Selecione a página

Boi vai solicitar ao MP que investigue a Santa Casa sobre vagas de internação do SUS

Diante do caos nas UPAs, com espera de mais de 24 horas para a internação de pacientes de urgência e emergência na Santa Casa, o vereador Aluisio Braz, Boi, entrará com pedido, na próxima semana, junto ao Ministério Público, para que seja investigado o cumprimento de contratualização de leitos no único hospital da cidade com […]

Diante do caos nas UPAs, com espera de mais de 24 horas para a internação de pacientes de urgência e emergência na Santa Casa, o vereador Aluisio Braz, Boi, entrará com pedido, na próxima semana, junto ao Ministério Público, para que seja investigado o cumprimento de contratualização de leitos no único hospital da cidade com atendimento pelos SUS.
Segundo Aluisio, a Santa Casa possui a certificação de filantropia, deixando de pagar alguns impostos para atender com leitos uma quantidade de pacientes pelo SUS, encaminhados pelas UPAs e rede pública de saúde. “Primeiro temos que fazer o levantamento e saber quantos leitos são destinados aos atendimentos do SUS e depois verificar se a Santa Casa está, de fato, disponibilizando esses quartos para os atendimentos da saúde pública, ou seja, do SUS, no nosso município”, esclareceu.
“Temos que fiscalizar. Vou solicitar ao MP, inclusive, que seja montada uma comissão constituída pelos poderes públicos e sociedade civil, para que fiscalize o cumprimento dessa prestação de serviços. É preciso saber se todas as vagas estão sendo ocupadas por pacientes do SUS e não de convênios particulares, como é o caso do plano de saúde São Francisco, que firmou parceria recente com a Santa Casa”, destaca Boi.
Ele ainda lembra que “a preocupação aumenta quando o grupo São Francisco fecha um contrato com uma fábrica têxtil de Araraquara com mais de 5 mil funcionários. Diante isso, a demanda no atendimento da Santa casa aumenta, o que pode prejudicar ainda mais a população, ou seja, os atendimento do SUS”.
O vereador também explicou que a Santa Casa recebe verba tanto do Governo Federal, quanto Estadual, para que a população tenha um bom atendimento. “Todas as melhorias do hospital provenientes desses recursos públicos, devem beneficiar, especialmente, a população que depende de atendimento de saúde gratuita e não de convênio particular”.

Contratualização
De acordo com um levantamento recente feito pelo vereador, cerca de 110 leitos deveriam ser destinados ao atendimento do SUS. Além da necessidade desse número ser ampliado e os serviços melhorados é preciso saber primeiramente se ele é cumprido. “Conversando com especialistas na área da saúde pública, pude entender que o número de leitos precisa ser aumentado pelo menos em mais 25. Assim conseguiremos atender com mais tranquilidade a nossa população mais carente. Isso podemos conseguir com a reabertura do Hospital Beneficência ou um convênio com o hospital de Américo. Vamos fazer de tudo para que uma dessas situações ocorra”, disse Boi.
Ele também lembrou quando apontou ao MP o problema dos maus profissionais da saúde que batiam ponto, mas não atendiam pacientes em seus plantões nas UPAs. Hoje, eles foram dispensados dos serviços públicos e uma prestadora de serviços foi contrata para atender de forma complementar as Unidades de Pronto Atendimentos.

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade