Select Page

Diálogo garante avanços no PCCV

Diálogo garante avanços no PCCV

Em nova reunião sobre o novo PCCV (Plano de Carreiras, Cargos e Vencimentos), o Comitê de Gestão Democrática — formado por servidores de todas as secretarias, autarquia e fundações — teve acesso aos detalhes dos PCCVs da Prefeitura, da Secretaria Municipal de Educação e do Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos). Os planos foram elaborados após dezenas de reuniões com os servidores.

Todas as reivindicações dos servidores foram ouvidas pela Administração. O próximo passo é a elaboração dos textos dos projetos de lei, que serão concluídos até 15 de agosto para posterior envio à Câmara Municipal para votação.

O prefeito Edinho se desculpou com os integrantes do Comitê devido ao prazo de conclusão dos PCCVs terem se estendido além do previsto. Essa extensão do prazo ocorreu para que os três documentos (Prefeitura, Educação e Daae) caminhassem juntos, com todos os pedidos dos servidores incluídos. E o processo respeitou um amplo calendário de diálogo com os servidores de todos os setores da Prefeitura e do Daae.

Entre os benefícios apresentados estão o novo piso salarial da Prefeitura e do Daae, de R$ 1.298, o que pode representar até 24% de aumento para os menores salários. Todos os cargos operacionais do Daae também receberão um incremento de, no mínimo, R$ 200 nos salários.

Ainda foram explicadas melhorias na remoção entre secretarias e na progressão da carreira dos servidores, valorizando a qualificação e os estudos, entre outras sugestões acatadas dos trabalhadores.

Uma comissão formada dentro do comitê também apresentou sugestões para redução de horas extras na Prefeitura, já que um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) proíbe o pagamento de horas extras acima de 40 horas mensais. O Executivo irá analisar cada proposta apresentada.

 “Nossa postura sempre será de diálogo com o servidor municipal. O PCCV acabou se estendendo mais do que a gente previa, mas tenho certeza de que foi construído com muita transparência e refletindo as necessidades dos servidores. Agradeço muito ao Comitê de Gestão Democrática por confiar em nosso trabalho”, afirma o prefeito Edinho.

O prefeito também lamentou a ausência de representantes do sindicato da categoria em um momento tão importante como esse, mas ressaltou que sempre respeitará as demandas do Sismar (Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região) e que os diretores da entidade sempre serão recebidos e ouvidos.

Além dos servidores, estiveram presentes na reunião os vereadores Roger Mendes (Progressistas), Edson Hel (PPS) e Rafael de Angeli (PSDB) e secretários e coordenadores municipais.

Últimos Vídeos

Loading...

Charge do Dia

Publicidade

Arquivos