Selecione a página

Massafera preside CPI da pílula do câncer

A CPI criada terá 90 dias para apresentar seus resultados dos trabalhos O deputado estadual e líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, foi eleito presidente da CPI da fosfoetanolamina, a chamada pílula do câncer. A proposta de criação da CPI foi uma iniciativa do deputado Rafael Silva protocolada […]

A CPI criada terá 90 dias para apresentar seus resultados dos trabalhos

A CPI terá como finalidade acompanhar as pesquisas para determinar a eficácia da substância - Foto: Ary Costa PintoO deputado estadual e líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, foi eleito presidente da CPI da fosfoetanolamina, a chamada pílula do câncer.

Instalada ontem, a CPI terá como finalidade acompanhar as pesquisas que estão sendo realizadas pelo Instituto de Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) para determinar a eficácia dessa substância no tratamento de pacientes portadores da doença.

A proposta de criação da CPI foi uma iniciativa do deputado Rafael Silva protocolada no início de 2016. Além do presidente Roberto Massafera, na sessão inaugural dos trabalhos os membros da Comissão escolheram como relator o deputado Ricardo Madalena. A CPI criada terá 90 dias para apresentar seus resultados dos trabalhos e se reunirá todas as quartas-feiras nas dependências da ALESP.

No encerramento da sessão o deputado Roberto Massafera se declarou otimista com o reconhecimento da fosfoetanolomina sintética como medicamento. O parlamentar reafirmou que acredita na eficiência da substância química no tratamento de pacientes portadores de alguns dos tipos de câncer. Ele lembrou que os tratamentos mais comuns como a quimioterapia e a radioterapia apresentam eficiência em apenas 20% dos casos.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade