnas de outubro, e devem chegar fortes.

Quebra queixo

Já sabiam – Decidido a se lançar para a disputa de uma vaga na Câmara Federal, o presidente da Câmara, João Farias, conversou com praticamente toda a cúpula do PRB nos últimos dias. A questão, é que não foi João quem fez as ligações. O pessoal do PRB de Brasília e São Paulo já sabia da saída de Edinho da disputa, e as ligações para o parlamentar araraquarense tinham um só tema: abrir espaço para sua candidatura a federal.

Avisou – Informação recebida pela reportagem do O Imparcial nas últimas horas dá conta de que um grande nome do PRB nacional ligou para o prefeito Marcelo Barbieri na última sexta-feira. Segundo a fonte do jornal, o interlocutor ligou para avisar ao prefeito que João será candidato em outubro.

Reunião – O PV local já tem reunião agendada para amanhã, quando Edna e Galo cuidarão de informar aos seguidores que se preparem para a batalha das urnas. Edna, definitivamente, vai para campanha.

Kassab – Anunciada nas últimas horas como certa pelos bastidores, a candidatura de Gilberto Kassab para o governo do estado deve fomentar o lançamento de nomes pelo interior paulista, tanto para a disputa de vagas na assembleia Legislativa, quanto para a Câmara Federal. Em Araraquara, o partido se prepara para sua primeira eleição em nível estadual e nacional com o time unido, mas ainda sem definições quanto a nomes.

Aposta 1 – A aposta que se faz em São Paulo de tentar convencer Celso Russomanno – e o PRB -, de lançar o comunicador candidato ao senado, pode prejudicar os planos do partido em aumentar a bancada de deputados em Brasília, mas tem alguma lógica. Com 1,3 milhão de votos na disputa para prefeito da capital em 2012, Russomanno tem tudo para atrapalhar a vida do petista Eduardo Suplicy.

Aposta 2 – Um dos argumentos utilizados é que a imagem de Suplicy já estaria desgastada e que, em 2006, por pouco ele não perdeu a cadeira para Guilherme Afif Domingos (PSD). Na época, Afif era oposicionista e concorreu justamente numa chapa encabeçada pelo ex-governador José Serra (PSDB).

Quebra queixo

Sem cartomantes

Quando divulgamos, com inteira exclusividade, a notícia de que o líder araraquarense Edinho Silva não seria candidato em outubro próximo, não o fizemos por “chute” ou por consultarmos uma cartomante, ou coisa que o valha. O fizemos por termos recebido a informação de fontes confiáveis, integradas ao fechado grupo que compõe a cúpula do PT em São Paulo e, claro, muito bem relacionadas.

Sem mudanças

O que fizemos a seguir o leitor do O Imparcial leu nas nossas páginas: nós bancamos a informação em 100%, apostamos na seriedade e credibilidade de nossas fontes e nunca voltamos atrás. Mas, principalmente, em momento algum ficamos tentando encontrar justificativas que pudessem dar margem a uma eventual mudança no quadro político desenhado para Edinho Silva em 2014.

Bancamos a informação

Acompanhando dia a dia a evolução das negociações em Brasília, nós não nos furtamos a atualizar as notícias ao nosso leitor, e ampliamos o leque daqueles que também não seriam candidatos por se dedicarem à reeleição da presidente. Foi aqui, no O Imparcial, que o araraquarense soube ainda em janeiro que Rui Falcão não seria candidato, bem como que o governador da Bahia, Jacques Wagner, também não se lançaria ao senado. Tudo, porque integravam o núcleo duro da campanha de Dilma.

O leitor já sabia

Nós bancamos a informação de que Edinho Silva não seria candidato este ano, e o leitor do O Imparcial esteve sempre bem informado a respeito do assunto. Nosso leitor já sabia!

Cada um com os seus problemas

O jornal Imparcial está aberto a cobrir qualquer evento que represente importância para a vida da comunidade araraquarense, que sirva de exemplo para os cidadãos, e até mesmo, se necessário, para denunciar desmandos, abusos e outros. O jornal faz isso há 84 anos, e sempre se pautou pela independência, inclusive no momento de escolher suas pautas. Ninguém, nunca, vai pautar o jornal, que fincou raízes na cidade justamente por não servir aos interesses de ninguém, nem dos mais poderosos, e muito menos de grupelhos políticos imberbes. Cada um com seus problemas!

Quebra queixo

Candidata 1 – Liderando todas as pesquisas para uma eventual disputa da Prefeitura Municipal em 2016, Edna Martins também está muito bem cotada junto ao eleitorado local para obter uma vaga na Câmara dos deputados, em Brasília. Em 2010, mesmo sem dinheiro, e tendo pela frente o deputado federal Dimas Ramalho na briga pela reeleição – a campanha de Dimas foi muito forte -, Edna obteve perto de 30 mil votos. Para se eleger, ela precisaria de pouco mais do que o dobro. A frase mais ouvida ontem na sede do PV era: “Chegou a hora de ocupar o espaço”.

Candidata 2 – Sem Dimas na briga, e sem um nome do PT local no cenário, uma eventual candidatura de Edna para deputada federal ganha corpo, e ontem, a agitação na sede do PV era visível, com pelos menos duas demoradas reuniões acontecendo, e a portas fechadas. Os telefones de Edna e de Galo também não pararam de tocar durante todo o dia, e hoje, segundo apurado pela reportagem, os dois seguem para São Paulo, onde se trancarão por pelo menos dois dias com a cúpula nacional do PV. O assunto: a candidatura de Edna à deputada federal.

Candidato 1 – Pelos lados do PRB, João Farias também demonstrava certo entusiasmo com o novo panorama político da cidade na disputa para federal. O parlamentar, que conta com um organizado grupo de apoio na cidade, teve forte militância política em São Paulo e Santos, e conta ainda com o apoio de segmentos ligados a movimentos sindicais espalhados por cidades do interior.

Candidato 2 – Além disso, o partido de João conta com Celso Russomano, um grande puxador de votos na chapa de candidatos a deputado federal. Ou seja: a linha de corte do partido pode ser baixa, e João Farias obter uma vaga com menos de 50 mil votos.

Quebra queixo

Já sabia 1 – Segundo apurado pela coluna, Edinho Silva já teria anunciado há tempos aos companheiros do PT da cidade, que os integrantes do núcleo duro da campanha de Dilma o queriam 100% dedicado ao trabalho de ajudar na reeleição da presidente. Ou seja, a candidatura de Edinho já fazia água há um bom tempo, e o ex-prefeito de Araraquara só tinha duas opções: ou aceitava o desafio de integrar o grupo de confiança de Dilma e deixava a candidatura para outra oportunidade, ou declinava do convite e ficaria livre para disputar as eleições. O problema, é que na política não passam cavalos selados a todo instante….

Já sabia 2 – Outra coisa que muito se falava pelos bastidores desde o começo do ano é que Edinho já teria conversado com Márcia Lia sobre ela ser a candidata a federal por Araraquara, mas com a observação de nada ser divulgado antes da hora. A conversa vazou, O Imparcial publicou a notícia de que as negociações estavam em andamento.

Já sabia 3 – A demora em Brasília para definir a reforma ministerial acabou atrasando um pouco as definições no interior do núcleo de campanha de Dilma – não as decisões, que já estariam tomadas, mas os anúncios propriamente ditos – e esse impasse teria deixado o PT local sem notícias, e ninguém sabia ao certo o que fazer nos últimos dias. Foi então que se anunciou Edinho na tesouraria da campanha da presidente, o que desencadeou o processo de negociações para confirmar a dobradinha do partido na região.

Muda tudo – A notícia de que Márcia vai para a disputa como candidata a estadual muda tudo em Araraquara, já que Massafera passa a ter uma adversária de porte na briga pelos votos dos araraquarenses. A campanha pra federal, no entanto, terá um espaço que ninguém imaginava ser possível até a alguns dias atrás, já que sem Edinho na disputa, Edna Martins e a própria Márcia Lia estavam cotadas para a “briga”.

Quebra queixo

A gente já sabia – Revelada por O Imparcial, com exclusividade, há cerca de 15 dias, a indicação do ex-prefeito de Araraquara, e deputado estadual, Edinho Silva, para o cargo de tesoureiro da campanha para a reeleição da presidente Dilma Rousseff foi confirmada no final de semana em Brasília.O problema – Fundamental para o sucesso da campanha, o posto vai tomar muito tempo do líder araraquarense, que vêm tentando a qualquer custo, viabilizar sua candidatura a deputado federal. O problema, é que o fechado grupo que circunda a presidente, porém, quer Edinho 100% dedicado ao trabalho na capital.Aconteceu? – Ontem, por sinal, Edinho esteve em Araraquara, passou pelo PT, conversou com lideranças locais, discutiu assuntos políticos e, dizem, convocou uma reunião fechada com pessoas de sua confiança, quando teria tratado de muita coisa que ainda deve ficar “no forno”. Ninguém confirmou o encontro ao O Imparcial, mas também ninguém desmentiu que ele tenha ocorrido.O fato – O Imparcial cobriu na semana passada reunião em que estudantes de Química da Unesp pediram apoio oficial para a realização de trotes solidários na universidade. Eles discutiram o problema dos trotes violentos, pediram autorização, e material, como tinta e ademais, para realizarem a pintura e a recuperação da praça localizada defronte o instituto da Química. Ah! eles solicitaram segurança, também, e a Prefeitura disponibilizará a Guarda Municipal para o evento. A reunião aconteceu na sede da Câmara Municipal e contou com a presença da vereadora Edna Martins e da presidente do Conselho Municipal da Juventude.Choradeira – Durante e reunião, a cada pedido dos estudantes, Edna pegava o telefone e intermediava, junto ao secretário de Governo, Nino Mengatti, o que eles queriam. E ela obteve sucesso. Ao final, todos se cumprimentaram e ninguém, em momento algum falou de política. Qualquer outra coisa que se disser, além do que foi publicado, é que é fazer da reunião um fato político partidário, o que ela efetivamente não foi. Coisa feia!!!

