Selecione a página

Empreiteira investigada na Lava Jato faz consulta sobre impeachment de Dilma

A revista Veja não aponta qual empresa pediu que este estudo seja feito, mas ressaltou que o trabalho foi feito pelo jurista Ives Gandra Martins

De acordo com reportagem da revista Veja do último final de semana, uma das construtoras acusadas na Operação Lava Jato encomendou parecer jurídico sobre a viabilidade de um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.
O pedido teria como base descobertas de crimes e irregularidades na Petrobras, e a companhia está divulgando o material.
Porém, a revista não aponta qual empresa pediu que este estudo seja feito, mas ressaltou que o trabalho foi feito pelo jurista Ives Gandra Martins. O juiz confirmou ter feito uma elaboração de parecer sobre o tema ao jornal Folha de S. Paulo, mas afirmou que foi pedido por um advogado amigo dele, José de Oliveira Costa, que não revelou quem seria o destinatário do estudo.
E o parecer do juiz é favorável a abertura de um processo de impeachment contra Dilma.
“Considerando que o assalto aos recursos da Petrobras, perpetrado durante oito anos, de bilhões de reais, sem que a Presidente do Conselho e depois Presidente da República o detectasse, constitui omissão, negligência e imperícia, conformando a figura da improbidade administrativa”.
Vale ressaltar que a capa da revista desta semana prevê que haja uma maior pressão do juiz Sérgio Moro e poderá envolver tanto o ex-presidente Lula como a presidente Dilma em novas delações premiadas.
Uma das confissões esperadas é a da empreiteira OAS, em especial do executivo Ricardo Breghirolli, encarregado de distribuir malas de dinheiro e outra é a da construtora UTC, que poderia descrever como foram feitas doações de campanha em 2014.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade