Select Page

Dr. Helder diz que CEI tinha limitações, e fala de empresário que “deu” carro



Vereador revelou durante Sessão que empresário contou ter dado um carro de presente, mas negou tudo em depoimento na CEI. “Eles falam com advogados”, disse

Falando durante a entrega do relatório da CEI ao presidente da Câmara na última Sessão Ordinária da Câmara Municipal, o vereador do PPS, Dr. Helder, começou a explicar sobre as limitações enfrentadas pelos membros da comissão durante os trabalhos e visitas realizadas pela cidade. Segundo ele, que já havia dito isso em outras ocasiões, a CEI não tem poder de polícia, e por isso mesmo não tinha como apurar mais a fundo as denúncias que apareceram durante as diligências realizadas.

Em seguida, Helder citou como exemplo as inúmeras diligências realizadas por ele em companhia do vereador – agora secretário de Esportes – Geicy Sabonete, ocasiões em que muito do se ouviu, não se confirmou depois.

Até aí, tudo estava bem, e Sabonete, que estava acomodado na mesa reservada à imprensa no plenário da Câmara, ouvia tudo em silêncio. Então, Helder mandou de bate e pronto: “Em uma visita ouvimos de um empresário que ele deu um carro de presente. Depois, na CEI, ele negou tudo”, revelou.

De acordo com o médico vereador a atitude mostra como uma CEI tem limites. “O cara fala uma coisa pra gente, depois conversa com os advogados e desmente tudo. Não tem como fazer um trabalho completo”, afirmou Helder.

Poucos metros a frente do parlamentar, Sabonete se contorcia incomodado e afirmava com todas as palavras ao O Imparcial desconhecer a história. “Não sei desse cara, desse carro, eu não estava com ele nesse dia”, garantiu. A afirmação de Helder provocou reações diversas na platéia e no plenário, todos querendo saber de quem ele estava falando. Até agora, no entanto, nada foi tornado público sobre o assunto.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Publicidade

Arquivos