Quebra queixo

Batendo de frente 1 – O vereador petista, Edio Lopes, e o líder do governo na Câmara, Aluizio Brás, o Boi, andaram se estranhando durante a semana. Tudo, porque depois de exibir um vídeo na Câmara comparando o estado de manutenção de praças e próprios públicos do centro da cidade, e de bairros periféricos, Edio lançou a máxima de que em Araraquara existem duas cidades; uma no centro, bem cuidada e policiada, e outra na periferia, abandonada, com muito mato e sem policiamento.Batendo de frente 2 – Uma semana após a exibição do vídeo, Edio tomou o microfone na Câmara e disse em alto e bom som que a Prefeitura já estava limpando e arrumando tudo o que ele havia mostrado. “É preciso vir aqui e mostrar para que alguém se mexa e faça alguma coisa”, reclamou. E em seguida desandou a falar da grande quantidade de áreas e terrenos “sem manutenção e com mato alto que existem pela cidade”.Batendo de frente 3 – Rebatendo o petista, Boi também não aliviou. Para o líder do governo a oposição deve se curvar a realidade de que o governo reage diante do aparecimento dos problemas. “Ele veio aqui, mostrou alguns problemas e o governo foi lá e está corrigindo tudo. Essa é a obrigação da administração, e estamos cumprindo com ela”.Batendo de frente 4 – Concluindo a defesa do governo, Boi foi irônico. Segundo ele, Edio abandonou as críticas que fazia à Gota de Leite, à Educação e quanto a falta de médicos na rede. “O governo implantou o PCCV na Gota, contratou professores e médicos. Então, agora só sobrou pra ele falar de mato, mato, mato e mato”, disse.Batendo de frente 5 – E por falar de mato, Boi anunciou que a Prefeitura colocou nas ruas 8 (oito) equipes para cuidar do mato da cidade – além de outra, só para atuar nas escolas. Já com relação aos buracos, o vereador disse que são 3 (três) os grupos formados pela Secretaria de Serviços, só para atuar na operação “Tapa buraco”.

Quebra queixo

Não vai – A convocação, para o próximo dia 12, quarta-feira, de uma audiência pública para discutir o corte de 30% na dotação orçamentária deste ano, movimentou os bastidores políticos nessa sexta-feira. É que, como adiantado por O Imparcial na edição de ontem, o secretário de governo, Roberto Pereira, não vai mesmo participar do evento, e a presidência da Casa foi comunicada disso por ofício. Pereira vai à Câmara no dia 28 de fevereiro, quando ocorre a prestação de contas dos gastos do governo municipal no 3º quadrimestre de 2014.

Reunião – Na manhã de ontem, aliás, o presidente da Câmara, João Farias e o líder do governo na Casa, Aluísio Braz, o Boi, estiveram reunidos para buscar um entendimento sobre o assunto. Responsável pelo agendamento da audiência, João disse que pode até alterar a data do evento, tudo para facilitar a presença de Pereira. Boi ficou de levar o assunto para o governo.

Confusão – Importante ressaltar que a audiência foi convocada pelo vereador, e presidente da Câmara, João Farias, e não pela Câmara Municipal. Por isso mesmo, a presença de Roberto Pereira não é obrigatória. Ele foi convidado, apenas isso. Para que a presença do secretário da Fazenda fosse obrigatória, a audiência teria que ter sido convocada pela Câmara, o que exigiria a assinatura de 6 vereadores.

Climão – A cerimônia de posse de Geicy Sabonete na Secretaria de Esportes, realizada na tarde de ontem, no Paço Municipal, reservou momentos de pura tensão. É que ninguém imaginava que o presidente da Câmara, João Farias – desafeto do prefeito Marcelo Barbieri -, apareceria no evento, mas ele foi. E o constrangimento foi geral. Inclusive no momento de compor a mesa, quando, por via das dúvidas, o protocolo foi deixado de lado.

Trotes – Durante reunião realizada ontem na Câmara Municipal, que discutiu a realização de trotes pela cidade, falou-se muito sobre as ocorrências envolvendo veteranos. Segundo os estudantes presentes, trotes violentos normalmente ocorrem quando organizados por Repúblicas, ou estudantes avulsos. “É difícil ter alguém de diretório ou da universidade envolvido”, falaram.

Quebra queixo

Soldado – Logo mais, ás 10 horas da manhã, toma posse na sala da Presidência da Câmara Municipal, o suplente da coligação PSDB/DEM/PP, Tenente Santana, que assumirá a cadeira do vereador Geicy Sabonete, novo titular da Secretaria Municipal de Esportes. Santana chega ao legislativo com muita sede, mas já adiantou ao O Imparcial que vai serrar fileira ao lado dos defensores do regime.

Um ano 1 – E por falar em Sabonete, o vereador tucano assinou seu desligamento da Câmara Municipal na manhã do dia 3 de fevereiro, um dia antes de sair publicada sua nomeação pelo prefeito municipal para o cargo de secretário de Esportes. A grande coincidência é que naquele dia fazia exatamente um ano que Sabonete havia assumido a cadeira na Câmara pela primeira vez.

Um ano 2 – Naquela ocasião, dia 3 de fevereiro de 2013, Sabonete substituiu o então vereador Ronaldo Napeloso (DEM), que havia se licenciado do cargo para reassumir a Secretaria Municipal de Agricultura.

Fila anda – Comentando ao microfone da Câmara sobre sua história política, o vereador licenciado, e agora secretário municipal de Esportes, Geicy Sabonete, revelou aos presentes que sua primeira filiação em um partido político aconteceu em 2003 – para a disputa eleitoral de 2004 -, e na época ele entrou no antigo PFL. O curioso, é que o chefe político da agremiação em Araraquara naqueles dias era nada mais, nada menos, do que José Carlos Porsani, exatamente seu suplente hoje, na Câmara.

De Santi – Internado na UTI da Beneficência Portuguesa já há alguns dias, o ex-prefeito Waldemar De Santi apresentou ontem sérias complicações respiratórias, e teve seu quadro agravado. Até o fechamento desta edição De Santi, de 82 anos, seguia acompanhado de perto por uma equipe médica.

Quebra queixo

Posse – O suplente de vereador Tenente Santana, do PSDB, toma posse do cargo, e assume no lugar de Geicy Sabonete na próxima sexta-feira, às 10 horas da manhã, em cerimônia que se realizará na sala da Presidência da Câmara. Segundo Santana, a decisão de tomar posse do cargo de maneira simples e discreta foi sua. “Quero chegar e fazer meu trabalho, como fiz nos quatro anos de meu mandato. Não é preciso oba oba, nada disso”, falou.

Posse 2 – Na Sessão da próxima terça-feira, portanto, Santana já assume a cadeira na Casa, e participa dos trabalhos normalmente. Homem de partido, ele já adiantou ontem que desembarca no Palacete para ajudar o prefeito a fazer um bom governo. “Meu partido está alinhado com a administração, e estamos chegando para ajudar o Marcelo a desenvolver seu programa de governo”, falou.

Corte – Justificando ontem a convocação da audiência pública para que a Prefeitura explique o contingenciamento de 30% na dotação orçamentária para este ano, o presidente da Câmara, João Farias, disse que a população precisa entender “essa manobra”, implementada justamente no ano que a arrecadação cresceu em relação ao ano passado. Além disso, segundo João Farias, a estratégia não se justificaria, já que o Executivo continua nomeando novos funcionários para cargos comissionados.

Internado – De acordo com informações recebidas pela reportagem do O Imparcial, o ex-prefeito Valdemar De Santi teve problemas de saúde e está internado há cerca de uma semana. Os relatos, no entanto, garantem que ela já estaria bem melhor e se recuperando.

De novo? – O Ministério Público deve receber esta semana documentos que denunciam obras irregulares que teriam sido realizadas por uma construtora da cidade, que mesmo sem habite-se liberado, e com irregularidades no projeto teria continuado as construções até seu final. O caso foi citado na última Sessão da Câmara, e chegou ao conhecimento da Casa através de uma denúncia recebida pelo gabinete da Presidência.

Quebra queixo

Problemas 1 – Embora os bastidores já dissessem isso há tempos, apenas ontem ficou publicamente escancarada a crise que se viveu pelos corredores e gabinetes políticos da cidade a nomeação de Geicy Sabonete para a Secretaria de Esportes. Pasta nas mãos do PMDB desde o primeiro dia do primeiro mandato de Barbieri, a Secretaria de Esportes foi tocada nesse tempo a quatro mãos, por Jair Martinelli e Aluízio Brás, o Boi. E o que se dizia por aí é que Jair não estava nada contente pelo partido perder a Pasta.

Problemas 2 – Dor de cabeça aqui, dor de cabeça acolá, encontrou-se uma proposta de última hora para acomodar as coisas, e Jair foi indicado para assumir a vice-presidência da Fundesporte – como antecipado por O imparcial na edição de ontem.

Problemas 3 – Durante a Sessão da Câmara dessa terça-feira, no entanto, o vereador peemedebista parecia ainda não estar totalmente à vontade, e embora cumprimentado por Sabonete durante a fala do, agora novo, secretário, fez questão de devolver a gentileza em sua própria fala. E ele não alisou: “Obrigado por suas palavras, porque ninguém faz nada sozinho”, já se oferecendo para ajudar no dia a dia da Secretaria.

“Meu lugar é lá” – Falando sobre seu desejo de voltar para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Porsani começou a enumerar realizações da Pasta, afirmou que Araraquara é modelo na área, lembrou que o trabalho lá não tem dia, nem hora – muitas das ações são deflagradas na madrugada e finais de semana – e comparou Araraquara com Ribeirão Preto: “Enquanto Ribeirão tem quatro CRAS, Araraquara tem oito”, revelou.

Provocação – Ao falar da tribuna na noite de ontem o vereador e presidente da Câmara reclamou do relatório da CEI. Segundo ele, o relatório aponta irregularidades, abuso de poder e negócios dentro da Prefeitura, mas não mira em ninguém. “Será que tudo isso aconteceu e ninguém sabia? Eu já ouvi isso antes!”, disse João.

Quebra queixo

Não fica 1 – O jurista Sérgio Médici já decidiu, e não fica no PSB, de Nino Mengatti. Falando com a reportagem na noite de ontem, Médici, que tinha acabado de deixar uma reunião com o secretário de governo de Barbieri, afirmou não se sentir confortável para permanecer na agremiação depois do que aconteceu. “Falei ao Nino que até poderia ficar, mas como presidente. Afinal, estou no partido há 24 anos – filiou-se ao PSB em 1990 -, e ele chegou há poucos dias. Ele não aceitou e eu decidi sair, simples!”.
Não fica 2 – Durante a reunião de ontem, Médici fez uma revelação a Nino, e logo após ao O Imparcial: o PSB de Araraquara já era diretório e ele próprio, Médici, já tinha sido eleito – pelo voto – três vezes para presidente do partido. “O (deputado) Márcio França destituiu todos os diretórios há dois anos. Foi numa canetada, mas não afetou a gente em um primeiro momento. Agora ficou claro que ele quer dirigir o partido do jeito dele.”, falou. Ou seja: o futuro do partido depende do humor de França e da força política de quem estiver com ele nas mãos. E na política, um dia chove, outro faz sol….
Não fica 3 – Falando sobre a destituição do diretório local, que aconteceu há dois anos por ação do deputado Márcio França, Médici garantiu ao O Imparcial que nem chegou a tomar conhecimento do assunto. “Tudo é feito diretamente na Justiça Eleitoral, e ninguém fica sabendo. Transformaram nossa direção em Executiva Provisória e ninguém nos comunicou de nada. Pior foi agora, quando fui informado da destituição do partido inteiro pela imprensa”, disse.
Não fica 4 – Revelando que vai protocolar hoje na Justiça Eleitoral o oficio de sua desfiliação do PSB, Sergio Médici anunciou ao O Imparcial ter recebido convite para ingressar no PT. “Fui convidado pelo Edinho (Silva) e pela Márcia (Lia), mas ainda é cedo para avaliar. Estou saindo de um casamento de 24 anos, não é hora de começar um novo relacionamento”, disse bem humorado.
Não fica 5 – Ao explicar os motivos pelos quais declinou do convite de permanecer no PSB, Médici disse que ao menos em Araraquara, o partido hoje é o PSB do B…..(do pmdB, ou simplesmente, não é o A…tem dono)

Quebra queixo

Tentou 1 – Corria os últimos dias para registro das candidaturas para o pleito de 2008 em Araraquara, uma disputa que colocaria frente a frente dois diferentes projetos políticos: de um lado, Marcelo Barbieri, do PMDB, que tentaria pela quarta vez chegar ao 6º andar do Paço Municipal, e do outro, Edna Martins, na época, filiada ao PT, do então prefeito Edinho Silva, e em pleno exercício da presidência da Câmara Municipal. Tudo era negociado nos bastidores, e nem Barbieri, nem Edna já tinham definido quem seriam os vices de suas chapas.Tentou 2 – Pelos lados de Barbieri, o que já se sabia, é que a vaga ficaria com alguém indicado pelo então deputado federal Dimas Ramalho, e assim foi. Faltando três dias para o registro das candidaturas, o grupo de Barbieri convocou uma coletiva, e a cidade soube que o então presidente da Acia, Valter Merlos tinha sido o indicado, e depois de consultar sua família, havia decidido aceitar o encargo.Tentou 3 – Já pelos lados de Edna Martins a briga de bastidores não era nada tranquila, e o grupo que cuidava de sua campanha enfrentava um verdadeiro turbilhão para fechar a chapa. Já decidida pelo nome de Júlio Perroni, do PV, para vice – como de fato se confirmou depois -, Edna enfrentou grande oposição do PSB, de Médici e Petroni. E isso, porque Petroni queria a vaga. O argumento é que a posição pertencia ao partido desde 2000, quando Médici foi eleito vice de Edinho pela 1ª vez – seria reeleito 4 anos depois, em 2004.Tentou 4 – A “briga” pela vaga esquentou ainda mais o clima entre petistas e socialistas, já que não era novidade para ninguém, na época, que Médici era um entusiasmado defensor do fim da aliança do PSB com o PT, de Edna. O jurista achava que era chegada a hora de Barbieri, e advogava o rompimento com a, então petista. Petroni perdeu a briga, Perroni foi o escolhido para vice, mas conseguiu convencer Médici a ficar com Edna. Agora, passados seis anos, Petroni tenta convencer Médici novamente….

Quebra queixo

Posse – De acordo com o apurado por O Imparcial no final da tarde de ontem, a posse de Geicy Sabonete na Secretaria de Esportes já teria até data acertada. Falava-se que ela poderia se dar na quarta-feira, mas ao final do dia a informação era que posse estaria marcada para sexta-feira, às 11 horas da manhã.Reunião 1 – A reunião entre o prefeito e a cúpula tucana de Araraquara, marcada para acontecer na manhã da próxima segunda-feira discutirá a reeleição de Massafera, itens importantes sobre o ingresso definitivo do PSDB no 1º escalão do governo municipal, mas também terá assuntos espinhosos. Um deles será a cobrança em cima do vereador Doutor Lapena, cuja postura de independência na Câmara vive causando dores de cabeça ao 6º andar. O prefeito quer Lapena na base. E isso significa menos dores de cabeça…..Reunião 2 – Outro que deve ser cobrado na reunião é o ex-vereador Tenente Santana, que volta à Câmara na condição de suplente de vereador. O prefeito vai querer um Santana 100% fiel na Câmara, e pedirá isso no encontro. A situação aqui é bem mais tranquila, principalmente porque Santana é o 2º suplente, e só assumirá porque Porsani quer continuar na Secretaria de Desenvolvimento Social. Ou seja: a ida de Sabonete para o governo foi muito boa para o PSDB, que ganha uma Secretaria e não verá diminuída sua bancada na Câmara.Relatório – Aconteceu ontem, na Câmara Municipal mais uma reunião entre os integrantes da CEI, agora para ultimar os detalhes do relatório final que será entregue à Câmara Municipal e ao Ministério Público. Caberá ao doutor Raul de Mello Franco Júnior entregar o documento a Polícia Federal. Segundo informado pelos vereadores que integram a comissão, o relatório está quase pronto, e deverá ser apresentado à Câmara já na semana que vem.

Quebra queixo

União de forças 1 – A criação de uma ‘frente de oposição’ na cidade, ideia proposta ontem pelo vereador João Farias durante evento de seu mandato na Câmara Municipal, é uma clara resposta do parlamentar ao bem engendrado trabalho de bastidores, realizado pelo prefeito municipal nos últimos meses, que isolou politicamente boa parte daqueles que não comungam com o governo municipal. Antes, porém, velhas diferenças devem ser deixadas de lado….(João já foi do PT….)

União de forças 2 – Caso a tal “frente” realmente saia do papel nasce, de uma hora para outra na Câmara, um G4 – ou Grupo dos 4 -, que acomodará no mesmo espaço os três vereadores do PT, mais João Farias, que embora não vote nas Sessões – o presidente só vota, caso haja empate -, dirige os destinos da Casa. Entre 18 vereadores, é claro que 4 ainda é pouco, mas considerando a independência de alguns parlamentares, ao menos dor de cabeça o grupo pode criar, e bastante.

Futuro incerto 1 – É verdade que o brusco movimento político protagonizado pelo secretário de Governo, Nino Mengatti, surpreendeu as hostes políticas locais. Mas, também é verdade, que o fato de ter sido ele, Nino, o protagonista principal da “intervenção” realizada em cima do PSB local, também causa imensa curiosidade entre os observadores mais atentos. Afinal foram 35 anos de dedicação e fidelidade total ao PMDB, único partido da vida de Nino. E a dúvida é: o movimento abre caminho para vôos maiores, ou será o contrário?

Futuro incerto 2 – O cenário que se apresenta: Barbieri está no seu segundo mandato, e o PMDB é hoje um partido forte na cidade – ainda é o 1º em voto de legenda, logo à frente do PT. Passadas as primeiras horas do ingresso de Nino no PSB, o que se nota é que ele tem levado para o partido alguns dissidentes de agremiações diversas, inclusive do PRB, de João Farias. Ele não desfalcou o PMDB.

Futuro incerto 3 – Sendo assim, o movimento aponta mais para o cumprimento de uma missão política do que propriamente para um a viabilização de vôos mais altos. Nino demonstrou que realmente é fiel…

Quebra queixo

Exclusividade 1 – Também na noite de ontem a Câmara Municipal aprovou o Plano de Cargos e Carreiras da Fungota, que regulamenta a situação dos funcionários da maternidade Gota de Leite. O cidadão araraquarense tomou conhecimento do assunto com exclusividade nas páginas do jornal O Imparcial.Exclusividade 2 – Durante sua fala o Pequeno Expediente de ontem o presidente da câmara Municipal, vereador João Farias, confirmou a notícia do O Imparcial de que a Casa de Leis discute internamente a mudança de regime do funcionalismo, estatutário para celetista (CLT). O assunto também foi abordado por O Imparcial também com exclusividade na última semana.Novo regime 1 – Adotado pela Câmara Municipal no ano de 2001, o regime estatutário não foi adotado por todos os servidores da Casa. E isso, porque os mais antigos continuam sob as regras da CLT – ou porque eram operacionais, como os motoristas, ou porque optaram por continuar, como alguns da administração. Segundo apurado pela reportagem são 9 (nove) os funcionários do legislativo da ativa que recebem pela CLT. Eram 13 (treze), mas dois morreram e três aposentaram.Novo regime 2 – Se decidirem pela volta ao regime da CLT, os funcionários da Câmara podem colocar fim em uma dor de cabeça que a Casa vem enfrentando há anos. É que pelo regime celetista os funcionários terão direito ao FGTS, o que não acontece hoje, mesmo no caso dos servidores comissionados, contratado pelos vereadores para seus gabinetes. E é justamente através deles que o problema acontece: inúmeros ex-assessores de parlamentares acionaram a Câmara nos últimos anos para receberm os 40% do FGTS, mas foram derrotados na justiça.Maranata – O ex-vereador Paulo Maranata tem reunião agendada para hoje como secretário de governo, e novo presidente municipal do PSB, Nino Mengatti. Indicado pela Executiva estadual do partido para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa em outubro próximo, Maranata foi chamado ontem por Nino, que garantiu legenda ao ex-parlamentar. “Sou um homem de partido e este é o momento de pensarmos no bem da cidade”, disse Maranata à coluna Quebra queixo.

Quebra queixo

Rede – Não foi só do assunto PSB que os bastidores da cidade se alimentaram no agitado dia de ontem. Quem também recebeu muitas citações pelos corredores do Poder foi o Rede, partido da ex-senadora Marina Silva, que se aliou ao PSB, de Eduardo Campos e está em fase final de formatação. Segundo se fala por aí, a direção nacional da agremiação teria procurado o geólogo Júlio Perroni, um dos grandes nomes do PV local e o namoro, dizem, caminha muito bem, obrigado.

Rede 2 – Se Perroni assumir o Rede em Araraquara isso não afetará em nada o panorama imediato das alianças políticas – de bastidores, lógico – que se fecham na cidade para 2014. E isso, porque a gestação do Rede está congelada ao menos até o final da campanha eleitoral deste ano – Sob pena de ficar inelegível, Marina não pode deixar o PSB até outubro -, e o partido só vai nascer mesmo depois das eleições. No entanto, caso Perroni assuma o comando do Rede, as portas do partido – para quem pensa em 2016 – estarão fechadas para dirigentes políticos que não comungam com o governo municipal.

Abraçando o mundo 1 – Que o PSB nacional já havia desembarcado do governo Dilma não era novidade alguma, e ninguém, em sã consciência pode afirmar o contrário. O problema, na verdade, é que o rompimento com o governo federal, lógico, também teve efeitos nos estados, e em São Paulo, o PSB se aliou ao governo Geraldo Alckmin, com o partido chegando a indicar o nome do deputado Márcio França para sair como vice de Alckmin em outubro. Quase ninguém percebeu esse detalhe. Quase….

Abraçando o mundo 2 – Marcelo Barbieri percebeu. E não só percebeu, como “deixou” acontecer o que se viu oficializado ontem: Nino deixou o PMDB depois de 35 anos e ingressou no PSB, desembarcando no comando do partido de mala e cuia. Cá entre nós, foi um golpe de mestre. Em uma só tacada Barbieri viu o PT local perder o PSB por completo – seus dirigentes tinham ligação histórica, ou pessoal com o partido, ou dirigentes do partido de Edinho -, e seu governo receber uma agremiação política que, até segunda ordem, estará 100% empenhado na campanha de Alckmin.

Abraçando o mundo 3 – Ou seja: Barbieri apoiará oficialmente Paulo Skaf para o governo estadual e Dilma para o federal, seu secretário de Governo, e fiel escudeiro, Nino Mengatti, apoiará Alckmin para estadual e Eduardo Campos/Marina para o federal, enquanto que seu grande aliado, Roberto Massafera, trabalhará para Alckmin e, provavelmente, Aécio Neves a presidência. Resumindo: Barbieri pode ficar tranqüilo desde já com o 2º turno das eleições…

Quebra queixo

Lacuna – Marcelo Barbieri apareceu de surpresa na reunião estadual realizada ontem pelo PV em Araraquara. Recebido com muitos cumprimentos, o prefeito tomou a palavra e foi logo “colocando areia” na intenção de lideranças do PV de indicar Edna Martins para vice-governadora. “Não posso interferir nas decisões do partido, mas li uma notícia no O Imparcial hoje, e queria dizer que desde a saída do Dimas Ramalho ficou uma lacuna em Brasília que a cidade precisa ocupar, e o melhor nome é o da Edna. Se ela sair à federal terá todo o apoio do meu governo”, declarou.

Hoje e amanhã – Quem também falou sobre o assunto foi Fernando Cesar Câmara, o Galo, para quem o momento não é o melhor para debater o assunto. De acordo com Galo, Edna é candidata a federal e o partido em Araraquara vai continuar trabalhando com essa perspectiva, e montando a estrutura necessária para o embate nas urnas. “Hoje é assim. Se amanhã vier uma nova situação, nós mudamos o trabalho”, disse.

Negociações – Conversando com membros da cúpula estadual do PV na manhã de ontem a reportagem do O Imparcial apurou que o partido negocia alianças para engrossar a musculatura da chapa para a disputa do governo do estado, e tem dois cargos para colocar na mesa na conversa com os partidos interessados: o de vice-governador e o senado. Caso consiga fechar uma coligação abrindo mão da candidatura ao senado, o nome indicado para vice seria mesmo o de Edna.

Peso pesado – O Imparcial conversou também com o deputado estadual Roberto Massafera, para quem Araraquara não pode correr o risco de ficar a ver navios na Câmara Federal. De acordo com o tucano, Edna Martins deveria receber todo o apoio que precisar para fazer uma campanha forte, e substituir Dimas em Brasília.

Quebra queixo

Novo secretário – É forte nos bastidores políticos da cidade a notícia de que o vereador do PSDB, e ex-boxeador, Geicy Sabonete, deve assumir a Secretaria Municipal de Esportes nos próximos dias. Fala-se, aliás, que tudo já estaria acertado e o parlamentar tucano estaria desembarcando com mala e cuia na Pasta logo após o encerramento da CEI e a aprovação do Plano diretor.

Homem do esporte – Leia-se como “tudo acertado”, que teria sido um sucesso o entendimento entre o prefeito Marcelo Barbieri (PMDB) e o deputado estadual, Roberto Massafera (PSDB), que admitiram publicamente há alguns dias a intenção de conversarem pessoalmente sobre a nomeação de Sabonete, um “homem do esporte”, como disse Barbieri ao O Imparcial. Massafera, aliás, tem dito pelos bastidores políticos que a escolha do nome para assumir a Pasta é prerrogativa da Executiva do PSDB, e não dele.

Pasta é do PMDB – De acordo com o apurado por O Imparcial, a negociação pela Secretaria de Esportes tem envolvido outras searas do governo, incluído aí parte da bancada peemedebista na Câmara, já que a Pasta dos Esportes, desde o primeiro dia do primeiro mandato de Marcelo Barbieri pertence ao PMDB, e vem sendo tocada a quatro mãos por Jair Martinelli e Aluizio Brás, o Boi.

Porteira fechada? – Se as notícias de bastidores acabarem se confirmando e Sabonete realmente assumir a Secretaria de Esportes, a única dúvida que vai ficar – e só o dia a dia da Pasta vai mostrar como ficarão as coisas – é saber como se deu o acordo Barbieri/Massafera: se a Secretaria vai de porteira fechada para o PSDB, ou se o ajuste inclui uma composição PMDB/PSDB na administração da Pasta. Nesse caso, Sabonete, Boi e Martinelli dividirão o poder (já há quem diga que será assim).

Quebra queixo

Impacto ambiental e PTU – Uma das propostas apresentadas pelo PT trata da ampliação do IPTU progressivo na cidade, já que enquanto o governo estaria focando mais na região central, o partido entende ser necessário estender para outras regiões da cidade. O PT defende ainda que o levantamento dos vazios urbanos seja feito em 180 dias e não em um ano como a Prefeitura propõe. Outro ponto abordado pelas emendas apresentadas pelo PT trata dos relatórios e estudos de impacto ambiental limitem-se, que pelo substitutivo da Prefeitura limitam-se ao nível 3 – de empreendimentos como serralherias e similares. A emenda petista sugere relatórios e estudos para todos os níveis, como o PD original, datado de 2005 previa.

Suprimidos – Dentre as emendas que serão discutidas hoje, uma diz que o texto original da Prefeitura suprimiu o inventário dos prédios históricos do Município, e pede a realização dele; outro texto argumenta que áreas de preempção, como as da orla ferroviária e todas as de proteção ambiental, não podem ser atingidas por construções. A emenda, explica o PT, considera o que foi suprimido pelo Executivo no substitutivo.

Outorga – O instrumento de outorga onerosa proposto pela Prefeitura no texto original teria índice de 0 a 2, já na proposta do PT, o índice mínimo partiria de 0,8, e considera que aplicação deste instrumento seja vedada para todas as áreas de proteção ambiental. O PT defende ainda que o índice passe pela aprovação da Câmara e não por decreto do Executivo.

CTA e córregos – Outra emenda da oposição defende a realização de, no mínimo, uma audiência pública semestral para avaliação da qualidade e de outras questões relativas ao transporte coletivo e propõe a criação de um estatuto dos usuários do transporte público. A bancada defende ainda manutenção em 100 metros da margem de proteção a córregos a nascentes

Quebra queixo

Desde outubro – Como antecipado pela coluna Quebra queixo no início de outubro, o empresário ribeirão-pretano Maurilio Biagi Filho (PR) pode estar perto de ser confirmado como vice na chapa puxada por Alexandre Padilha, do PT, que tentará em outubro próximo desalojar o governador Geraldo Alckmin do Palácio dos Bandeirantes. Ao passar por Araraquara no último sábado, porém, Padilha afirmou que a discussão sobre a composição da chapa somente ocorrerá depois que ele próprio deixar o ministério da Saúde.

Resistência – Indicado por Lula para fazer a dobradinha com Padilha, o empresário também é tido como nome forte para ocupar um cargo no alto escalão do governo Dilma. Ao indicar Biagi para vice de Padilha, Lula pensa em vencer a resistência que o PT enfrenta no interior de São Paulo. Biagi Filho é presidente do grupo Maubisa e integrante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

Ela é quem manda – Também no final de semana, Padilha afirmou que o secretário da Saúde de São Bernardo do Campo, Arthur Chioro, é o mais cotado para substituí-lo no comando do Ministério da Saúde. O ministro deve deixar a Pasta nos próximos dias. Padilha, no entanto, evitou dar mais detalhes sobre a reforma ministerial e disse que a presidente Dilma Rousseff é quem vai definir o novo nome da pasta.

5 mil cargos – A reforma ministerial atualmente em curso em Brasília não se limita apenas a troca de nomes e acomodação dos partidos aliados entre os principais assessores do Governo Federal. O buraco é mais embaixo, e passa, também, pela distribuição de cinco mil cargos de confiança, que integram a estrutura dos oito ministérios que passarão por mudanças até o início do mês de março.

Caneta – Isso explica a tensão que se vive em Brasília a cada passo dado pela presidente no sentido de fechar a reforma, já que o partido que garantir um ministério não terá apenas o titular da Pasta, mas também, a caneta para nomear os principais assessores e ocupantes dos cargos em Brasília e nos estados. São cinco mil bons cargos, com salários de até R$ 12 mil.

Quebra queixo

Esperando – Falando sobre a possibilidade de assumir um cargo dentro do governo Dilma nos próximos dias – especulava-se que poderia ser o Ministério dos Esportes – o deputado estadual, Edinho Silva, afirmou que não trabalha em cima de especulações. “A realidade, hoje, é que estou na coordenação nacional da campanha da presidenta. O que vem pela frente, e vem alguma coisa, eu preciso esperar”, disse.Agregar – O que Edinho adiantou ao O Imparcial, no entanto, é que sua função principal é agregar, e não dividir. “Gosto muito do Aldo Rabello – ministro dos Esportes –, que é do PC do B, um partido aliado. e não teria sentido tirarmos um Ministério deles”.Cavalo de pau – Edinho afirmou ainda que nunca foi de “dar cavalo de pau” na política – na gíria política, significa dar grandes e inesperadas guinadas nos caminhos naturais do meio -, mas admitiu que o chamamento para integrar a coordenação da campanha de Dilma é, sim, um fato novo que pode mudar seu futuro político.

Novo movimento 1 – Ainda sobre as notícias de que deve assumir um posto no governo Dilma muito em breve, Edinho lembrou que são muitas as responsabilidades que ele tem com Araraquara e as cidades da região – além, claro, com todas as demais cidades do estado onde desenvolveu trabalhos para o crescimento do PT -, mas que se sente preparado para enfrentar os desafios que virão. O que tenho de me perguntar sempre é: “Onde eu terei mais força política para ajudar Araraquara e a região? É a essa pergunta que eu tenho que buscar a resposta”, falou.

Novo movimento 2 – Se um “novo movimento” se apresentar para seu futuro político, o deputado revelou que pretende conversar com dirigentes locais e regionais. “Se o movimento se apresentar e todos acharem que é o melhor para a cidade e região, eu faço. O que jamais farei é algum movimento que prejudique minha cidade”, concluiu.

Quebra queixo

Conhece sim – O caso do empresário que teria procurado o vereador Geicy Sabonete para denunciar cobrança de R$ 30 mil, por parte de Ademir Palhares, para desembargar uma obra sua, deve render mais depoimentos à CEI. Levado por João Farias à presença do prefeito Marcelo Barbieri para encaminhar a denúncia, o empresário – de acordo com Mimi – passou, dias depois, por uma acareação na Prefeitura e não o reconheceu. “Ele não me conhece pessoalmente”, garantiu Mimi em seu depoimento. João Farias discordou. “Ele conhece, sim. O empresário mora no mesmo condomínio dele”, afirmou. O empresário, a partir de agora, passa a ser nome forte para ser convocado pela CEI.

Grampeados – Falando sobre o conteúdo das conversas entre Mimi e Adriana, tornadas públicas tanto nos depoimentos prestados à CEI, quanto através dos áudios divulgados pela cidade, João Farias mostrou-se prático. “As conversas são de duas pessoas que estão sob investigação, e sabiam que estavam grampedas no momento em que conversavam ao telefone. Se o que eles falaram tivesse um pingo de verdade, porque eu não nunca fui convocado para depor no MP ou na PF?”

Diferenças políticas – Durante seu depoimento aos vereadores da CEI, Ademir Palhares contou sobre uma reunião que teve com João Farias, o prefeito, Napeloso e Alessandra Lima, quando se discutiu a implantação da Secretaria de Habitação. Segundo Mimi, João queria esvaziar a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, levando para a nova Pasta toda a estrutura de Habitação da cidade. De acordo com João, apesar da justificativa técnica apresentada pelo ex-coordenador, o que aconteceu naquele dia foi um endurecimento político por parte da cúpula do DEM (Napeloso e Mimi). Ou seja: uma disputa política e por espaço partidário.

Direito de defesa – Sobre o fato de ter defendido a instalação de uma Comissão de Ética para investigar Napeloso, e logo depois, da Comissão Especial de Inquérito (CEI), João Farias lembrou que todas essas iniciativas são obrigação da Câmara Municipal. Já sobre ter negado ao advogado de Napeloso a cópia de uma gravação da reunião dos vereadores com as autoridades da PF e do judiciário, João Farias disse ainda querer, de forma alguma, atrapalhar a defesa do Napeloso. “Ele tem que produzir sua defesa por seus meios, sem se aproveitar de uma reunião realizada para informar aos vereadores”.

Quebra queixo

Antecipamos 1 – Funcionário público de carreira, o sindicalista Luciano Fagnani protocolou recentemente pedido na Câmara para ser ouvido pela CEI, e tem afirmado por onde passa, ter sérias denúncias a fazer sobre o funcionamento da Secretaria da Agricultura, Pasta que se encontra sob investigação da Polícia Federal e do Ministério Público, e que comandada, por algum tempo, pelo ex-vereador Ronaldo Napeloso. O Imparcial ouviu ontem o que Luciano tem a dizer. Assista ao vídeo na íntegra na página do jornal no Facebook.

Antecipamos 2 – No vídeo, dentre outras afirmações, Luciano acusa o ex-vereador Edno Pacheco de ter utilizado produtos da merenda escolar, e outros, adquiridos junto a agricultores para o PAA, para fazer o “sopão” que era distribuído por ele a pessoas carentes no Adalberto Roxo. O servidor disse também que um só agricultor fazia entrega de produtos em nome de muitos outros, e acusou Napeloso de ter inchado a Secretaria com funcionários comissionados, em detrimento de outros, de carreira.

Depoimento 1 – Tem muita gente aguardando com grande expectativa o depoimento do ex-coordenador do Desenvolvimento Econômico, Ademir Palhares, o Mimi, à CEI, que acontece na tarde de hoje, na Câmara Municipal. É que sua ex-secretária, Adriana Célia Dias, citou durante a CEI ter sido inquirida pelo delegado da Polícia Federal sobre uma conversa telefônica que ela teria tido com o próprio Mimi, ocasião em que o ex-coordenador teria dito que precisava pagar alguns valores a Napeloso e a João Farias.

Depoimento 2 – Dias depois um áudio foi divulgado pela cidade onde Adriana e Mimi conversavam por telefone, não escondiam sua animosidade com João Farias, afirmavam que o prefeito estaria sendo pressionado por vereadores, mas em momento algum surgiu a parte “da dívida de Mimi” com os vereadores, e não se falou mais nisso. As perguntas que não querem calar são: se essa informação procede, que dinheiro é esse? Dívida do que seria? Se não procede, porque da acusação?

Quebra queixo

De lá – Ao elogiar o trabalho realizado pela CEI durante a Sessão de ontem, o vereador do PV, Adilson Vital, acabou tecendo críticas ao momento político vivido pelo País, recheado de escândalos e denúncias. Em determinado momento, porém, o parlamentar emendou que “nós políticos temos que ter vergonha na cara e passar a trabalhar para o bem da população”. O mal estar foi geral e, atento as fisionomias assustadas dos colegas de plenário, Vital emendou: “estou falando, claro, dos políticos de Brasília”.

Incomodado – Depois de todas as negociações, conversas de bastidores e, claro, muitas idas e vindas entre Câmara e Paço Municipal, tudo parecia calmo no Palacete Carlos Alberto Manço, e a prorrogação da CEI seria emplacada sem maiores delongas ou dramas. Então, começou a Sessão, e um a um vereadores da base e da oposição começaram a se revezar na tribuna, todos, sem exceção, elogiando os trabalhos da comissão, sua importância para o município e etc. Normalmente tranqüilo, o vereador Rodrigo Buchechinha começou a se mostrar incomodado, até não agüentou mais e se inscreveu para falar.

Não foi assim – Quando tomou o microfone, Buchechinha foi breve – o tempo para a manifestação dos vereadores é de 10 minutos, mas, ao contrário dos colegas, ele gastou menos de dois -, e não poupou ninguém. Em sua fala, o vereador lembrou de quando decidiu assinar o requerimento que emplacou a criação da CEI na Câmara Municipal. “Estou vendo muito vereador elogiar a CEI agora, mas não foi sempre assim. Na época, tive tirar meus filhos da escola, tive que sair da cidade. Foi difícil”, disse. Buchechinha concluiu pedindo desculpas aos colegas, dizendo que não briga com ninguém, mas ratificou. “Na época não foi assim”.

Topa tudo – Depois de ser provocado durante a Sessão de ontem pela irmã da ex-secretária Adriana Célia Dias, o presidente da Câmara, João Farias, afirmou ao microfone da Casa que vai para a CEI, decidido a derrubar qualquer acusação contra ele. João disse que abre seu sigilo bancário e telefônico, bem como o sigilo bancário e telefônico de seus parentes, assessores e amigos próximos. Ele afirmou ainda aceitar ser acareado com quem quer que seja, citando nominalmente o ex-coordenador Mimi, a ex-secretária Adriana, uma tal de Izildinha – citada pela irmã de Adriana durante as constantes interrupções – e até o prefeito municipal.

Quebra queixo

Reunião – Cotado para assumir a Secretaria Municipal de Esportes nos próximos dias, a vereador tucano Geicy Sabonete esteve ontem no Paço Municipal, onde participou de uma reunião com o prefeito, Marcelo Barbieri. Sabonete não estava sozinho, mas durante o encontro ouviu elogios do prefeito e a afirmação de que é o melhor nome para tocar a Pasta. Boi, Jair Martinelli e Jefferson Yashuda também participaram do encontro.

1ª vez – A reunião de ontem na Prefeitura deixa alguns marcos para a relação entre o prefeito municipal e o vereador Geicy Sabonete. Foi ontem, por exemplo, que Barbieri e Sabonete trocaram idéias pela 1ª vez sobre projetos e planos futuros para a Secretaria de Esportes, e também foi ontem, a 1ª vez que o vereador ouviu da boca do chefe do Executivo que é um bom nome para assumir a função.

1ª proposta – Sabonete protocolou ontem sua primeira proposta ao Executivo dirigida ao funcionamento da Secretaria de Esportes. E a idéia é boa. Ele e Jair Martinelli encaminharam indicação ao prefeito solicitando a cessão, por parte da Prefeitura, de quatro funcionários à Pasta: um eletricista, um pintor e dois funcionários para limpeza pública. Caberia a eles a manutenção – e a poda do mato – das 30 praças existentes no município, onde se pratica esportes. Ou seja: a manutenção das áreas ficaria com a Secretaria de Esportes, e não mais com a de Serviços.

Ótimas relações 1 – Dias atrás, em evento na capital, o prefeito Marcelo Barbieri se encontrou com o senador Eduardo Suplicy, do PT. Velhos conhecidos da política, os dois travaram animada conversa, com Barbieri citando as qualidades do novo CEAR de Araraquara, e aproveitando para convidar Suplicy para ministrar uma palestra da cidade. O petista agradeceu, lembrando ter recebido convite semelhante da vereadora, e sua colega de partido, Gabriela Palombo. “Nós poderíamos fazer uma agenda só!”, sugeriu Suplicy. Barbieri, por sua vez, foi polido: “Claro, senador, nossas relações são ótimas!”.

Ótimas relações 2 – Ainda sobre o “evento conjunto”, Suplicy enviou, na última sexta-feira, e-mail para o gabinete de Gabriela Palombo, para o escritório do deputado Edinho Silva e para o prefeito, Marcelo Barbieri. O senador aguarda a confirmação da data da visita. Sabe como é: a aliança entre PT/PMDB comanda o País, e a relação entre as lideranças do partido “são ótimas”.

Quebra queixo

Disputa 1 – Com Edinho, quase que certamente, fora da disputa eleitoral de outubro próximo, o panorama político local se abre para novas aventuras políticas, o que, pode sim, complicar a representação da cidade na Assembléia Legislativa e na Câmara dos Deputados. Apenas para ficar com os nomes mais fortes, se o PT lançar Márcia Lia, a briga pelos votos para deputada federal em Araraquara será grande entre a petista e Edna Martins, do PV, apoiada pelo governo Barbieri.

Disputa 2 – Por outro lado, o deputado estadual Roberto Massafera, que agora não tem mais Dimas Ramalho como parceiro político por aqui, vai dobrar em Araraquara e região com alguém do PSDB, que deve ser Vanderlei Macris ou até mesmo José Serra – ou os dois. Pelos lados do PT, não se pode esquecer, Arlindo Chináglia também conta com um grupo político na cidade, e certamente levará alguns votos embora.

Disputa 3 – Já para deputado estadual – importante lembrar que Edinho está fora dessa também – caso Edio não consiga emplacar sua candidatura, o nome do PT na cidade será o do ex-prefeito de Matão Adauto Scardoelli, que não deve levar muitos votos. Ou seja: a situação de Massafera nas esferas locais estaria bastante tranquila, ainda que a cidade possa apresentar outros candidatos com potencial.Disputa 4 – Caso Edio entre na briga, no entanto – e ainda por cima fazendo dobradinha com Márcia Lia a federal – a força da máquina petista pode fazer grande diferença e aí, sim, rachar os votos na cidade – sempre considerando que outros nomes da cidade também estarão na briga. Resumindo: teremos um repeteco da situação vivida em 2010, quando todo mundo teve que se esgoelar pelo estado para buscar os votos perdidos aqui.

Relação de confiança – Uma das situações que mais se preza nos bastidores da política é a capacidade de se guardar off de informações trocadas no dia a dia. A relação de confiança, nos bastidores, é fundamental. Isso não se pode se perder. É feio!

Quebra queixo

CEI 1 – Conversando nas últimas horas com vereadores ligados a Comissão Especial de Inquérito (CEI), que está por ser prorrogada por mais 30 dias, O Imparcial ouviu que os trabalhos do grupo continuarão normalmente no novo período, e que a Casa continua aberta para receber denúncias e novas informações de quem quer que seja. Para encaminhar alguma denúncia basta ao cidadão dirigir-se a sede do Poder Legislativo e procurar a Secretaria da Casa.

CEI 2 – Logo após formalizada a prorrogação da CEI, os integrantes do grupo que compõem os trabalhos vão se reunir para definir os próximos passos da comissão, e agendar os depoimentos do ex-coordenador da Pasta do Desenvolvimento Econômico, Ademir Palhares, e do presidente da Câmara, vereador João Farias, que pretende desmontar as acusações da ex-secretária Adriana Célia Dias.

CEI 3 – Além dos dois depoimentos já citados, os integrantes da CEI estudam ainda ouvir o empresário citado por João Farias, que teria recebido uma cobrança de R$ 30 mil reais para ter uma obra sua desembargada. Outros depoimentos não são descartados pelos integrantes da comissão, mas existem regras.

CEI 4 – De acordo com o que a reportagem ouviu do relator da CEI, vereador Aluízio Brás, o Boi, a pessoa que desejar depor na CEI deve trazer provas do conteúdo do depoimento que pretende expor durante a oitiva. Não vai bastar o depoente dizer que “ouviu falar”, “que ficou sabendo”, ou que “viu”, alguma coisa, sem ter como provar cabalmente o que vai afirmar. Nessa altura do campeonato, a intenção é evitar que a CEI se transforme em instrumento ou palanque político.

Quebra queixo

CEI – Como antecipado por O Imparcial ainda antes da virada do ano, o futuro da Comissão Especial de Inquérito (CEI) instalada na Câmara Municipal está garantido, e depende, desde o início da pendenga, apenas de seis assinaturas – apesar de já se ter publicado por aí que seriam preciso 11.

CEI 2 – Defendida com unhas e dentes pelo presidente da Câmara, a prorrogação da CEI conta, desde o final do ano, com apoio público da base e do próprio Executivo. E também como antecipado aqui, as chances de o requerimento pela continuidade da CEI receber, até mesmo, a assinatura dos 18 vereadores é grande. Não há novidade alguma, os tempos são outros…

Nada mudou 1 – Em conversa com a reportagem do O Imparcial, o deputado estadual Edinho Silva seguiu com seu discurso politicamente correto, de que está pronto para enfrentar as urnas de outubro. Depois de perguntado pelo diretor do jornal, José A. C. Silva, se seria candidato -, Edinho riu, e se saiu com um enigmático “Hoje eu sou”.

Nada mudou 2 – O caso, é que a eleição não é hoje, é em outubro e Edinho terá a candidatura de Dilma Rousseff para tocar. Em conversa com lideranças de São Paulo na manhã de ontem, O Imparcial apurou que tudo continua como “Dantes no Castelo de Abrantes”. Ou seja: a cúpula da campanha quer o araraquarense 100% dedicado a reeleição da presidente, e isso não deve mudar.

Quebra queixo

Modernas – O deputado estadual Edinho Silva afirmou que as obras das novas oficinas de Tutóia devem demorar cerca de um ano, e embora cotadas em pouco mais de R$ 60 milhões, devem custar cerca de R$ 80 milhões. “Elas serão as oficinas mais modernas da América Latina”, revelou.

Pólo ferroviário – A construção das novas oficinas em Tutóia é de fundamental importância para garantir que Araraquara continue como um dos mais importantes pólos ferroviários do País, mantendo intacta a centenária vocação da cidade, iniciada no início do século passado, quando a Estrada de Ferro Araraquara acabou se transformando em uma das mais importantes empresas ferroviárias da América Latina.

Liberados 1 – Com a inauguração do novo contorno ferroviário previsto para o próximo mês de março – mais tardar em abril -, Araraquara começará a assistir – literalmente – a gradativa retirada dos trilhos da área central da cidade. E o trabalho acontecerá em duas etapas: na primeira, os funcionários procederão à retirada dos ramais onde trafegam as composições de carga em viagem; na segunda, sai de cena o ramal que leva as composições para as oficinas, localizadas nos pavilhões do CEAR.

Liberados 2 – A entrada em operação do novo contorno retira do centro de Araraquara o tráfego das composições de carga, que cruzam a cidade ou na direção do porto de santos, estados brasileiros produtores de grãos e outros. Trata-se de uma paisagem que integra a história da cidade há mais de um século e apreciada por cidadãos de inúmeras gerações de araraquarenses. A cidade cresceu e se desenvolveu em torno dos trilhos do centro, e dentro de muito pouco tempo eles já não estarão mais ali.

Liberados 3 – Os pavilhões do Cear também estarão liberados, e ali, dentro de alguns anos, a cidade não mais verá os velhos barracões construídos pela antiga EFA. A paisagem, por ali, estará ocupada por uma grande avenida, um shopping, duas torres comerciais e um hotel de alto padrão. O holandês, da rede Tulip, anunciado ao lado com exclusividade por O Imparcial.

Quebra queixo

CEI 1 – Convocada para apurar denúncias de corrupção, e outras praticas levadas a efeito no interior do Poder Público por pessoas ligadas a um suposto esquema criado pelo ex-vereador Ronaldo Napeloso, a Comissão Especial de Inquérito (CEI), instalada na Câmara Municipal calou seus críticos, ao trazer a público revelações contundentes sobre como funcionavam as negociações do suposto esquema Napeloso no interior do Poder.

CEI 1 – Deflagradas para apurar indícios de enriquecimento ilícito do ex-vereador, cobranças por concessão de áreas para instalação de empresas, fraude em programa de agricultura familiar do governo federal, dentre outras, as investigações acabaram ampliando o leque, chegando a revelar um verdadeiro balcão de negócios no interior da Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Na CEI, o caso veio a público através de depoimentos de servidores da própria Pasta, de empresários e até mesmo de Adriana, ex-secretária do ex-coordenador, Ademir Palhares, o Mimi.

CEI 2 – Tudo começou quando, no início de agosto, a Polícia Federal (PF), a Justiça Eleitoral e o Ministério Público deflagraram a Operação Schistosoma,cumpriu cinco mandatos de prisão temporária – do próprio vereador e quatro de seus assessores diretos – 13 mandados de busca e apreensão, seis conduções coercitivas para empresários que a polícia identificou como tendo sido beneficiados pelo esquema, além de medidas cautelares para afastamento de cargo público ou funções.

CEI 3 – Napeloso era investigado desde 2012, mas o processo seguia em segredo de justiça. Na época, a PF e o MP informaram que a investigação começou depois de uma denúncia de que o vereador ostentava patrimônio maior do que o declarado na Justiça Eleitoral. De acordo com nota emitida pela PF na época, a denúncia mostrou-se procedente, já que durante as investigações, diligências levaram ao descobrimento de “vários” bens e imóveis suprimidos das declarações ou apontados valores de aquisições muito inferiores ao de mercado.

Quebra queixo

Edinho – Visitando a redação do jornal na manhã de ontem, o deputado estadual Edinho Silva conversou sobre muitos assuntos com a reportagem e a direção do matutino. Nas próximas edições, O Imparcial publicará muito do que pensa Edinho sobre o momento político local e do País. Vem muita novidade por aí.

Marcelo – Também em visita a redação do O Imparcial, só que na tarde de ontem, o prefeito Marcelo Barbieri também foi sabatinado pela reportagem. Na pauta, temas como eleições 2014, eleições 2016, realizações, objetivos e também problemas enfrentados pela administração. O prefeito não escondeu a mão.

“Aí o partido troca” – O prefeito Marcelo Barbieri não escondeu à reportagem do O Imparcial seu desejo de nomear o vereador Geicy Sabonete para a Secretaria Municipal de Esportes. Ele se apega, no entanto, na questão partidária e dá um exemplo prático de como a coisa funciona. “O cargo deve ser sempre do partido, nunca da pessoa. Imagine que a pessoa faz alguma coisa errada lá. A gente chama o partido e diz, ‘olha, ele fez algo errado. Aí o partido troca’.

Ainda na briga – Em contato com a redação do jornal, o advogado Paulo Ortega, representante do Sindicato dos advogados do interior paulista, afirmou que ainda acredita no sucesso do mandato de segurança coletivo impetrado contra o presidente da Câmara, João Farias, por este ter baixado normas que controlam o acesso de pessoas a alguns setores do Palacete Carlos Alberto Manço, sede do Poder Legislativo. De acordo com Ortega, houve indeferimento da liminar, mas os autores aguardam a volta dos trabalhos no Fórum para que o promotor se manifeste e o juiz julgue o caso em definitivo.

Quebra queixo

PRB 1 – Até a entrada do grupo de João Farias no PRB, o partido era mais um daqueles nanicos que povoam a vida política da cidade em época de eleição, e servem apenas para engrossar coligações e melhorar um pouco o tempo de TV de candidatos na eleição Majoritária (para prefeito). Antes de João Farias, o PRB local tinha como filiados apenas os quatro ou cinco membros que compunham sua Executiva, mais nada.

PRB 2 – O comando do grupo político de João Farias em 2007 era composto, além dele, por Marcelo Lopes e Leandro Guidolin. Na época, todos estavam no PDT. Guidolin era dissidente do PTB local – seu pai tinha sido um dos fundadores do partido na cidade -, e foi para o PDT, de Marcelo Lopes, levando consigo um bom time de pré-candidatos à vereança. O grupo se somou a já forte chapa montada por Lopes, e o PDT se preparava para a eleição de 2008 com a certeza de eleger ao menos um vereador.

PRB 3 – Dias antes de vencer o prazo de filiações para quem desejasse disputar o pleito de 2008, porém, o PDT de Araraquara tomou uma rasteira em São Paulo e o, até então, chefe maior do partido, Paulinho “da Força”, destituiu a Executiva local da agremiação, quase deixando todo mundo fora das eleições de 2008 – na época, a manobra foi debitada na conta do PT. Foi então que João Farias, Marcelo Lopes, Leandro Guidolin e toda a chapa de vereadores do PDT, incluindo aí o atual peemedebista Roberval Fraiz, acertaram o ingresso no PRB, foram para as urnas e elegeram o atual presidente da Câmara para seu 1º mandato.

