Selecione a página

Édio Lopes cobra providências sobre falta de abastecimento de água

Desde que foram construídas novas moradias nos conjuntos habitacionais Jardim do Valle e Valle Verde, por meio do programa federal “Minha Casa Minha Vida”, aumentou de forma significativa a demanda de infraestrutura urbana, o que tem afetado o abastecimento de água na região.“O abastecimento está bastante comprometido principalmente nos finais de semana, de sexta a […]

Desde que foram construídas novas moradias nos conjuntos habitacionais Jardim do Valle e Valle Verde, por meio do programa federal “Minha Casa Minha Vida”, aumentou de forma significativa a demanda de infraestrutura urbana, o que tem afetado o abastecimento de água na região.
“O abastecimento está bastante comprometido principalmente nos finais de semana, de sexta a domingo, que é quando o pessoal fica mais em casa”, relatou Josimar Ferreira, morador do Valle Verde.
Ferreira informou que está sendo feito um abaixo-assinado reivindicando a construção de uma caixa d’água para ver se a questão é resolvida. “O próprio DAAE já reconheceu o problema, inclusive citando o vazamento da caixa d’água no setor do Selmi Dei”.
Buscando resolver a situação, o vereador Édio Lopes encaminhou, em 14 de junho, o requerimento de nº 517/16 para que fosse oficiado ao superintendente do Departamento Autônomo de Água e Esgotos (DAAE) a necessidade de enviar à Câmara Municipal informações se a autarquia atestou as condições para a construção dos conjuntos habitacionais sem que houvesse a necessidade de perfuração de novos poços e reservatórios e a previsão e providências que estão sendo tomadas para a resolução do problema.
“Queremos saber qual o plano da autarquia para resolver essa situação. Sabemos da necessidade de perfuração de um novo poço, um reservatório e uma adutora para atender de forma satisfatória o abastecimento na região”, afirmou Édio.
No entanto, até o momento não houve resposta ao requerimento do vereador e nem pedido de prorrogação do prazo de resposta (que é de 30 dias, prorrogável por mais 30). Por isso o vereador Édio Lopes irá acionar o Ministério Público, por descumprimento do prazo legal para resposta.
“A população precisa de solução, pois o problema da falta de água só aumenta, e os moradores daquela região da cidade têm os mesmos direitos dos demais. Só querem ser respeitados”, finaliza Édio.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade