Select Page

Advertisement

“Precisamos colocar a criança e o adolescente no centro das nossas ações”, defende Edinho



Prefeito participou da abertura da 10ª Conferência Municipal da Criança e do Adolescente, que termina neste sábado (30), na Unidade 1 da Uniara

“Precisamos colocar a criança e o adolescente no centro das nossas ações”, defende Edinho

Publicidade

Advertisement

A 10ª Conferência Municipal da Criança e do Adolescente, que está sendo realizada na unidade 1 da Uniara, foi aberta oficialmente na tarde desta sexta-feira (29), com a presença do prefeito Edinho, da deputada estadual Márcia Lia (PT), da secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; da secretária municipal de Planejamento e Participação Popular, Juliana Agatte, da coordenadora de Direitos Humanos, Maria Fernanda Luiz; do presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (Comcriar), Alexandre Machado, e de Alan Dantas Caruso, representando o Conselho Tutelar do Município. Entre as autoridades também estava Aparecida dos Santos, a Irmã Cida, representando as entidades que atuam junto a crianças e adolescentes em Araraquara.

Abrindo a programação, os convidados assistiram à apresentação de breaking do grupo de dança da entidade Rita Maria de Jesus.

Na sequência, na solenidade de abertura, o prefeito Edinho destacou a importância desta conferência municipal, que será a base do Plano Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que o Executivo enviará para aprovação em plenário da Câmara. “Desta conferência, serão tiradas as ações que o município colocará em prática nos próximos anos. Dela será elaborado o Plano Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente que vai virar lei municipal, depois de aprovado pelos vereadores. Por isso, esse esforço é tão importante”, reforçou o prefeito. “Nós nunca vivenciamos uma situação de tanta vulnerabilidade da criança e do adolescente. O empobrecimento da sociedade é brutal e esse público é o que mais sofre neste momento. Esse empobrecimento leva à miséria de valores, de referência e de perspectiva. Não há como achar que a criança e o adolescente estão salvos nesta situação. Eles formam a ponta mais fragilizada desta cadeia e é nossa obrigação protegê-los. Precisamos debater essa realidade e colocar a criança e o adolescente no centro das nossas ações”, defendeu Edinho.

A deputada estadual Márcia Lia, que coordena a Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente, enalteceu a participação das crianças e dos adolescentes que estavam presentes no auditório da Uniara. “As crianças precisam mesmo participar e entender a importância de se colocar nas discussões hoje, porque as decisões tiradas daqui vão definir as políticas públicas que serão implantadas na cidade”, disse a deputada.

As demais autoridades também parabenizaram e valorizaram a participação das crianças e dos adolescentes na conferência. No decorrer da tarde, eles participaram ainda de três oficinas, com os temas Proteção Integral, Enfrentamento e Diversidades.

A 10ª Conferência Municipal da Criança e do Adolescente continua neste sábado (30), às 8 horas, com credenciamento seguido da palestra “O enfrentamento às violências para garantia da proteção Integral e do direito à diversidade” com a Professora Drª Márcia Cristina Argenti Perez e a Professora Drª Regina Célia de Souza Beretta.

O evento é realizado pela Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular, por meio da Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos e pelo Comcriar.

Abrindo a programação, os convidados assistiram à apresentação de breaking do grupo de dança da entidade Rita Maria de Jesus.

Abertura da Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente . Foto: Tetê Viviani

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

  • Prestações

Arquivos