PRB 4 – As manobras política engendradas nos últimos meses visando o isolamento político do presidente da Câmara, João Farias, mostram claramente detalhes de como funciona o sistema político brasileiro. Embora seja o presidente do Poder Legislativo, João Farias não tem a máquina na mão e, portanto, não tem como garantir espaço para os filiados de seu partido. O governo tem.

Quebra queixo

Dívidas – O Imparcial esteve ontem na Usina Maringá, que está totalmente paralisada. De acordo com os sindicalistas presentes no local, a Usina deve cerca de R$ 5 bi – só de INSS seria algo em torno de R$ 500 milhões -, e não estaria depositando o FGTS dos funcionários desde julho de 2012. Durante a conversa, representantes do sindicato afirmaram que a Usina doou combustível para campanhas de políticos nas últimas eleições.

Plano Diretor 1 – A Sessão extraordinária marcada para o próximo dia 14 de janeiro para a discussão do novo texto do Plano Diretor vai, sim, ter debates e discussões. A reunião acontece para que se apresentem emendas ao texto, e ontem, de uma só vez o vereador da oposição, Donizete Simioni (PT) protocolou na Câmara 7 (sete) delas.

Plano Diretor 2 – O parlamentar mexe também no zoneamento urbano, citando o aqüífero guarani e o distrito industrial, fala da Orla Ferroviária e da Marginal das Cruzes, além de focar atenção especial nos índices de ocupação e aproveitamento do solo urbano, que também foram revistos pelo vereador, além de emenda à Lei de Parcelamento de Solo, que trata de metragem mínima de área institucional doada. Tanto o novo texto do Plano Diretor, quanto a Lei de Outorga serão votados em sessões extraordinárias nos dias 14 e 15 de janeiro.

Mínimo – O governador Geraldo Alckmin sancionou em dezembro, a lei que reajusta em 7,18% o piso regional paulista. A primeira faixa do salário mínimo do Estado passa de R$ 755 a R$ 810. A segunda vai de R$ 765 para R$ 820. O texto, que foi aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) em 17 de dezembro, estabeleceu que o piso regional do estado de São Paulo passe a vigorar a partir de janeiro de 2014. Ou seja, já está valendo.

Quebra queixo

Reforma 1 – Quando implantou a reforma administrativa em julho passado, o governo pretendia a extinção de 30% das secretarias com a dispensa de gente do alto escalão –planejou também cortar mais 25% de funcionários abaixo do 2º escalão para baixo. Com isso, o município esperava economizar mais de R$ 2,8 milhões até o fim de 2013, fechar o orçamento com as contas em dia e investir em outras áreas. Ainda antes disso, no início de 2013, a administração anunciou cortes de empresas terceirizadas.

Reforma 2 – Segundo publicado pela imprensa época, a governo anunciou que o pacote de medidas visava diminuir o déficit e ampliar a capacidade de investimento do município. Falou-se também que os esforços deveriam se concentrar na contratação de médicos, investimentos na Saúde e Educação, por exemplo, e na redução da parte administrativa burocrática da Prefeitura.

Didático 1 – Publicado pela Controladoria Geral do Município no Portal da Transparência da Prefeitura de Araraquara, o Guia Simplificado para Gestores dos Recursos Públicos, foi considerado bom e didático pelo ex-secretário da Fazenda do município, José Eduardo de Oliveira, o “Vermelho”. De acordo com ele, as orientações são esclarecedoras e contribuem para qualificar o controle das despesas e dos atos das autoridades municipais. Ele cita o Guia para criticar a maneira como a Prefeitura realizou a operação de R$ 25 milhões no mercado financeiro, e prevê problemas no futuro.

Didático 2 – Vermelho lembrou que o contrato não teve qualquer publicidade oficial, começou em 2012 e foi concluído em 2013 – sem que ninguém, nem a Câmara soubesse – teve participação do DAAE, e gerou juros de quase R$ 10 milhões – R$ 2,4 milhões pagos em novembro de 2013. Ele destacou ainda uma determinação constante no Guia, onde qualquer despesa depende da emissão do empenho antecipado para ser realizada. E isto não aconteceu, destacando que a Câmara abriu crédito especial para pagamento de juros e encargos, em novembro de 2013, depois de quase um ano do contrato assinado, não divulgado e registrado em cartório de outra comarca.

Quebra queixo

Mudança 1 – Pelos bastidores da cidade já existe, há muitos anos, reclamações – embora veladas – pela insistência das lideranças locais em manter a política do PA em constante evidencia. O argumento é que a tese ‘mata’ a possibilidade de surgirem novas lideranças pela cidade, o que oxigenaria a política local e evitaria muitos problemas, como o fortalecimento desmedido de um determinado grupo político, que passaria a agir pelos bastidores como se estivesse acima do bem e do mal.

Mudança 2 – Esse grupo, principalmente depois dos escândalos que estouraram pela cidade em 2013, ganhou força e já começou a colocar as manguinhas de fora. Se era sabido que alguns conhecidos nomes da política local já se movimentavam em São Paulo e em Brasília na busca apoio – e recursos – para entrar na briga em 2014, depois que correu a versão de que Edinho fora, a correria aumentou.

CEI 1 – Como antecipado pela reportagem do O Imparcial, a CEI que investiga as ramificações do esquema Napeloso entro do Poder Público não foi enterrada e vai mesmo continuar em, 2014. Uma reunião, na tarde de ontem, fechou a história, mas exatamente do jeito que a reportagem já havia antecipado. A comissão será prorrogada no máximo por 30 dias, e sua continuidade deverá ser votada na Sessão extraordinária do dia 14 de janeiro, convocada originariamente para discutir o Plano Diretor.

CEI 2 – A comissão, também como adiantado aqui, convocará o presidente da Câmara, vereador João Farias, e o ex-coordenador da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ademir Palhares, o Mimi. E ao que tudo indica, mais ninguém (há controvérsias, porém,)

Quebra queixo

Hotéis – Ainda sobre a polêmica que se criou pela cidade nos últimos anos com o que teria sido feito com o dinheiro da venda dos hotéis por parte do município – muito se falou que Prefeitura usou os recursos para pagar dívidas -, é importante deixar claro que isso nunca aconteceu. O dinheiro foi todo aplicado na compra dos pavilhões do CEAR, um total de pouco mais de 170 mil metros quadrados de terreno e mais 48 mil metros quadrados de construção localizados em área nobre da cidade.

Nomeações – Anunciado nas últimas horas, o troca-troca realizado pelo Executivo no alto escalão do governo não se limitou aos altos cargos. De acordo com o que se vê nos atos oficiais, aconteceram muitas novas nomeações para cargos em comissão, inclusive de pessoas que eram ligadas – até há pouco tempo – ao presidente da Câmara, João Farias. O PRB, como se sabe, andou perdendo alguns nomes depois que a cúpula do partido decidiu romper com o prefeito. É esperar para ver…..

Ano novo 1 – A expectativa no Paço Municipal é que o ano de 2014 seja bom de receita, e o caixa da Prefeitura anda precisando mesmo de dinheiro. Segundo levantamento realizado por José Eduardo de Oliveira, o Vermelho, o índice de participação do município no bolo do ICMS saltou de 0,43982 para 0,44273, o que, para ele, não chega a ser um quadro promissor.

Ano novo 2 – O ex-secretário da Fazenda do município aponta ainda como problema para o ano novo o endividamento do município, que disparou outra vez em 2013, e a dívida de curto prazo, que não diminuiu e fechará perto dos R$ 70 milhões. Segundo ele, a situação diz que haverá novamente cancelamento de empenhos – como nos anos anteriores – e a dívida fundada – mais difícil de esconder -, deverá alcançar o terceiro dígito, ou seja, ficando perto dos R$ 100 milhões..

Quebra queixo

Saúde mental 1 – As notas publicadas, ontem aqui mesmo, na coluna Quebra queixo, quanto a problemas vividos por pacientes araraquarenses em uma clinica de reabilitação em Limeira, chamaram a atenção de um leitor, que entrou em contato conosco e revelou mais detalhes sobre o assunto. Segundo ele, já há certa de um mês um advogado contratado pela citada clínica enviou diversos comunicados extra-oficiais a autoridades locais, incluindo ao Ministério Público e a lideranças políticas da cidade. Todas, cobrando a Prefeitura.

Saúde mental 2 – Segundo notícias chegadas ontem à redação, pacientes de Araraquara internados em uma clinica de reabilitação de Limeira estaria sendo dispensados do tratamento, e convidados a deixar o local. A informação chegou ao jornal através de parentes de alguns dos internos, que se mostravam preocupados com o destino deles. O jornal ouviu também garantias de que os pacientes não ficariam sem atendimento – se fosse o caso, seriam transferidos para uma clínica de Descalvado -, e que o pagamento já havia sido feito na última sexta-feira.

Saúde 1 – Como antecipado por O Imparcial, a Prefeitura de Araraquara vai se antecipar ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e começará a efetivar as rescisões de contrato na Gota de Leite. As demissões dos funcionários contratados através de um processo seletivo simples vão acontecer gradativamente, com uma média de 35 ao mês, e as admissões dos aprovados em concurso serão feitas 25% ao mês. O TAC prevê que as substituições devem, começar impreterivelmente em fevereiro, mas a prefeitura decidiu antecipar.

Saúde 2 – A confusão toda na Gota de Leite aconteceu porque a Prefeitura realizou concurso público para contratar funcionários pela Fungota, mas acabou cancelando o concurso e contratando funcionários terceirizados para a fundação.

Saúde 3 – Divulgado pela Cetro, empresa responsável pelo processo seletivo, o edital do concurso, realizado em maio do ano passado, anunciou a abertura de 117 vagas, 67 para candidatos com escolaridade de nível médio e outras 50 para os de nível superior. No total, cerca de 1,2 mil se inscreveram no processo e 228 profissionais foram aprovados no concurso.

Quebra queixo

Saúde mental – Notícias chegadas de Limeira no dia de ontem, davam conta de um sério problema que estaria ocorrendo com pacientes de Araraquara internados em uma clinica de reabilitação daquela cidade. Segundo alguns familiares afirmavam, a clinica estaria dispensando pacientes da cidade por falta de pagamento.

Saúde mental 2 – Segundo informações colhidas pela reportagem, de fato há uma clinica em Limeira que prestava serviços a Gerencia de Saúde Mental de Araraquara, ligada a Secretaria Municipal da Saúde, mas fontes informaram ao jornal que o pagamento teria sido feito na última sexta-feira. Além disso, a mesma fonte garantiu que o município já firmou convênio com uma clínica de Descalvado, o que garantiria qualquer eventual necessidade de transferência de pacientes.

CTA 1 – Chegou ontem ao O Imparcial uma reclamação de um funcionário da CTA, que teria recebido uma carta do SERASA, comunicando que seu nome seria inserido no sistema devido a um empréstimo consignado feito através da Caixa Econômica Federal (CEF), com a empresa. Segundo ele, todos os funcionários da CTA que fizeram empréstimos através do sistema com a CEF – em que os descontos das parcelas são feitos em folha pagamento – receberam a mesma carta.

CTA 2 – Desesperados com a situação, e com receio de que os valores das dívidas não estivessem sendo repassados ao banco, alguns funcionários se dirigiram a CEF e falarm com o gerente do agente financeiro, senhor José Luis Morelli Natal que garantiu não ter negativado quem quer que seja da CTA. Segundo ele, o erro foi operacional.

CTA 3 – De acordo explicado pelo gerente, quando se coloca no sistema do banco o valor total pago pela CTA, e o processo não estava fazendo a inclusão simultânea em todos os contratos, já que cada funcionário tem seu próprio contrato, e todos devem que estar inseridos no acordo. Isso, portanto, teria gerado uma conta em aberto e as cartas foram enviadas. O problema somente não se espalhou mais entre os funcionários da empresa, porque o próprio gerente do banco se dirigiu até o RH da CTA para avisar que estava tudo certo e que não há divida. Ainda assim, tinha gente garantindo ontem que estava negativado.

Quebra queixo

CEI 1 – As manobras e articulações a que a população assistiu nos últimos dias, todas elas criadas para viabilizar o encerramento da CEI do “caso Napeloso” na Câmara Municipal, está gerando crescente reação pela cidade. Ontem, por exemplo, o e-mail do O Imparcial estava repleto de mensagens tratando do tema. Em uma delas, o auditor fiscal, Valter Miranda taxa de irresponsabilidade os vereadores permitirem o encerramento da “primeira CEI nos últimos anos, se não me engano a única”, sem ouvir pessoas importantes citadas nos depoimentos e pelos jornais.

CEI 2 – Miranda diz ainda considerar importante que o assunto seja discutido em sessão extraordinária, com votação nominal e em horário que a população trabalhadora possa participar. Ele, assim como a maioria esmagadora das pessoas que se manifestam pelas redes sociais, gostariam de ver a coisa toda se resolver em plenário.

Plano Diretor – O auditor sugere ainda que se faça algumas alterações na redação final do novo Plano Diretor da cidade, principalmente depois das denúncias de corrupção nas questões do licenciamento, desmembramento e doação de áreas públicas, dentre outras, apresentadas na comissão. Segundo ele, a CEI precisa ser concluída e os vereadores devem criar dispositivos que blindem a cidade de iniciativas que facilitem a corrupção dentro das Secretarias Municipais.

1/3 – O artigo 108 do Regimento Interno determina que “A incumbência da CEI termina com o fim do prazo que lhe tiver sido estipulado ou com o término da sessão legislativa em que tiver sido criada, salvo deliberação do Plenário, prorrogando-a, uma única vez, dentro da legislatura em curso, não podendo ultrapassá-la”. O quorum para aprovação do requerimento de prorrogação será de um terço dos membros da Câmara. Ou seja: ela pode ser prorrogada e precisa de 6 (seis) votos para tal. Assinaram requerimento em favor da criação da CEI os vereadores, João Farias, Buchechinha, Sabonete, Simioni, Edio Lopes e Gabriela Palombo.

Quebra queixo

Dar a cara! – Segunda-feira, às 15h30, os integrantes da CEI estarão reunidos à portas fechadas com o presidente da Câmara, João Farias, para tentarem encontrar um consenso quanto a continuidade, ou não, da CEI. Se não houve acordo, o presidente já adiantou que vai convocar uma Sessão Extraordinária para definir a questão, o que já está tirando o sono de muito vereador, que até aqui não precisou colocar a cara para bater. Se a coisa toda for para o voto, a exposição será total.

Nem tanto – A única possibilidade de a decisão sobre a CEI não ficar para uma Extraordinária, é acontecer um acordo entre os integrantes da CEI, o que, em uma primeira análise, é algo difícil de acreditar – dados os últimos tiroteios em que parte do grupo se envolveu. Só em primeira analise, é bom que se diga. Porque em se tratando de política, os inimigos de hoje, podem, muito bem tornarem-se os amigos de amanhã.

Não mudou nada – Apenas um médico trabalhou na UPA Central na manhã de ontem, primeiro dia em que os 18 médicos contratados emergencialmente pela Prefeitura para resolver o problema nas unidades deveriam estar na ativa. As reclamações quanto a demora para o atendimento repetiram-se durante todo o dia. A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a escala de plantão dos novos profissionais ainda está sendo definida e a Secretaria de Saúde espera que a situação seja normalizada na próxima semana.

A vida continua – O ex-vereador, Ronaldo Napeloso e o ex-coordenador, Ademir Palhares, o Mimi, foram vistos na manhã de ontem conversando animadamente em uma conhecida padaria da cidade. A vida continua.

Quebra queixo

Iguais 1 – A nova tese surgida ontem para justificar o encerramento da CEI, em uma primeira análise, é bastante perigosa para a imagem da Câmara Municipal. De acordo com o que se falou ontem na Casa, o presidente da CEI Simioni está sob suspeita, porque foi citado por Valetr Merlos e Sergio Sgobbi como responsável pela emissão de alvarás de funcionamento de empresas na época de Edinho Silva (ver abaixo). O problema, é que o relator da CEI, Aluízio Brás, o Boi, também foi citado em depoimento. Ninguém aqui está dizendo que ninguém é culpado ou inocente, mas se ambos foram citados, tanto o trabalho presidente, quanto o do relator, em tese, estariam prejudicados.

Iguais 2 – Se a tese vingar, a coisa então segueria, porque outros vereadores também foram citados, e até o presidente da Casa, João Farias já se colocou a disposição para ser ouvido na CEI. Sendo assim, como fica: a Câmara toda, ou parte dela, ficaria sob suspeita? É isso? Os outros também aceitariam depor?

E agora? – Por outro lado, encerrar a CEI agora evitaria (ou não permitiria) os depoimentos de outros cidadãos que se mostraram interessados em falar nos últimos dias, como Luciano Fagnani, e o ex-coordenador Ademir Palhares, o Mimi. Aliás, ontem, falava-se que Mimi não tem nada a perder e que seu depoimento seria cara no ventilador, com certeza. Seria ou não seria interessante o depoimento de Mimi, caro leitor?

De carreira – Colocado ontem sob suspeita por seus colegas, Simioni afirmou que nunca assinou um só alvará durante o tempo que respondeu pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico. Segundo ele, havia uma repartição na Pasta só para isso, e o responsável pelos procedimentos, e assinava os alvarás era o Milton Lopes, “um funcionário de carreira da Prefeitura conhecido por ser muito rígido e honesto”.

Sem prazo – O artigo 108 do Regimento Interno determina que “a CEI pode ser prorrogada, uma única vez, dentro da legislatura em curso, não podendo ultrapassá-la”. Ou seja, ela não tem prazo para ser prorrogada e a atual legislatura termina somente em 2016, e não em dezembro deste ano. O quorum para aprovação do requerimento de prorrogação é de um terço dos membros da Câmara. Ou seja: 6 votos.

i fe��<p�. P- ‘mso-spacerun:yes’>

Falando ao O Imparcial na noite de ontem, Simioni afirmou que estão tentando desqualificar a CEI, e usando artifícios absurdos para isso. “Eles estão tentando desvirtuar foco da CEI, porque ela está chegando onde não interessa”, falou.

“É importante dizer que os alvarás que eles estão citando não têm nada a ver com os tipos de documentos que o Mimi aprovava. São alvarás de empresas, e eu nunca assinei um só alvará na minha vida”, falou.

tra�nvP- p+ , disse a vereadora.

Perguntada pela reportagem sobre qual a influência que os fatos surgidos nos últimos dias está tendo sobre a decisão de se encerrar a CEI, Edna afirmou que todos querem concluir as apurações, mas que o grupo somente poderá se manifestar depois de concluída a redação final do relatório. “Vamos ver o que sobra de tudo isso para então decidirmos sobre a necessidade de uma nova CEI”, falou.

Enquanto isso, no decorrer do dia, o servidor Luciano Fagnani, que desempenhou funções técnicas na Secretaria da Agricultura, protocolou ofício na Câmara Municipal requerendo ser ouvido pela Comissão Especial de Inquérito (CEI), afirmando ter muito o que revelar sobre o esquema que teria funcionado na Pasta. Fagnani diz no documento ter informações que podem comprometer servidores municipais comissionados, produtores, ex-vereadores, vereadores, além do governo.

Quem também quer depor na CEI é o presidente da Câmara Municipal, João Farias, empenhado em desqualificar as acusações dirigidas a ele pela ex-secretária Adriana Cela Dias. Ademir Palhares, o Mimi também se colocou a disposição da CEI para depor, e Simioni manifestou a necessidade de se convocar o empresário que teria se reunido com o prefeito para denunciar uma extorsão de R$ 30 mil reais.

Quebra queixo

CEI 1- Defendendo com unhas e dentes a continuidade da CEI, o presidente da Comissão, vereador Donizete Simioni citou, em sua fala, trechos da matéria principal do O Imparcial, publicada logo após o depoimento da ex-secretária de Mimi. Segundo ele, a oitiva de Adriana “revelou a existência de um escritório particular de arquitetura e engenharia dentro da Prefeitura e um verdadeiro balcão de negócios na Secretaria de Desenvolvimento Urbano”. Ele disse ainda que a prorrogação por 20 dias das investigações “foi pactuada” por todos os integrantes,e conclui: “Ninguém é dono da CEI, por isso a decisão deve ser do plenário, dos 18 vereadores”, afirmou.

CEI 2 – Já em outra linha, o relator da Comissão, vereador Aluizio Brás, o Boi, garantiu que proceder a realização do relatório de tudo que já foi apurado, entregar para análise e votação da CEI no dia 30 de dezembro e encaminhar à Polícia Federal e ao Ministério Público. Segundo ele, “se algum vereador não concordar, pode fazer um voto em separado e justificar”, disse. Os demais integrantes do grupo aceitam a tese de encerrar os trabalhos da comissão já neste ano.

CEI 3 – O artigo 108 do Regimento Interno determina que “A incumbência da CEI termina com o fim do prazo que lhe tiver sido estipulado ou com o término da sessão legislativa em que tiver sido criada, salvo deliberação do Plenário, prorrogando-a, uma única vez, dentro da legislatura em curso, não podendo ultrapassá-la”. O quorum para aprovação do requerimento de prorrogação será de um terço dos membros da Câmara. Ou seja: ela pode ser prorrogada e precisa de 6 (seis) votos para tal. Assinaram requerimento em favor da criação da CEI os vereadores, João Farias, Buchechinha, Sabonete, Simioni, Edio Lopes e Gabriela Palombo.